<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Transformação Digital e oportunidades para revendas de TI na educação
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI

Tecnologia 5G promete uma experiência de internet móvel otimizada

Publicado em 22/nov/2016 5:00:00

Ainda em desenvolvimento, a otimização das redes e das comunicações móveis será gigantesca.

Tecnologia 5G promete uma experiência de internet móvel otimizada

A próxima geração de comunicação sem fio vai utilizar tecnologias 5G, mesmo com a demanda por ofertas de serviço evoluindo de forma lenta. A primeira discussão sobre a introdução da tecnologia 5G começou em 2012 e, em 2013, a empresa japonesa NTT DoCoMo considerou a possibilidade de já implementar a novidade para as Olimpíadas de Tóquio em 2020.

 

Um pouco depois dessa notícia, a Coréia do Sul apresentou um plano para criar um serviço nacional padrão para o uso do 5G - na verdade, uma oferta 4.5G - já nas Olimpíadas de Inverno de 2018, em PyeongChang. Desde então, a pesquisa e desenvolvimento da tecnologia ocorreram na Europa, China e Japão, o que alimentou o hype para um nível nunca visto antes com tecnologias de internet móvel. Além disso, a Verizon anunciou em 2015 que já tem estratégias traçadas para implementar os planos comerciais de 5G já em 2017.

 

Desenvolvimento do mercado de serviços 5G

De acordo com o último estudo mundial da IHS Markit, o 5G virá em duas ondas: a primeira - uma sub-6GHz - em 2017, seguida pela tecnologia real com um espectro de banda maior em 2020. O espectro Sub-6GHz não é novidade: é o espectro no qual as comunicações wireless atuais coexistem.

 

No entanto, a IHS acredita que os provedores de serviços de rede móvel estão lutando para encontrar casos de uso atraentes que beneficiam substancialmente a proposta da União Internacional de Telecomunicações (UIT) de fornecer um padrão IMT-2020. IMT é a sigla para International Mobile Telecommunications e representam requerimentos exigidos pela UIT.

 

Com isso em mente, os analistas da IHS também acreditam que a tecnologia tem diferentes significados para cada profissional na indústria. Todos os principais stakeholders aparentemente possuem suas próprias interpretações sobre o que o 5G deveria ser e, por isso, existe uma divergência na forma como enxergam essa revolução nas redes móveis.

 

O 5G evolutivo é uma extensão das redes avançadas LTE - em inglês, Long Term Evolution - e é compatível com todas as tecnologia 3GPP - 3rd Generation Partnership Project - um projeto que visa padronizar a criação, envio e reprodução de arquivos multimídia em telefones celulares e outros aparelhos wireless GSM. Já o 5G revolucionário é uma arquitetura de rede totalmente nova que requer uma nova tecnologia de interface aérea e de acesso via rádio (RAT), afastando-se de modelos celulares atuais.

 

 

Perspectivas de mercado para as tecnologias 5G

 

Para Liu Lihua, ministro da indústria e da tecnologia da informação da China, o 5G já se tornou o foco da indústria global de pesquisa e desenvolvimento. A estruturação da IMT-2020 está se acelerando e os requerimentos ITU-R WP5D - que tem como foco gerenciar os recursos internacionais de espectro de radiofrequência e de órbita de satélites, para desenvolver padrões para os sistemas de comunicação de rádio - está desempenhando um papel fundamental nas questões internacionais de padronização e de espectro mundial relacionadas com 5G. As pesquisas chinesas, por exemplo, vão fornecer suporte para a tecnologia, otimizar soluções técnicas e desenvolver esse padrão internacional.

O interessante é observar que o 5G não é apenas uma evolução das tecnologias de 4G. Ele já está traçando um caminho que vai além do celular, configurando-se como uma arquitetura multilink, que permite a comunicação direta entre dispositivos, de forma muito mais rápida e dinâmica.

Essa a nova onda da tecnologia wireless e mobile, pretendem criar um novo modelo de conectividade, o qual fornecerá aos humanos uma experiência de banda larga elevada, além de atender uma ampla variedade de aplicações industriais.

O 4G está acelerando também e a tecnologia não será abandonada. Ela continuará evoluindo em paralelo com o desenvolvimento do 5G. Além disso, todo o ecossistema de comunicações móveis está pensando em forma de utilizar a novidade de maneira efetiva.

Para alguns especialistas, o foco do 5G está na possibilidade de criar uma sociedade perfeitamente conectada em 2020, que aproxime pessoas, coisas, dados, aplicações, sistemas de transporte e cidades em um ambiente de comunicações em rede inteligente, a Internet de Todas as Coisas

Fontes:
http://blog.geoactivegroup.com/2016/09/5g-to-deliver-enhanced-mobile-internet.html
https://en.wikipedia.org/wiki/IMT_Advanced
https://en.wikipedia.org/wiki/ITU-R
http://www.itu.int/net/pressoffice/press_releases/2016/07.aspx#.V-0hQFQrKUl
http://www.itu.int/net/pressoffice/press_releases/2015/27.aspx#.V-0hP1QrKUl

Categorias: Internet Móvel, 5G