<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI

Internet of Things: a força da tecnologia no atendimento médico

Publicado em 29/abr/2014 7:00:00

Entenda como a IoT está transformando a medicina e os tratamentos médicos.

140429 IoTHealthcare 2 resized 600

A população tem se conectado em uma velocidade impressionante através de smartphones, notebooks, smartwatches, tablets entre outros dispositivos com acesso à Internet, com transmissão de dados constante. Além disso, a IoT tem conectado outros objetos através de sensores RFID.

Esse processo de conexão de objetos à Internet tem criado oportunidades incríveis para diversas áreas de trabalho como a educação, agropecuária, indústrias farmacêuticas, automotivas, aeronáuticas, entre tantas outras. Mas uma área em especial tem chamado bastante a atenção nos últimos anos: Healthcare.

Diversas notícias vêm sendo veiculadas sobre as novidades em dispositivos para os mais diversos fins médicos, como atendimento e controle de pacientes, diagnósticos online e cirurgias à distância. Além disso, dispositivos conectados aos corpos dos pacientes que ajudam a rastrear e gravar dados de exercícios, sono e outras informações deles, pílulas inteligentes que conseguem informar o médico se o paciente está fazendo adequadamente seu tratamento e se este está funcionando são algumas das inovações tecnológicas que a Internet of Things tem trazido para a indústria de assistência médica.

Mas como realmente a Internet of Things pode revolucionar o atendimento médico?

A contusão de um lutador, por exemplo, é um atendimento de relativa urgência. Os primeiros socorros acontecem ainda no local da luta. O médico realiza os procedimentos e avisa o hospital local através de um telefone IP que um paciente está a caminho. A partir daí, o lutador é atendido por médicos na clínica, que podem por meio de uma solução de telepresença, conversar com outros médicos especialistas sobre o caso do lutador e trocar informações de forma colaborativa para encontrar o melhor tratamento para o paciente.

Após a cirurgia, o lutador é internado em um quarto com soluções de monitoramento de pacientes, e pode preencher todos os formulários, além de receber atendimento de seu médico com pedidos de exames, utilizando um tablet com acesso à Internet. Com a realização destes exames, o departamento de radiologia envia os resultados assim que ficam prontos por meio de dispositivos wireless para o médico responsável e para o próprio paciente. Outro detalhe interessante é que o paciente pode utilizar um telefone conectado diretamente ao telefone IP de uma enfermeira para chamá-la caso necessário.

Esse é apenas um dos exemplos em que a tecnologia pode ajudar e facilitar o atendimento médico trazendo qualidade e eficiência para o tratamento.

É interessante observar que este tipo de atendimento, apesar de parecer impensável pela falta de contato físico entre paciente-médico, é o tratamento mais desejado por boa parte da população norte-americana. 70% dos clientes de serviços de Healthcare relatam que se sentem confortáveis se comunicando por meio de mensagens de texto, vídeo ou e-mail com seus médicos.

140429 Servicos Healthcare

Além disso, existem alguns outros serviços online relacionados à assistência médica que possuem um papel fundamental na garantia de qualidade de atendimento médico. Aplicativos que fornecem lembretes de consultas, de tratamentos e informações sobre como lidar com efeitos colaterais de certos remédios são alguns exemplos.

Todas essas soluções mencionadas acima permitem a colaboração entre equipes locais e equipes de outros países para realizar exames, consultas e diagnósticos de pacientes. Essa colaboração faz com que, através de soluções de tecnologia, os pacientes sejam tratados com maior qualidade e esperem menos por uma solução para o seu problema médico.

O uso de tecnologias no atendimento a pacientes também pode mudar uma série de outros processos e evitar complicações em tratamentos médicos. Por exemplo, uma das maiores causas de erros de medicação é a falta de acesso integrado à informações do paciente, especialmente aqueles que já passaram por vários hospitais. Utilizando a tecnologia, é possível integrar hospitais, clínicas, médicos particulares e instituições especializadas em um sistema único conectado, que ofereceria a possibilidade de qualquer médico cadastrado acessasse as informações do paciente de qualquer lugar, a qualquer momento por meio de um dispositivo conectado à Internet e com o aplicativo instalado. Dessa forma, o profissional de saúde poderia verificar dados relevantes para o tratamento e evitar a prescrição de medicamentos desnecessários.

Outro diferencial da tecnologia para a Healthcare é o fator remoto, que possibilita o atendimento e monitoramento de pacientes remotamente, especialmente se eles vivem sozinhos. Ao invés de ser atendido por um médico ou enfermeira pessoalmente todos os dias, o paciente poderia fazer check-ups de forma remota e conectada, que automaticamente transmitiriam os dados coletados para uma base de dados do hospital que o atende e analisam qualquer alteração ou problema no paciente. Essa tecnologia oferece um grande potencial para ajudar pacientes com diabetes ou doenças similares a administrá-las com mais segurança, aumentando a qualidade de vida. E por fim, facilitaria o atendimento de pacientes, o que diminuiria drasticamente as filas em hospitais tanto públicos quanto particulares.
Para que esses serviços de Saúde conectada funcionem adequadamente, é necessário que empresas de TI desenvolvam uma rede segura, escalável e confiável que ofereça suporte à privacidade, alta disponibilidade e mobilidade.

12 previsões para o futuro da Internet of Everything

Fontes:
http://www.cisco.com/web/strategy/docs/healthcare/Cisco-iPDF-wrestler_08.pdf

http://www.cisco.com/web/strategy/docs/healthcare/11CS3289-ConnectedHealth_AAG_R2.pdf
http://www.pinterest.com/pin/537335799261514561/
http://www.healthtechviews.com/2013/08/21/how-the-internet-of-things-is-helping-healthcare/

Categorias: Healthcare