<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

4 dicas valiosas para superar os desafios da integração de sistemas

A integração de sistemas é uma solução necessária, mas que pode ser complexa se não estruturada.

 

Toda empresa que visa organizar e otimizar seus processos internos considera adotar a integração de sistemas. Isso, porque a diversificação criada pelo avanço tecnológico heterogêneo exige o emprego de inteligências que ofereçam uma gestão globalizada e assegure o cumprimento adequado de suas funcionalidades.

A competitividade do mercado vem cobrando, cada vez mais, um diálogo consistente entre os diversos sistemas da empresa para otimizar seus resultados, atingir potenciais mais expressivos e melhorar a troca de informações.

A integração de sistemas é uma alternativa para essa cobrança. Embora ela tenha benefícios e diferenciais estratégicos claros, sua montagem pode ser bastante complexa para TIs pouco experientes.

Acompanhe o post, entenda a dificuldade e confira 4 dicas valiosas para superar os desafios da integração de sistemas.

O conceito de integração de sistemas

A integração de sistemas é uma tecnologia que converge as funcionalidades de diversos sistemas de uma empresa, facilitando a sua gestão.

O objetivo é reduzir despesas, eliminar gargalos operacionais e otimizar os resultados. A integração permite criar rotinas mais inteligentes, já que a comunicação é melhorada e todos os departamentos compartilham a mesma base de dados.

Os principais tipos de integração são:

  • ERP (Enterprise Resource Planning ou Planejamento de recursos empresariais): sistema que simplifica, agiliza e padroniza a gestão de recursos da empresa.
  • Troca de dados eletrônicos: plataforma extra inserida na empresa para traduzir mensagens e repassar os dados a outras soluções.
  • Banco de dados: ambiente virtual que centraliza os dados da organização e permite o uso compartilhado de informações, reduzindo erros e duplicidade de arquivos.
  • APIs (Application Programming Interface ou Interface de Programação de Aplicativos): sistema simples e seguro que ao receber requisições, responde com dados prontos, facilitando a busca de informações entre as plataformas.

Conheça o K•NOW!

Algumas organizações ainda não adotam a integração porque têm dificuldade em estruturá-la. Devido ao seu grau de complexidade operacional, a equipe de TI deve dominar habilidades específicas ou buscar serviços terceirizados para assegurar uma montagem apropriada e eficiente.

Mais adiante vamos explorar 4 dicas valiosas para superar os desafios da integração de sistemas e ajudar as equipes de TI.

Os desafios da integração de sistemas?

O principal desafio da estruturação da integração de sistemas é a pura negligência. É comum que empresas em crescimento resolvam suas demandas conforme a necessidade, colocando o planejamento em segundo plano.

Com isso, softwares e outros recursos digitais são adotados para sanar questões pontuais, que com o tempo se tornam menos eficientes. Assim, a velocidade de desenvolvimento é reduzida, a concorrência se fortalece, os erros internos aumentam e um possível caos pode ser instaurado.

Para evitar esse pesadelo, os gestores devem priorizar a adoção da integração de sistemas. Uma das alternativas mais comuns é o ERP, que em pouco tempo já aponta crescimento na produtividade e redireciona os colaboradores de tarefas repetitivas e sem inspiração para ações de maior valor para o negócio.

Com a estrutura organizacional consolidada, o gestor tem uma ampla visão dos dados e a sua capacidade analítica é fortalecida tanto de questões financeiras quanto comerciais, facilitando a tomada de decisões estratégicas.

4 dicas valiosas para superar os desafios da integração de sistemas

Confira a seguir, 4 dicas valiosas para superar os desafios da integração de sistemas.

1) Mapeamento de processos

Para que a integração seja eficiente, é importante mapear todos os processos e conhecer suas interdependências. O fluxo de dados entre os diversos setores da empresa deve ser compreendido a fundo para traçar as conexões.

2) Alinhamento entre tecnologia e estratégia

Não basta empregar a TI para sanar questões, é preciso que elas atendam demandas e necessidades específicas do negócio para serem eficazes. Por isso, uma avaliação criteriosa deverá ser feita, considerando o planejamento estratégico.

3) Avaliação das soluções

Antes de integrar os sistemas, é necessário avaliar as soluções já empregadas e verificar a sua validade para as metas da empresa. Se estiverem ultrapassadas, uma substituição deverá ser feita antes da integração.

4) Implementação da integração

Para assegurar uma integração segura, faça o backup de todos os dados para não se arriscar a perder informações estratégicas. Empregue profissionais habilitados e especialistas para estruturar essa migração.

A integração de sistemas é um processo complexo, que exige conhecimentos específicos da equipe de TI, mas extremamente vantajoso quando implantado de maneira segura e bem planejada.

 

Posts relacionados

Escreva seu comentário

Categorias