<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI

8 melhores práticas para lidar com Nuvens Híbridas

Publicado em 14/jun/2016 5:00:00

As ferramentas e procedimentos certos podem ajudar a limitar a complexidade enquanto maximizam os benefícios da Nuvem Híbrida.

8 melhores práticas para lidar com Nuvens Híbridas 

A Nuvem Híbrida está rapidamente se tornando o padrão para infraestrutura corporativa de TI. De acordo com o relatório State of the Cloud 2016 da RightScale, 71% das empresas atualmente possuem um ambiente de Nuvem Híbrida (um aumento de 13% de 2015 para esse ano) e 82% delas possuem uma estratégia de Nuvem Híbrida.

Mas ambientes híbridos que dependem de uma combinação de Nuvens Privadas e Públicas apresentam uma série de desafios. Naturalmente, essas configurações são extremamente complexas e muitas empresas fazem um grande esforço para integrar suas infraestruturas já existentes, ferramentas e procedimentos com o novo ambiente de Nuvem. Na pesquisa da RightScale, os respondentes citaram que a falta de recursos/expertise (32%), segurança (29%), conformidade (26%), gerenciar múltiplos serviços de Nuvem (26%), gerenciar custos (26%) e a complexidade de construir um ambiente de Nuvem Privada (23%) são os maiores desafios relacionados à Nuvem Híbrida.  

Mas o que as organizações podem fazer para superar esses obstáculos? 

Neste post, apresentaremos 8 das melhores práticas para gerenciar Nuvens Híbridas. Com as ferramentas certas de gerenciamento e procedimentos corretos, as organizações podem manter seus custos sob controle, enquanto desfrutam dos benefícios de uma Nuvem Híbrida.

1- Mantenha as metas ao alcance

As empresas escolhem implantar Nuvens Híbridas por várias razões. Os líderes de TI apontaram que o acesso mais rápido à infraestrutura, maior escalabilidade, maior disponibilidade, time-to-market mais rápido, continuidade dos negócios e maior desempenho como alguns dos principais benefícios da Nuvem.

Além disso, especialistas afirmam que as organizações deveriam escrever os objetivos que esperam alcançar a partir da Nuvem e usar esse documento para orientar suas outras decisões de gestão em Cloud. Isso porque uma empresa que está focada em velocidade e desempenho precisará de ferramentas diferentes do que uma empresa que espera obter economia de custos ou de continuidade de negócios.

 

2- Comece com cargas de trabalho menos importantes

Para as empresas que ainda estão começando a implantar a Nuvem Híbrida, os especialistas sugerem mover primeiro as cargas de trabalho menos essenciais para a Nuvem. Esse procedimento dá à equipe a oportunidade de organizar tudo para migrar aplicações mais importantes. As empresas dizem que a falta de experiência da equipe é atualmente seu maior desafio de Nuvem Híbrida, mas permitir que os profissionais de TI adquiram experiência na prática pode fazer com que essa questão demore um bom tempo para ser resolvida.

A maior parte das companhias simplesmente não podem pagar por um tempo de inatividade em suas aplicações de missão crítica, nas quais os custos para apenas uma hora de interrupção do serviço podem chegar a centenas de milhares de dólares. A equipe de TI só deve migrar essas aplicações críticas para a infraestrutura de Nuvem depois de garantir que não existe nenhum bug nos processos de segurança e gerenciamento.

 

3- Segurança em 1º lugar

A segurança continua sendo uma das principais preocupações para as empresas que implementam aplicações na Cloud, particularmente para aquelas que usam serviços de Nuvem Pública. Um estudo de setembro de 2015 descobriu que 40% das organizações que participaram da pesquisa armazenaram ou processaram dados sensíveis na Nuvem, 33% disseram que eles não tinham bastante visibilidade em suas operações de provedores de Nuvem Pública.

Muitas companhias tentam resolver alguns dos problemas de segurança em Nuvem ao manter os dados mais sensíveis em Nuvens Privadas. Isso pode ajudar, mas as organizações ainda vão precisar garantir que possuem as medidas de segurança adequadas tanto no lado público quanto privado das Nuvens Híbridas.

