<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora

Transformação Digital: novas tecnologias de virtualização e segurança aceleram mudanças

Publicado em 27/abr/2017 5:00:00

Todas as empresas serão fornecedoras de tecnologia e precisam ter ferramentas para gerenciar e facilitar seus processos.

Transformação Digital: novas tecnologias de virtualização e segurança aceleram mudanças

 

Empresas que mudam a maneira como a tecnologia é utilizada em sua gestão, transformando processos e modelos de negócio e que consideram a TI como contributiva para suas estratégias, são as mais propensas a participarem do que está sendo chamado de Transformação Digital.

Um negócio digital cria valor e receita de seus ativos digitais. Não são somente companhias que empregam armazenamento em Nuvem, que oferece dispositivos conectados à Internet das Coisas ou que trabalham com Big Data, tendo ações de TI isoladas em seus processos que são consideradas um negócio digital. São empresas que embutem cada vez mais tecnologia no seu processo e no engajamento com o seus clientes e colaboradores.  

 

A sociedade se transforma com a tecnologia, criando novos paradigmas na forma como as pessoas se relacionam e consomem. As empresas precisam adotar as mesmas tecnologias que seus clientes já usam e devem tentar dar um passo a frente nesta relação, a fim de ganhar competitividade. Neste contexto, todo negócio vai se transformar em uma empresa de tecnologia. Mesmo uma empresa que sempre produziu carros, por exemplo, vai precisar criar carros que gerem dados a fim de que o motorista saiba o momento correto para trocar um filtro ou fazer algum tipo de revisão. Isso significa que algum software deve ser criado para agregar valor ao hardware, neste caso, o carro. Uma máquina agrícola para ser eficiente, deve conter informações de GPS que mostram quais os trajetos que a máquina trabalhou para que não haja sobreposição em uma lavoura. Isso também significa que um software deve ser criado para fazer a leitura dessas informações geradas. Indústrias que antes só produziam parafusos, agora devem desenvolver tecnologia.

 

Como a IoT está transformando o futebol

 

Os líderes que decidem pelas áreas de TI nas empresas já admitem a necessidade de ampliar suas redes, tanto que, no futuro próximo, 45% das organizações deverão ter a rede pronta para uso digital. Esse percentual representa três vezes as taxas de utilização atual. Os benefícios são reais e tangíveis. As empresas que investiram em recursos modernos de rede estão percebendo um crescimento rápido na receita, retenção de clientes e aumento do lucro.

 

Neste contexto, muitas são as ferramentas que aceleram as mudanças na era digital. Entre elas, a virtualização e a segurança de redes, que são dois pontos fundamentais para empresas que necessitam de conectividade rápida e confiável. Fornecedores de soluções em TI já disponibilizam no mercado, por exemplo, uma plataforma de hardware e serviços de rede virtual que oferece uma solução que possibilita que as empresas virtualizem seu perímetro de rede.

 

Esta plataforma unifica em um hardware, as ações do roteador, do firewall, do acelerador WAN e do controle de wireless LAN, o que significa que virtualiza esses serviços dentro do próprio servidor. A arquitetura desta plataforma simplifica operações, possibilita o desenvolvimento de novos serviços em minutos, oferecendo opções de implantação flexíveis. Tudo consolidado em uma plataforma única é possível gerenciar atividades da matriz e das filiais de forma centralizada como implantação, atualização, gerenciamento e soluções de problemas de forma fácil. Oferece escalabilidade on-demand, facilitando o controle de custos. Por meio dessa plataforma, é possível trilhar o caminho da virtualização, com total visibilidade dos aplicativos de ponta à ponta. Desta forma, a rede se torna a primeira camada de segurança, permitindo automação e o gerenciamento de toda a infraestrutura.  

 

Quando o assunto é segurança, para acompanhar o cenário atual de mobilidade, uso de dispositivos de IoT e aplicações na Nuvem, as empresas especializadas estão lutando para combater ameaças virtuais mais sofisticadas. Afinal, os ciberataques podem acontecer em qualquer momento e os servidores precisam estar prontos para evitar, reconhecer e combater essas falhas.

 

Esse combate é considerado um dos motivos pelo qual as empresas deverão triplicar a adoção de redes modernas e automatizadas nos próximos dois anos. Com a transformação digital, as novas tecnologias de virtualização estão sendo aceleradas e adaptadas aos novos requisitos que o mercado está oferecendo. Uma delas é a garantia da segurança virtual, com ferramentas que combinem proteções avançadas contra malware e os firewalls com os recursos de sensor, agente fiscalizador e acelerador de mitigação, usando a própria rede. Os fornecedores de TI oferecem inúmeras opções no mercado. O fundamental é que cada empresa verifique a que mais se adapta a sua realidade, criando um planejamento para o seu trabalho e aquisição de novas ferramentas.

 

Fontes:

 

http://www.itrportal.com/articles/2017/02/22/cisco-accelerates-digital-network-transformation-with-new-virtualisation-and-security-technologies/
http://docmanagement.com.br/02/24/2017/cisco-acelera-transformacao-da-rede-digital-com-novas-tecnologias-de-virtualizacao-e-seguranca/
http://idgnow.com.br/blog/tecnologia/2015/02/24/o-que-e-transformacao-digital-afinal/
http://www.cisco.com/c/pt_br/solutions/enterprise-networks/digital-network-architecture/index.html

Categorias: Transformação Digital