<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI

6 regras simples para melhorar o teste de sistemas

Publicado em 2/out/2015 5:00:00

Para melhorar os testes de sistema é importante capacitar equipe com conhecimentos técnicos.

6 regras simples para melhorar o teste de sistemas

É improvável que alguém consiga solucionar um problema, ou consertar algo, sem ter os devidos conhecimentos para exercer tal atividade. Os testes de sistemas - como o processo de conserto ou manutenção de um equipamento - têm como objetivo executar um programa e enxergar suas falhas, com um processo de verificação e validação e por isso precisa contar com equipe especializada. Por ser um teste, pode parecer que é a última coisa a ser feita no desenvolvimento do programa, porém deve ocorrer durante todo o procedimento.

Existem várias regras que podem ser adotadas para melhorar o teste de sistemas, porém algumas são tão simples que, muitas vezes, passam despercebidas. Entretanto, não é por que não são complexas que sejam menos importantes ou fundamentais para que haja um sucesso no procedimento.

Confira algumas delas abaixo:

1- Capacitação

Antes de qualquer coisa, é fundamental capacitar a equipe de colaboradores responsáveis pelo serviço, com o conhecimento técnico do sistema. Os testes acontecem para que perceba alguma limitação ou problema do sistema. O profissional deve ter soluções para resolver essa situação e até mesmo prevê-las para evitar maiores problemas. Tão importante quanto o profissional saber resolver este problema é ele ter um tempo de resposta rápido para as limitações e saber reparar o problema com autonomia.

 

2- Ferramentas eficazes

Para que o profissional de testes consiga agir com rapidez e eficiência na solução de um problema testado, além da sua capacidade profissional - que ele mostrará na qualidade do acompanhamento feito - ele precisará que as ferramentas de alerta do sistema sejam eficazes para que haja a percepção rápida do problema.

 

3- Ambiente específico

É necessário que haja uma área separada para testes da área onde o sistema é desenvolvido, pois a zona de desenvolvimento é focada no caso de sucesso para uma situação específica. Já o profissional de teste possui certa independência, tendo uma forma mais eficiente de encontrar as falhas e problemas. Devido a isso, esses setores vêm aumentando nas empresas, à medida que as organizações querem diminuir as falhas e os impactos negativos.

 

4- Material de consulta

Outro ponto a ser destacado é a necessidade de uma reunião de documentos, para que o profissional possa ser guiado no processo de teste, mesmo que ele saiba tudo o que está escrito nos documentos. É importante tê-los e que sejam sempre atualizados, pois essa documentação pode ser checada quando algum contratempo ocorrer. Um bom exemplo é quando o responsável pelo teste se ausentar por qualquer que seja o motivo: quem estiver no seu lugar para resolver qualquer problema ficará muito mais seguro em fazê-lo com a documentação em mãos para auxiliá-lo em alguns pontos importantes.

 

5- Equipe multidisciplinar

Com as possíveis ausências que podem ocorrer por parte dos que testam, notou-se a importância em se permitir que profissionais da área de negócios ou mesmo de desenvolvimento também façam testes, para assegurar que as falhas possam ser percebidas por todas as áreas. Uma forma de se fazer isso é envolver os operadores de rede, pois assim será possível simular uma implementação antes que um sistema entre em produção, garantindo que a implementação oficial ocorrerá sem problemas.

 

6- Testes constantes

Depois que se observaram as falhas, limitações e deficiências em todo o processo, pois elas ocorrerão, e se por um acaso estiver tudo correto, provavelmente o erro será descoberto tempos depois, por isso é necessário testar sempre. Depois que o teste inicial for feito é importante saber como a equipe reagiu e solucionou essas limitações. Se os profissionais foram ágeis e eficientes e solucionaram o que lhes foi demandado, assim será possível perceber quais são os treinamentos e providências a serem tomadas para melhorar cada vez mais esse setor de teste.

É preciso que o ambiente de trabalho, destes profissionais, seja atualizado e possua gerenciamento para colaborar com a agilidade neste processo e aumentar a qualidade das soluções entregues aos clientes.

 

8 motivos para contratar uma revenda de TI especializada

 

Fontes:

http://www.infoworld.com/article/2612414/infrastructure-storage/7-simple-rules-for-better-systems-testing.html

http://www.devmedia.com.br/plano-de-teste-um-mapa-essencial-para-teste-de-software/13824

http://www.tiespecialistas.com.br/2012/06/teste-de-software-e-so-usar/

http://www.gsw.com.br/noticias/centro-de-desenvolvimento-de-sistemas/205-ed14m2?lang=pt



Categorias: Redes, Servidores