<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

12 dicas para escolher bem o provedor de Nuvem da sua empresa

Diversidade de fornecedores e serviços no mercado pede análise mais cuidadosa das opções.

150116_MAN_©VRD_ProvedordeNuvem_Blog 

Com objetivo de economizar espaço e dar conta do crescente volume de dados, muitas empresas estão buscando provedores de armazenamento em Nuvem. A ampla gama de benefícios e flexibilidade da migração para Nuvem para acessar arquivos de qualquer lugar a qualquer hora, ou ofertas de armazenamento de segurança online não é novidade para o mundo corporativo. Mas, com tantas opções de provedores de armazenamento em Nuvem no mercado, vale uma análise cuidadosa para acertar na escolha que atenda melhor às demandas e especificidades de cada empresa.

São muitas as vantagens de migrar para a Nuvem. Além de reduzirem os custos com equipamentos, pessoal, manutenção e atualização de software, esses serviços propiciam mais agilidade na tomada de decisões. O acesso a um conjunto de ferramentas online também aumenta a produtividade e facilita a comunicação entre diferentes áreas.

Os especialistas alertam para a diversidade de opções de armazenamento de dados online. Por isso, é preciso compreender o que é mais indicado para as necessidades da sua empresa e as ofertas disponíveis no mercado de diferentes fornecedores.  

Quase todas as empresas têm dados cujo armazenamento em Nuvem pode ser mais rentável, a questão é encontrar o serviço ideal para o seu negócio. Para ajudar especialmente as pequenas empresas nessa tarefa, vale observar pontos-chave na busca pelo provedor de armazenamento online mais indicado.

 

1- Estabilidade financeira

Um modelo de negócio bem-sucedido e rentável é uma porta aberta aberta para a escolha mais indicada ao contrário de um fornecedor que está começando e ainda não tem uma carteira de clientes respeitável ou credibilidade no mercado.


2- Infraestrutura comprovada

Embora tecnologia e hardware inovadores possam ajudar a dinamizar uma indústria ou estabelecer novas indústrias, no caso de backup de Nuvem, antes de confiar dados críticos ao fornecedor, consulte um outro cliente para se certificar da qualidade do serviço.


3- Base de clientes estabelecida

Busque saber quem são os clientes do fornecedor em questão. O que está em  funcionamento para muitas outras empresas têm mais potencial de funcionar para a sua empresa também. Use a sua rede de relacionamentos para ter referências e indicações mais adequadas.


4- Localização

A distribuição geográfica é importante para diversificar o risco, especialmente em caso de catástrofes naturais, mas também para cumprir os requisitos de competência regionais para a localização de dados. Por exemplo, algumas localidades têm requisitos cujos dados não deixam fronteiras regionais, o que exige um provedor de serviços que tenha instalações físicas na região.


5- Segurança

A segurança é uma das principais preocupações de quem vai migrar serviços corporativos para Nuvem. Por isso, verifique que tipo de proteção é oferecida. Itens como firewall são importantes para evitar que algo inesperado aconteça com os seus dados. Vale a pena saber se dá para alternar as configurações de acordo com a sua necessidade. Certifique-se de que o provedor de Nuvem tenha um programa de segurança no local, esteja bem documentado e atenda a todos os requisitos necessários. Isso ajudará a estabelecer a credibilidade do provedor de Nuvem.


6- Criptografia robusta

As pequenas empresas devem procurar um provedor que ofereça criptografia de chave pessoal. A capacidade dos clientes para definir e gerenciar suas próprias chaves de criptografia significa que o provedor de Nuvem não pode descriptografar seus arquivos. Elas também devem encontrar um fornecedor de serviços que criptografe os dados durante a transferência e o armazenamento para o sistema do provedor de Nuvem. A utilização combinada destes dois tipos de criptografia ajuda a reforçar a segurança dos dados.


7- Validação de terceiros e credenciamento

Auditorias periódicas dos procedimentos de um provedor de Nuvem são essenciais para verificar a segurança do processamento e da hospedagem de dados de clientes. O SSAE 16 é um padrão de auditoria amplamente reconhecido, desenvolvido pelo Instituto Americano de Contadores Públicos Certificados, que verifica a segurança dos serviços prestados por meio de uma auditoria aprofundada. Outra garantia é a ISO 27001, o qual certifica que o fornecedor de serviços de Nuvem cumpre as normas internacionais para a medição de sistemas de gestão de segurança da informação.


8- SLA

São essenciais não só para estabelecer como os dados de um cliente serão processados ​​e hospedados, mas também para definir o nível de transparência do serviço que o cliente pode esperar do provedor de Nuvem. Isso ajuda a definir expectativas e resultados da prestação de serviços.


9- Tarifação e uso

Escolher a tarifação mais adequada é fundamental. Você vai acessar a Nuvem a qualquer momento, com frequência, ou usá-la de forma intensiva apenas em alguns horários? Há provedores que permitem escolher um modelo de cobrança mensal ou por hora, com opção ainda de alternar entre um e outro.


10- Seleção e filtro

O que vai para a Nuvem? Essa definição ajuda a filtrar os serviços oferecidos pelos provedores. Certifique-se de que aplicações mais complexas são suportadas e com garantia de que vão rodar em alta performance, se for o caso. Usos mais simples, como e-mail, são bem comuns e estão disponíveis na maioria dos provedores.


11- Backup simples

Acidentes e imprevistos acontecem e, quando se trata de tecnologia, a frequência é maior do que se espera. Por isso, o provedor deve oferecer uma ferramenta de backup dos dados, de preferência gratuita. Assim, será possível recuperar todas as informações rapidamente, evitando transtornos para a sua empresa e para seus clientes.

 

12- Suporte

Verifique como é o atendimento de suporte técnico. Pode ser que sua empresa precise dele a qualquer momento, de madrugada ou no final de semana, por exemplo, quando a equipe de atendimento funciona geralmente em esquema de plantão. Agilidade para resolver um imprevisto é imprescindível e, sem dúvida, deve pesar na escolha do fornecedor mais prestativo e eficiente.  

 

Cloud Computing, Computação em Nuvem  

 

Fontes:

http://www.businessnewsdaily.com/6375-tips-on-picking-cloud-storage.html

http://www.uolhost.uol.com.br/academia/noticias/2014/06/24/5-dicas-para-escolher-seu-provedor-de-cloud-computing.html#rmcl

Posts relacionados

Como o COVID-19 acelerou a mudança para Hybrid Cloud?

A repercussão da pandemia tornou a agilidade e a flexibilidade dos negócios as principais necessidades do processo de transformação digital.

Cloud Computing e coronavírus: 6 princípios para uma migração segura

Devido ao aumento do home office causado pelo isolamento social, muitas empresas estão precisando aumentar a utilização da Computação em Nuvem. Veja como fazer uma migração de ativos segura. 

Quais são os impactos de Edge Computing nas empresas?

Edge Computing otimiza o tempo de resposta do processamento de dados corporativos, aumenta a segurança e melhora o compliance, já é uma tecnologia essencial. 

Escreva seu comentário