<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • 11 dicas de Big Data para Pequenas e Médias empresas
  • A Cisco e a Internet de todas as Coisas
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • 11 dicas de Big Data para Pequenas e Médias empresas
  • A Cisco e a Internet de todas as Coisas

O novo perfil profissional do gestor de TI

Publicado em 31/ago/2017 5:00:00

Veja as mudanças nas características desses profissionais que o mercado tem causado.

 

O novo perfil profissional do gestor de TI

A evolução do mercado de trabalho e da própria tecnologia tem colocado os cargos de gestores de TI como responsáveis por exigências muito específicas, sempre tendo que atender a um perfil técnico muito forte. Características funcionais como controle de orçamento e de horas, contratações, planejamento estratégico, entre outras, ainda são solicitadas, mas, além delas, são cada vez mais exigidos atributos complementares.

 

Mercado de trabalho

As mudanças nas exigências do perfil profissional de gestores de TI é um reflexo das transformações que o próprio mercado apresenta. Os times têm se tornado muito mais ágeis, o que exige um líder mais próximo das equipes para poder direcioná-las, fazendo com que o cargo se torne uma mistura de funções executivas, operacionais, funcionais e técnica, entre outras.

 

As empresas dependem de maior agilidade na resolução de problemas e na estruturação de projetos, de forma que modificar os processos hierárquicos e de gerenciamento de equipes acaba reduzindo as etapas da comunicação interna e do planejamento estratégico, oferecendo maior eficiência, exigindo um profissional mais completo.

 

Os 4 pilares para otimizar a prática de Receita Recorrente na sua Revenda de TI

 

Assim, o que se espera é, além das características técnicas e administrativas apresentadas, que este profissional tenha habilidades em áreas como:

 

  • Comunicação

Essa área não é de exclusividade do gestor de TI, mas se aplica a todo e qualquer cargo dentro de uma empresa. Saber se comunicar, para esse profissional, é essencial não apenas no ambiente corporativo, em que ele está constantemente fazendo apresentações e reuniões, mas em seu relacionamento com as equipes, fornecedores, colegas de trabalho e demais pessoas. Não possuir essa habilidade interfere, diretamente, na capacidade em fazer com que seus subordinados se sintam satisfeitos  e motivados, o que se pode resultar em falhas nas linhas de negócios.

 

  • Mentoria e engajamento

Negócios de sucesso dependem de equipes competentes. Como é papel do gestor de TI direcioná-las e organizá-las, cabe a ele saber engajar e motivar os colaboradores, atuando como mentor dos times para, assim, garantir que os resultados conquistados estejam sempre acima da média em seus projetos.

 

  • Estratégia e proatividade

O mercado busca por alguém capaz de identificar novas tecnologias vitais para clientes e para a própria empresa, além de profissionais proativos para determinar oportunidades estratégicas e de negócio.

 

  • Visão de futuro

É função do gestor buscar resultados cada vez melhores e garantir a manutenção do bom posicionamento de mercado, garantindo seu sucesso e sua capacidade em competir com os concorrentes.

 

  • Gestão de pessoas

Um profissional competente deve ser capaz de cuidar não apenas de processos, mas de seus colaboradores, oferecendo feedbacks positivos e negativos, mantendo a equipe saudável e motivada, mediando conflitos e identificando e retendo profissionais de qualidade e com talento.

 

As mudanças, tanto de mercado quanto de perfil dos profissionais, apresenta pontos positivos e negativos, sendo:

 

Positivos: Neste novo modelo os gestores de TI se aproximam de novos conhecimentos, aprendendo e aprimorando funcionalidades técnicas e específicas, melhorando suas habilidades de gerenciamento dos negócios e das equipes, além da abertura da possibilidade em escolher entre assumir um cargo como especialista ou como consultor, sendo que o primeiro tem ganhado cada vez mais destaque entre as empresas.

 

Negativos: Haverá a necessidade de adaptação dos profissionais para um novo modelo de gestão, de forma que será necessário adquirir experiência tanto em uma vertente técnica quanto gerencial, reduzindo a velocidade de crescimento do gestor.

 

E agora, o que fazer?

 

É necessário que o profissional defina, primeiro, de que maneira ele quer ser visto como gestor para, a partir daí, entender como a empresa na qual trabalha ou para qual pretende se candidatar a uma vaga vai enxergá-lo.

 

Existem diferentes tipos de empresas, cada uma com suas necessidades e buscando um perfil diferente de profissionais, de forma que é importante ter em mente o que espera-se de um gestor de TI que suas qualidades técnicas e gerenciais estejam desenvolvidas, o que não significa, necessariamente, aprender coisas novas.

 

Podemos observar que, como as próprias características destacadas indicam, o aprendizado deve ser contínuo, mas ele pode ser focado em desenvolver habilidades de relacionamento interpessoal e de comunicação, ao invés de buscar novos conhecimentos técnicos, apresentando novos diferenciais ao mercado.

 

 

Fontes:

https://www.tiespecialistas.com.br/2017/05/como-ser-o-gestor-de-ti-que-o-mercado-procura/

http://www.bitmag.com.br/2016/01/quais-caracteristicas-o-mercado-busca-hoje-no-cio-confira-as-4-principais/

https://gaea.com.br/gestao-de-ti-entenda-as-principais-caracteristicas-do-bom-gestor/

Categorias: Mercado de TI, Revendas de TI, Equipe de TI, Gestores de TI