<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

4 impactos que podem ser sentidos na estratégia de outsourcing de TI

Ter uma equipe de TI especializada para dar suporte neste momento crítico pode ser um diferencial estratégico.

Diante do surgimento do novo coronavírus, as organizações foram obrigadas a ajustar suas políticas de trabalho. A necessidade de distanciamento social para evitar uma disseminação descontrolada e impiedosa da doença implicou a adoção do home office.

Mesmo no Brasil, onde a prática até pouco tempo atrás ainda sofria certa resistência, pelos desafios relacionados à monitoria da produtividade e atendimento das melhores práticas de segurança da informação, empresas já enviaram seus colaboradores para atuarem remotamente.

Mas é fato que nem todas as empresas possuem meios para possibilitar o trabalho remoto. Além das questões de produtividade e segurança, é preciso levar em consideração o uso dos equipamentos. Uma das soluções para essa lacuna na infraestrutura de home office é a terceirização de TI. 

Acompanhe o post e conheça os 4 impactos que podem ser sentidos na estratégia de outsourcing de TI de seus clientes no momento atual. Boa leitura!

Os impactos do coronavírus na TI 

Devido a pandemia do Covid-19, o home office virou alternativa adequada para manter as organizações ativas diante da paralisação geral. Contudo, nem toda empresas oferece infraestrutura adequada para que o colaborador consiga atuar remotamente.

Na teoria, os mandatos de trabalho em casa exigem que os empregadores estendam todas as ferramentas e tecnologias necessárias para manter serviços com velocidade, segurança e qualidade. 

Grande parte das organizações ainda não foi configurada para esse cenário, apresentando novos desafios táticos e operacionais, como:

  • configurar os provedor de serviços; 
  • configurar acesso VPN, VDI e/ou Citrix; 
  • garantir WiFi disponível; 
  • fornecer aplicativos de software de segurança. 

Frente a esse panorama, o Outsourcing de TI ganha mais visibilidade. Com ele, as empresas podem dar continuidade às operações, já que serviços de entrega, adaptação e manutenção são realizadas na própria casa do funcionário.

Vale ressaltar que é indispensável que os gestores estudem quais as melhores opções de atendimento para as suas equipes, considerando as formas que o coronavírus pode impactar sua estratégia de outsourcing de TI, o que pode ser feito para suprimir esses efeitos e quais recursos tecnológicos deverão ser oferecidos.

4 impactos que podem ser sentidos na estratégia de outsourcing de TI

1) Desafios de continuidade de negócios 

A primeira das 4 formas que o coronavírus pode impactar sua estratégia de outsourcing de TI é a dificuldade de continuidade de negócios. Isso porque a maioria dos planos de suporte terceirizado foi pensada para problemas locais e não consideram as condições externas a empresa.

No caso da pandemia, o mundo inteiro foi bloqueado. Ou seja, é essencial que os planos de continuidade de negócios e recuperação de desastres sejam atualizados.

2) Disposições sobre o trabalho remoto 

As disposições sobre o trabalho remoto também são impactadas. É possível que a atuação remota dos provedor terceirizados não esteja especificada em contratos, por isso as disposições deverão ser modificadas.

Caso não sejam, o TI deve empregar os controles e proteções necessários, principalmente em acordos que incluem propriedade intelectual, confidencialidade, segurança física e lógica, privacidade de dados e direitos de auditoria. 

3) Alterações na segurança da informação 

Outra das 4 formas que o coronavírus pode impactar sua estratégia de outsourcing de TI é as alterações de segurança da informação. Os contratos costumam exigir que os serviços sejam executados em locais isolados, onde a equipe do provedor de serviços não tenha permissão para imprimir, fazer o download em unidades USB, ter smartphones ou copiar os dados confidenciais. 

Neste momento crítico, seus clientes de terceirização devem ser diligentes para garantir que métodos alternativos de segurança sejam implementados para proteger o local do fornecedor.  

4) Envio de nuvem pública 

Os provedores de computação em nuvem podem ser grandes beneficiários da paralisação imposta pelo Covid-19. 

A migração na nuvem para fornecer maior disponibilidade de dados foi fortemente adotada, impactando as possibilidades de renegociação de contratos e a oferta de novos serviços.

Essas 4 formas que o coronavírus pode impactar sua estratégia de outsourcing de TI devem ser consideradas criteriosamente. Molde a oferta de serviços seguindo as necessidades e demandas do mercado. Potencialize assim, as estratégias comerciais da sua revenda de tecnologia.

Afinal, ter uma equipe de TI especializada monitorando continuamente os servidores, nuvem, máquinas, VPN e outros aspecto de segurança, é uma vantagem para qualquer empresa que esteja conduzindo uma gestão remota.

 

Posts relacionados

Outsourcing de TI: investimento ou gasto?

Diante de momentos de crise, diversas empresas apostam nessa abordagem. No entanto muitos ainda não sabem se a terceirização é vilã ou não dos negócios.

Por que as empresas devem apostar em outsourcing de TI?

Conheça os dez principais motivos para que os organizações invistam nessa abordagem e possam aprimorar seu potencial tecnológico diante do mercado cada vez mais competitivo.

Consultoria de TI: como demonstrar a importância para os clientes?

As empresas que contam com a ajuda de um parceiro especializado é capaz de conquistar melhores resultados e se destacar no mercado.

Escreva seu comentário

Categorias