<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI

Automação de processos robóticos para aumentar a produtividade

Publicado em 9/fev/2018 5:00:00

Entenda como a automação de processos robóticos permite que as repetições de tarefas sejam recorrentes por meio da antecipação de ações humanas.

 

Automação de processos robóticos para aumentar a produtividade

Automação de Processos Robóticos, ou RPA - sigla da versão em inglês Robotic Process Automation -, é uma ferramenta que se distingue da automação tradicional de TI justamente pela utilização de robôs baseados em Inteligência Artificial (IA).

 

Com o RPA, os robôs tornam-se capazes de se adaptarem às mudanças do sistema de forma autônoma a partir do aprendizado da máquina. Ele analisa os comandos mais comuns ditados pelo programador e aprende o que está sendo feito para antecipar as ações humanas em próximas ocasiões, passando a interpretar processos específicos, manipulando dados e iniciando novas ações.

 

Em sistemas que utiliza RPA as máquinas realizam tarefas repetitivas, operacionais e de baixa importância, liberando a mão-de-obra especializada para atuar de forma mais estratégica em atividades que exijam habilidades exclusivamente humanas, como julgamentos, sentimentos e razão.

 

Casos de sucesso que explicam o sucesso do RPA

 

ANZ Banking Group, da Austrália, estava com dificuldades em lidar com processos transacionais em períodos sazonais de maiores demandas. Contratava e treinava mão-de-obra para trabalhar durante certo período e depois demitia por não ter como absorver todo o pessoal, gerando altos custos operacionais. Foi quando resolveu incluir 200 robôs nos três meses iniciais de automação, deslocando o capital humano para processos mais estratégicos.

 

O resultado foi de 40% de economia de custo nas operações e uma redução significativa no tempo de resposta para o cliente final. Na área de pagamentos, por exemplo, 2 funcionários passaram a fazer o trabalho que antes era feito por 40.

Treinamentos Comstor Americas

Outro caso de sucesso do uso de RPA é o da Volvo, fabricante de veículos da Suécia, que incluiu robôs em seus sistemas de faturamento de fornecedores. Ela se tornou capaz, assim, de diminuir drasticamente os processos manuais morosos que aumentavam o tempo de resposta, deixavam o processamento de faturas mais lento e causavam atrasos nas entregas dos automóveis. Toda fatura que antes era validada, registrada, alterada e direcionada manualmente passou a ser otimizada pelos robôs. Os agentes de atendimento não atuam hoje mais no sistema e potencializam seu tempo no relacionamento com o cliente.

 

Um exemplo de empresa varejista que utiliza RPA é o Shop Direct Group, empresa que atua de forma online e representa multimarcas no Reino Unido. O grupo contratou a automação de processos robóticos para melhorar a gestão interna das operações de e-commerce, como controle de estoque, banco de dados de clientes, logística e gerenciamento de pedidos.

 

Diferente dos outros casos, o Shop Direct criou um centro de excelência interno em que os próprios funcionários treinados desenvolveram e criaram suas próprias automações, facilitando muito a interface do sistema e agilizando todo o processo. O investimento nas ferramentas retornou em 30 dias em decorrência da eliminação de custos de recrutamento e treinamento de funcionários, permitindo seu envolvimento 24h no negócio.

 

 

Ferramentas de RPA estão no mercado desde 2012, mas só agora as empresas conseguem enxergar melhor os benefícios que elas podem trazer para seus negócios e quão diversa pode ser a utilização dos robôs.

 

Logicamente, o questionamento sobre a perda de vagas com a substituição de pessoas por robôs está sendo recorrente. Porém, com a transformação digital tão latente, novos postos, com novas especificações de talentos são abertos, de forma que pessoas que estiverem mais preparadas para atuarem em conjunto com as máquinas ou que buscarem por constante atualização serão absorvidas pelo mercado.

 

 

Categorias: Automação, Automação de Processos Robóticos