 

4- Enxergue a rede de forma unificada

Mesmo que alguma parte de sua infraestrutura de Nuvem Híbrida esteja localizada em seus próprios Data Centers e outra parte em servidores de terceiros, a sua empresa precisa ter a habilidade de examinar todos os recursos de Nuvem de uma só vez. Ambientes de Nuvem públicas e privadas precisam compartilhar uma rede e olhar de forma integrada para ela.

Essa abordagem unificada é importante porque simplifica os usos mais comuns da Nuvem Híbrida comum como a recuperação de desastres ou Cloud Bursting (um modelo de implantação de aplicativos em que um aplicativo é executado em uma Nuvem Privada ou Data Center e usa uma Nuvem Pública quando a demanda apresenta picos de capacidade.

 

5- Invista em automação e orquestração

As Nuvens Híbridas são muito complexas para a TI para gerenciar com processos e ferramentas manuais. Felizmente, fornecedores criaram uma série de ferramentas de automação e orquestração que simplificam a administração e gerenciamento de tarefas. Essas ferramentas lidam com tarefas como implantação e provisionamento de recursos de infraestrutura, monitoramento, auto escalabilidade, resolução própria de problemas, a otimização do orçamento, permitindo autosserviço do usuário, além de outros recursos.

Com tantas opções diferentes de fornecedores de softwares e de serviço de Cloud disponíveis, a dificuldade muitas vezes está em selecionar quais produtos utilizar. Muitos especialistas sugerem ferramentas que podem trabalhar em todo o ecossistema da Nuvem.

 

6- Monitore o ambiente de Cloud

Com tantos fatores diferentes envolvidos em ambientes híbridos, o monitoramento preciso com alertas inteligentes se torna mais importante do que nunca. Em vez de ferramentas de silos, que só podem manter o controle de peças e partes do ecossistema de Nuvem, as organizações precisam de ferramentas que ofereçam uma visão completa das operações da Nuvem Pública e do Data Center de uma só vez. Além disso, elas precisam de ferramentas que possam analisar dados de registro, correlacionar eventos e alertar a equipe sobre incidentes que precisam de atenção. Novamente, sempre que possível as empresas precisam encontrar ferramentas para automatizar o gerenciamento das atividades, a fim de reduzir a possibilidade de erros e liberar os colaboradores para outras atividades.

 

7- Realoque dados e aplicativos

As empresas que procuram os benefícios de desempenho de seus ambientes de Nuvem Híbrida precisam tomar algumas medidas para garantir que eles possam perceber esses benefícios. Um dos pontos-chave para isso é conferir se os dados e aplicativos estão rodando no mesmo lugar. Em outras palavras, se suas aplicações estão rodando na Nuvem Privada, armazene seus dados no Data Center. Manter os dados perto de usuários ativos melhora o desempenho e simplifica ainda mais algumas tarefas de gerenciamento.

 

8- Reutilize as ferramentas preexistentes e a infraestrutura quando fizer sentido

Treinar novamente a equipe sobre novos procedimentos e novas ferramentas é custoso e consome um bom tempo. A mesma coisa vale para atualizações de infraestrutura. Por essas razões, muitos especialistas sugerem que as empresas continuem usando as ferramentas preexistentes, processos e hardwares do ambiente de Cloud, quando isso fizer sentido.

Naturalmente, nem tudo que funcionou bem em um ambiente tradicional vai continuar a funcionar em um ambiente de Nuvem e, em alguns casos, as organizações podem alcançar mais economia de custos através da atualização do  hardware. No entanto, se as empresas puderem continuar com os fornecedores e interfaces que a equipe já sabe trabalhar bem, também é possível enxergar alguma economia nos custos.

 

New Call-to-Action

 

Fonte:

http://www.networkcomputing.com/cloud-infrastructure/8-best-practices-coping-hybrid-clouds/669475234

 

Categorias: Cloud Computing, Empresas de TI, Revendas de TI