<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI

Computação em Nuvem facilita gestão hospitalar

Publicado em 5/jun/2014 7:00:00

Profissionalização da gestão da saúde exige sistemas que armazenam dados com segurança.

140605 CloudHospitalar blog

A gestão de hospitais, clinicas e outros estabelecimentos de saúde como postos públicos, está cada vez mais avançada. Por este motivo, há a necessidade de implantação da Tecnologia da Informação nessas empresas, que agora estão sendo cobradas não só pela excelência dos serviços prestados, como também pela qualidade e confiabilidade das informações geradas dentro do ambiente hospitalar.

Empresas do setor de saúde estão entre os organismos mais complexos de serem administrados. Nelas estão reunidos vários serviços, profissionais e situações simultâneas: um hospital, por exemplo, é ao mesmo tempo hotel, lavanderia, serviços médicos, limpeza, vigilância, restaurante, recursos humanos, relacionamento com o consumidor, etc.

Cada uma dessas áreas gera um tipo de informação que deve ser pelo menos bem armazenada, para que seja facilmente acessada pelos interessados em outras ocasiões. Além disso, essas informações tramitam por diferentes níveis na organização e serão fundamentais para a gestão hospitalar, pois delas serão conhecidos todos os indicadores e resultados obtidos pelo hospital, além de armazenar todos os dados referentes aos atendimentos hospitalares dos pacientes.

Assim como as empresas, hospitais, clínicas e outros estabelecimentos de saúde passam a depender cada vez mais de informações precisas e objetivas, conferindo à informação um status de patrimônio e capital fundamental para a tomada de decisão e ao sucesso das operações das empresas. Daí a importância de ser ter um alto nível de controle e avaliação de todas os dados que são diariamente gerados.

Tecnologias de maior impacto na gestão da saúde

Computação em Nuvem: entre as tecnologias que mais impactarão o setor saúde certamente estão aquelas em que o armazenamento de dados e a computação serão delegados à rede, como a computação em Nuvem, seguindo uma tendência de descentralização, que será essencialmente impulsionada pela queda dos custos de propriedade e de operação. Além disso, é uma forma de preparar a estrutura para expansões, prevendo integrações entre sistemas futuros mantendo a qualidade e performance.

Este conceito aplicado ao uso corporativo promete diminuir o espaço físico no Data Center, gerenciamento de capacidades de armazenamento de dados, backup e atualizações. Também não é necessário dispor de computadores e servidores com grande capacidade de processamento.

Interconectividade: também, entre as tecnologias mais transformadoras estão as que se relacionam à interconectividade. A integração das redes de dados com as redes de telecomunicação, como a de telefonia celular, é outra tendência, uma vez que amplia o alcance e a influência das redes digitais com o surgimento de inúmeros usuários que acessam as informações remotamente.

SaaS: cresce também o denominado Software as a Service (SaaS) no setor saúde, que tem por objetivo facilitar e agilizar a implementação, a atualização e expansão dos sistemas usados pelos hospitais. O barateamento e a disponibilidade universal desses processos, até desafiadores para os hospitais, terá como resultado a sua universalização.

Cloud Computing, Computação em Nuvem, Cloud, Cloud Computing em detalhes

Segurança como quesito primordial

Entretanto, nem tudo é perfeito e alguns pontos precisam ser resolvidos, como questões referentes à segurança e confidencialidade dos dados. Confiar dados de pacientes a um terceiro, por exemplo, vai exigir das empresas uma visão ampla e aberta. Existem fundamentos para não confiar parte dos seus sistemas e arquivos altamente sensíveis sem antes conhecer devidamente onde ficarão ou como estarão protegidos.

Outras discussões entram em jogo, como a ética médica digital: a quem pertencem as informações clinicas individuais, por exemplo? O controle da privacidade das informações deve ser feito pelos pacientes ou pela instituição? Além de outras questões que envolvem a virtualização das informações.

Provavelmente, em um primeiro momento, diversas aplicações de saúde se tornarão acessíveis através da Nuvem, enquanto bancos de dados e sistemas sensíveis que contenham dados confidenciais do paciente serão enviados externamente por questões de backup.

O certo, porém, é que o futuro do setor da saúde contempla a formação de uma rede global de informações em que todos os protagonistas estarão interligados de forma abrangente e integral, desde os pacientes até os planos de saúde, da saúde privada e pública, passando pelos grandes bancos de dados aos equipamentos laboratoriais e de imagens.

describe the image

Internet of Things: a força da tecnologia no atendimento médico 

Fontes: 

http://www.cisco.com/web/strategy/healthcare/cloud_healthcare.html
http://convergecom.com.br/tiinside/14/03/2013/a-gestao-de-tecnologia-da-informacao-nos-hospitais/#.U1h2RiiBovk
http://avela.me/2013/09/23/4-tendencias-do-futuro-da-ti-nos-hospitais/
http://saudeweb.com.br/blogs/a-computacao-em-nuvem-aplicada-em-saude/

Categorias: Healthcare, Cloud Computing