<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Serviços Gerenciados Cisco Meraki
  • Baixar agora
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Serviços Gerenciados Cisco Meraki
  • Baixar agora

4 dicas para criar um plano de mobilidade corporativa eficiente

Publicado em 6/dez/2018 5:00:00

As barreiras à mobilidade corporativa são muitas. Mas esse é um processo necessário para as empresas que desejam se manter competitivas no mercado.

 

4 dicas para criar um plano de mobilidade corporativa eficiente

 

Construir e executar uma estratégia de mobilidade corporativa é um processo cheio de barreiras. Do medo da falta de segurança à má adaptação da equipe de trabalho às mudanças, esse é um caminho cheio de obstáculos.
Porém, os benefícios proporcionados pela mobilidade corporativa são muitos e simples dificuldades não podem prejudicar a sua adoção.
Por isso, trouxemos hoje 4 dicas para você vencer as barreiras e implementar essa estratégia no seu negócio. Acompanhe:


1. Defina os objetivos

Antes de começar a montar uma estratégia de mobilidade corporativa, é essencial ter em mente quais são os objetivos almejados e quais serão os resultados para a empresa.


Muitas companhias implementam planos de mobilidade corporativa sem primeiro pensar o que se estão tentando alcançar com eles. Muitas vezes sequer avaliam os investimentos necessários e o resultado disso é a falta de ganhos reais para o negócio.


Por isso, antes de partir para a ação, considere o seguinte:


  • Como sua equipe trabalha e o que pode ser feito para otimizar os processos e aumentar a produtividade?

  • A capacidade dos seus funcionários e clientes de trabalhar e consumir através de dispositivos móveis trará ganhos reais para a empresa? Se sim, como você pode capitalizar essas novas oportunidades?

  • Novos aplicativos ou interfaces precisarão ser desenvolvidos?
  • Os processos precisam ser repensados ou a infraestrutura melhorada para entregar uma melhor experiência aos seus clientes e funcionários?

 

Com as respostas para essas perguntas fica muito mais fácil entender como uma estratégia de mobilidade corporativa pode ser desenvolvida e implementada sem se transformar em apenas uma fonte de gastos sem retorno.

 

Baixar e-book grátis


2. Pense bem na experiência que será oferecida

Uma das principais barreiras que prejudicam a mobilidade corporativa é a experiência oferecida aos funcionários e, principalmente, aos clientes.


De nada adianta desenvolver aplicativos e programas se eles não cumprem os objetivos estipulados, ou pior, atrapalham o trabalho e o consumo.


Por isso, é preciso pensar e pesar bem as alternativas disponíveis, adotando aquelas que melhor se encaixam às necessidades da empresa. Para o desenvolvimento de aplicativos móveis, existem duas possibilidades:

Aplicativos híbridos: são, basicamente, apps desenvolvidos em HTML5 e JavaScript.


Suas principais vantagens são a facilidade de desenvolvimento e mudanças que podem ser necessárias. Além disso, qualquer um pode acessar o aplicativo, não importa o dispositivo utilizado, sem precisar baixar nada.


Por outro lado, a experiência oferecida por apps híbridos não é muito boa e eles não são suficientes para realmente engajar funcionários, clientes e parceiros. Para isso, a melhor opção é um aplicativo nativo.

Aplicativos nativos: os aplicativos nativos são apps desenvolvidos para uma plataforma SO móvel e ficam completamente integrados ao dispositivo.


Os aplicativos nativos conseguem trazer muito mais ganhos à mobilidade corporativa, por conta da sua capacidade de gerar engajamento e entregar uma melhor experiência aos usuários. Assim, funcionários e parceiros têm um melhor ambiente para trabalhar e clientes, para consumir.


Porém, desenvolver um app nativo leva mais tempo e investimento e ele precisa ser continuamente atualizado. Apps nativos também precisam ser baixados e não são multiplataforma. Isso vai demandar desenvolvimento para cada um dos sistemas operacionais que se deseja atingir.


Entendendo melhor cada uma das opções, pense em qual delas pode entregar uma melhor experiência aos futuros usuários e realmente trará melhorias à mobilidade corporativa da empresa.


3. Invista em segurança

A segurança é - e deve ser - a principal preocupação quando se pensa em implementar uma estratégia de mobilidade corporativa. Mas essa preocupação não pode se transformar em uma barreira para a execução da estratégia.


Por mais que exista a ideia de que smartphones e tablets são inseguros, a verdade é que esses dispositivos podem ser tão seguros quanto os computadores tradicionais.


Tudo depende das medidas de segurança que são tomadas para proteger a mobilidade corporativa. Algumas dicas de segurança são:


  • Investir em criptografia: Ao adotar uma estratégia de mobilidade corporativa, vários dispositivos móveis passam a ter acesso à rede da empresa e informações sensíveis podem ficar vulneráveis.
    Com a transmissão de dados criptografados, a equipe tem total liberdade para enviar e receber informações sensíveis sem se preocupar com brechas para invasões de terceiros.

 

  • Incentivar uma cultura de cibersegurança entre os usuários: A maioria dos ataques e invasões a redes corporativas acontecem por falha humana. Por isso, incentivar comportamentos seguros em relação aos dispositivos usados é extremamente importante.


4. Apresente os recursos à equipe

Com toda a estratégia de mobilidade corporativa bem planejada e executada, é preciso envolver todos os usuários e apresentá-los às suas novas ferramentas de trabalho.


Esse deve ser um momento de conscientização e de engajamento quanto ao uso dos dispositivos móveis e todas as vantagens e riscos que eles trazem.
Treinamento, suporte e padronização de processos também são fundamentais para que a estratégia saia do papel e traga vantagens reais para a empresa.

As barreiras à mobilidade corporativa são muitas. Mas esse é um processo necessário e importante para as companhias que desejam se modernizar, mantendo-se competitivas no mercado.


Levando essas quatro questões em consideração ao construir uma estratégia de mobilidade corporativa, é possível usufruir de todas as vantagens que ela proporciona de maneira segura e eficiente.

Categorias: Mobilidade