<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI

Por que todas as empresas devem ter uma estratégia de backup de dados

Publicado em 19/mar/2015 5:00:00

Cerca de 70% dos negócios acabam encerrando suas atividades após sofrerem perda de dados.

Por que todas as empresas devem ter uma estratégia de backup de dados

As empresas dependem de um número cada vez maior de informações. Listas de contatos, informações sobre clientes, e-mails, dados financeiros, folha de pagamentos, estoques, projetos, documentos, planilhas, imagens e uma série de conteúdos importantes fazem parte da rotina nos negócios. Imagine tudo isso perdido.

Imprevistos como incêndios, enchentes no local de trabalho podem danificar completamente o hardware. Informações importantes do sistema também podem ser apagadas por falhas de software, vírus e erros de hardware. Os colaboradores da empresa podem ainda por engano excluir um arquivo ou substituir uma versão antiga por uma mais nova. A perda de arquivos pode custar tempo, dinheiro e até o fechamento da empresa.

Cerca de 70% das empresas brasileiras que enfrentam uma perda total dos seus dados encerram suas atividades até dezoito meses após o ocorrido, segundo uma pesquisa realizada pela Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI), vinculada à Secretaria Executiva do Ministério da Educação.
Embora a maioria das empresas não dê muita atenção ao tema, os serviços de recuperação são essenciais, não só em caso de perda total do sistema provocada por inundação ou incêndio, mas também em situações cotidianas. As causas podem ser falha de hardware, falha humana, software corrompido, roubo, vírus e desastres naturais.


Para facilitar o planejamento de uma estratégia de backup e recuperação eficiente é preciso conhecer a infraestrutura que a sua empresa oferece, além de definir clara e detalhadamente quais são os dados importantes para o seu negócio, o local de armazenamento, validação de quem deve ter acesso ao backup e se há proteção para remoção destes arquivos nos locais definidos.


O risco de malwares e vírus e as falhas de software capazes de corromper ou sumir com dados dentro da empresa também devem ser uma preocupação na hora de definir uma política de desastres.

Você deve ter em mente também que dados diferentes pedem diferentes necessidades de backup. Alguns dados nunca mudam, já outros mudam constantemente. A velocidade com que os dados são alterados é que define o procedimento de backup. Então, dados que são alterados com pouca frequência podem ter backups mais espaçados ao passo que os dados com alterações constantes exigem backups mais frequentes. Por isso, a segurança das informações merece tratamento diferente conforme os valores e usos dos arquivos.


Profissionais especializados, que conhecem seus sistemas, usuários e aplicações, têm condições de agrupar os dados em categorias diferentes. É importante documentar os procedimentos de backup e restauração e manter disponível uma cópia da documentação.
Uma estratégia bem definida de backup e restauração deve considerar os seguintes fatores:

As metas de produção da empresa para os bancos de dados, os requisitos para disponibilidade e proteção contra perda de dados. A natureza deles, como por exemplo, o tamanho e os padrões de uso e as restrições de recursos, como hardware, equipe, espaço para armazenagem de mídia de backup, a segurança física da mídia armazenada. Assim, o backup e a restauração dos dados devem ser personalizados em um ambiente específico e funcionar com os recursos disponíveis.

É comum que as empresas precisem tanto das soluções de backup como as de armazenamento, uma vez que elas resolvem problemas diferentes. O backup resolve o problema de recuperação rápida de dados para que a operação do dia a dia não seja comprometida. O armazenamento de dados funciona para os grandes volumes de informação por um período mais longo e sem a necessidade de uma recuperação imediata.


Apesar de parecerem soluções mais baratas, o armazenamento em hardwares locais ou externos exige uma equipe especializada e espaço em Data Center. Uma alternativa mais indicada hoje é o armazenamento em Nuvem, que ofereça mais segurança, gerenciamento e durabilidade a um custo acessível.


Para garantir que a sua empresa esteja com definições de backup bem estabelecidas, certifique-se de que o backup seja realizado em mais de um local e fora da empresa. Cheque a realização do backup nas últimas 24 horas, faça um teste de recuperação dos dados de backup, cheque se os arquivos importantes estão incluídos na rotina de backup e realize testes e validações constantes sobre os dados que estão sendo armazenados, além de avaliar a periodicidade de atualização e quem tem acesso ao backup.
De nada adianta uma política adequada se ela não for checada, avaliada e ajustada. Isto significa que devem ser feitas auditorias periódicas para garantir a efetividade e a validade dos procedimentos.

 

Cloud Computing, Computação em Nuvem



Fontes:
http://matrixgroup.ca/why-every-business-should-implement-a-data-back-up-and-recovery-strategy/
http://www.b-datum.com/a-importancia-de-ter-um-bom-servico-de-backup/
https://technet.microsoft.com/pt-br/library/ms191239%28v=sql.105%29.aspx
http://web.mit.edu/rhel-doc/4/RH-DOCS/rhel-isa-pt_br-4/s1-disaster-backups.html
http://www.b-datum.com/backup-vs-armazenamento-do-que-realmente-preciso/
http://www.b-datum.com/e-se-um-dia-voce-perdesse-todos-os-dados-do-seu-negocio/

Categorias: Cloud Computing, Servidores