<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI

Revolução Digital: como trabalhá-la com seus clientes?

Publicado em 6/nov/2017 5:00:00

Entenda como se destacar na revolução digital e estar a frente na corrida da inovação, produzindo grandes lucros para os negócios.

 

Revolução Digital: como trabalhá-la com seus clientes?

Aproximadamente metade da população mundial - cerca de 3,6 bilhões de pessoas - já está conectada à Internet. A revolução digital já é uma realidade há algum tempo e agora está tomando um novo rumo com a introdução de dispositivos móveis cada vez mais potentes e intuitivos.

 

Essa introdução volta a movimentar a economia digital que revela um novo formato de atuação das empresas dentro do mercado: as organizações que não se reinventarem por meio do uso de inovações tecnológicas e de novos modelos de negócios ficarão para trás.

 

Isso porque o mercado tem visto um tipo novo de consumidor cada vez mais informado, conectado e exigente, o que cria essa necessidade de reinvenção por parte das empresas para garantir lucratividade e crescimento. Mas como fazer isso?

 

Como trabalhar a transformação digital com os clientes?

 

É preciso mudar o modelo de negócios antes que o mercado faça isso por eles. Esta é a principal das dicas, sem dúvidas: para trabalhar com as inovações tecnológicas que os clientes precisam, é necessário fazer com que eles entendam a importância de remodelar o formato da empresa, com foco no digital. No entanto, isso não pode ser feito por colaboradores que estejam atuando nas áreas executivas, pois estes já estão bastante ocupados cuidando de pontos operacionais e estratégicos já existentes.

 

Por que não investir em uma equipe focada na transformação digital dessa empresa? Não há uma equipe enorme ou um novo departamento, mas alguns profissionais ou até mesmo um CIO que consiga fazer o planejamento de ações estratégicas voltadas para a área de TI e inovação dentro da companhia. Mark Weinberger, CEO da EY, por exemplo, criou um projeto de startups internas para entender como cada departamento pode ser disruptivo.

 

Toda empresa agora também é uma empresa de tecnologia

 

O executivo ou diretor de vendas de uma revenda de TI que ainda não enxergou as oportunidades de negócios nesta última premissa precisa ficar atento. Com a economia digital em ascensão devido à transformação dos consumidores nas últimas décadas, além do surgimento de fenômenos que rompem com os processos naturais, como a Internet das Coisas, a Cloud Computing, as ferramentas de análises de dados e o uso de mídias sociais, um novo paradigma foi criado: todas as empresas passaram a ser produtoras de conteúdo e de novas tecnologias para atender às demandas de um público em constante mudança.

 

Isso serve para ambos os tipos de clientes: os clientes da revenda de TI e os clientes de seus clientes. Por isso, é importante estar preparado para oferecer as soluções que estejam focadas no futuro dos negócios de quem contratou a tecnologia. Oferecer uma solução a curto prazo pode até ajudar a resolver problemas diretos que já estejam no radar, mas a transformação digital já é uma realidade e não considerá-la e se esquecer de que a corporação precisa estar atualizada para conseguir atender às demandas pode ser um problema sem solução.

Phishings Direcionados: como proteger sua empresa dessa ameaça

Não deixe os dados parados

 

Com a chegada da Revolução Digital temos também um fenômeno que se caracteriza por uma descentralização cada vez maior das mídias e das organizações, com novos modelos de negócios (como apontamos acima) e uma explosão da diversidade de consumo.

 

Isso tem criado a necessidade das empresas investirem em ações de coleta de dados primários dos clientes, além do que já era feito com sistemas tradicionais de CRM ou o rastreamento de sites e aplicativos navegados. Esse movimento de descentralização das mídias por parte também dos consumidores consegue alimentar essas fontes de coleta de dados e produz uma enormidade de informações que, quando analisadas, são extremamente úteis para gerar oportunidades de negócios para o seu cliente.

 

Entenda: as empresas hoje precisam de ferramentas de análises de dados - e profissionais competentes para utilizá-las - e gerar mais valor para os produtos e serviços oferecidos. Independente do tamanho da corporação, é possível aplicar esse tipo de solução e criar essa inovação de dentro para fora nas organizações.

 

A revolução digital oferece uma série de oportunidades em diversos segmentos de produtos ou serviços e permite uma diminuição nos custos operacionais, aumento da produtividade dos clientes, entre outros benefícios. Por isso é tão importante pensar em soluções que estejam alinhadas com as inovações tecnológicas das próximas décadas e que vão oferecer os diferenciais de negócios necessários para que o seu cliente possa continuar atuando de forma positiva no mercado.

 

 

Fontes:

https://endeavor.org.br/como-inovar-digital/

http://convergecom.com.br/tiinside/webinside/19/02/2017/revolucao-digital-estudo-global-aponta-caminhos-e-desafios-dos-negocios-em-2017/

 

Categorias: Dispositivos Móveis, Economia Digital, Transformação Digital, Revolução Digital, Inovações Tecnológicas