<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Cibersegurança para pequenas empresas
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Cibersegurança para pequenas empresas
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora

4 métricas tradicionais para deixar de lado e como demonstrar o valor comercial da TI

Publicado em 28/mai/2019 5:00:00

A TI tornou-se peça-chave para o sucesso dos negócios, por isso, as empresas estão cobrando mais desse setor. Saiba como demonstrar resultados.

 

4 métricas tradicionais para deixar de lado e como demonstrar o valor comercial da TI

 

Acompanhar e medir o desempenho da equipe de TI tem se tornado uma constante nas empresas, pois o setor passou a ser visto como um verdadeiro aliado nas estratégias de negócios.

Por isso, é crucial garantir que sua performance seja sempre a melhor possível. Mas, para que isso aconteça, é necessário aplicar algumas métricas de TI para desenvolver seu departamento.

Métricas de TI são indicadores de desempenho (KPIs - Key Performance Indicator), responsáveis por controlar os resultados e definir as estratégias futuras desse setor. Por meio delas, as empresas podem aprimorar seus processos, reduzir custos, aumentar a eficiência das equipes e até atingir uma maior maturidade digital.

Com os KPIs corretos é possível avaliar todo o desenvolvimento e eficiência das atividades de TI, aumentando a competitividade de seu negócio no mercado.

No entanto, é necessário muito cuidado, para acompanhar o mercado cada dia mais digital, a empresa deve deixar de lado algumas métricas tradicionais que já se tornaram obsoletas.

 

Baixar e-book grátis

Pensando nisso, separamos algumas métricas de TI modernas que vão ajudar sua empresa nessa missão. Boa leitura!


4 métricas tradicionais para deixar de lado

Graças à importância assumida pelo setor de tecnologia no ambiente corporativo, a função dos CIOs nos negócios mudaram muito e, por isso, as métricas utilizadas para medir seu trabalho também precisam se atualizar.

Antigamente, as organizações apenas se preocupavam em medir o tempo de atividade e o cumprimento de acordos de nível de serviço desse setor. No entanto, ainda que essas métricas sejam acompanhadas, é necessário buscar por modos de medir a expertise da TI e a sua participação nos lucros da empresa.

Ao assumir um papel de destaque nas estratégias de negócio, muitas métricas tradicionais deixam de se relevantes, não sendo capazes de manter a empresa atualizada sobre esse setor.

Alguns desses KPIs desatualizados são:


1. Tempo de atividade

Com o avanço da tecnologia, manter 100% da disponibilidade tornou-se o novo normal. Por isso, medir o tempo de atividade não é mais um índice de sucesso, mas sim algo básico.

Por isso, ainda que seja necessário se preocupar em manter sempre a disponibilidade dos serviços, essa medida não deve fazer parte dos KPIs a serem levados em conta pela empresa.


2. Tempo médio de reparo

Essa medida avalia a demora para que um problema seja resolvido. No entanto, devido a todas as inovações e soluções modernas adotadas pelas empresas, a variação desse KPI pode ser muito alta. Determinado sistema pode ser reparado rapidamente, enquanto outro pode envolver muito mais tempo.

Além disso, o foco atual da TI está sobre os usuários e não em quanto tempo se leva para resolver um problema. O importante é garantir que as pessoas não percam muito tempo com a indisponibilidade dos sistemas e que medida sejam tomadas para evitar que isso aconteça.


3. Suporte imediato

Quando apenas era visto como um suporte técnico, esse setor era medido por sua eficiência em solucionar problemas de forma imediata. No entanto, isso mudou.

Atualmente, muitas de suas tarefas são realizadas de forma automatizada, o que pode liberar a equipe de tarefas repetitivas para se focar em atividades que realmente tragam resultados para os negócios.

Dessa forma, acompanhar se a TI respondeu o primeiro ou terceiro chamado de suporte não é mais relevante para o sucesso da organização.


4. Orçamentos e prazos

Muitos projetos tecnológicos levam muito tempo e grandes investimentos para serem implementados. Por isso, ao medir o seu desempenho a partir de orçamentos e prazos, a empresa não considera o verdadeiro valor do projeto concluído e todo os benefícios que ele pode proporcionar a longo prazo.


Como demonstrar o valor da TI nos negócios então?


Ao deixar de lado esses KPIs ultrapassados, a área de tecnologia deve buscar os medidores de desempenho que realmente façam diferença para sua empresa. Isso pode variar de negócio para negócio.

No entanto, algumas dicas podem ajudar sua organização a demonstrar valor na TI. Confira:


  • Muita pesquisa: para definir quais métricas são realmente relevantes, é preciso realizar muita pesquisa para entender o que os clientes esperam da sua empresa;
    Ouça os usuários: os funcionários são verdadeiras fontes de informação sobre o que precisa ser melhorado nos sistemas. Portanto, busque ouvir os feedbacks sobre as experiências desses usuários;
    Vincule as métricas a resultados comerciais: outra forma de mostrar o valor comercial da TI é justamente ligando suas métricas aos resultados financeiros. Assim, é possível mensurar seus impactos nos ganhos da empresa.


A partir do momento em que a TI assumiu papel de destaque nos negócios, é natural que o setor passe a ser mais cobrado pelos superiores. Por isso, é fundamental identificar as melhores formas de demonstrar o valor e medir a eficácia de seus projetos tecnológicos. 

Categorias: Transformação Digital