<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

4 passos para preparar a cibersegurança de sua empresa para a pandemia

Seguir recomendações de segurança cibernética em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) é uma regra de proteção organizacional.

Com a disseminação do novo coronavírus (Covid-19), além da evidente necessidade de estimular a permanência das pessoas em casa, duas prioridades imediatas também devem ser tomadas por organizações em todo mundo: 

  1. garantir arranjos para o trabalho remoto em uma escala sem precedentes, protegendo a sobrevivência econômica do negócio;
  2. estruturar sistemas inteligentes em TI para manter a confidencialidade, integridade e disponibilidade do tráfego de rede.

Devido a vulnerabilidade dos sistemas de segurança virtual, ataques cibernéticos estão cada vez mais frequentes. Para evitar esse problema, serviços de suporte em tecnologia, que atendam a esses requisitos, devem ser buscados com urgência.

Acompanhe o post e conheça os 4 passos para preparar a cibersegurança da sua empresa para a pandemia. Boa leitura!

Como a pandemia afeta a segurança de dados das organizações?

Embora as empresas estejam aprendendo a operar de maneira eficiente nesse novo ambiente remoto e dinâmico, o cuidado com a segurança virtual é essencial para impedir ataques cibernéticos e comprometer dados essenciais para o negócio. 

Os gestores devem revisar o PCN (Plano de Continuidade de Negócio) da empresa e reconsiderar sua gestão de crises e emergências, comunicações de risco, vulnerabilidade dos sistemas digitais, fluxo de atividades remotas, interdependências de setores, cadeias de suprimentos, provedores de serviço, abordagens de envolvimento dos funcionários, mudanças tecnológicas, e assim por diante.

É interessante que a equipe de TI participe dessa revisão. Isso porque eles são capazes de conciliar as reais demandas do negócio às possibilidades tecnológica de segurança disponíveis no mercado.  

Baixar agora

Como preparar a cibersegurança de sua empresa para a pandemia?

A crise do novo coronavírus é particularmente diferente, porque além de exigir inovações organizacionais em relação a sua sustentação econômica e comercial, ela ainda cobra novas posturas sociais, geográficas, políticas e tecnológicas.

Uma dessas mudanças características é a necessidade de distanciamento social. Para evitar a disseminação da doença, empresas enviaram suas forças de trabalho de volta pra casa e o trabalho remoto passa ser uma realidade.

Por isso, os gestores devem se atentar a questões como aumento no tráfego de rede, segurança às transações on-line, proteção de dados, dentre outros, para assegurar um funcionamento adequado durante a pandemia.

Para ajudar nessa jornada, confira a seguir os 4 passos para preparar a cibersegurança de sua empresa para a pandemia.

1) Crie uma cultura organizacional de segurança cibernética 

Ter um abrangente programa de conscientização, educação e treinamento em segurança cibernética é fundamental para preparar a sua empresa para a pandemia.

Como parte majoritária dos colaboradores trabalha em home office, ter consciência sobre os riscos virtuais, uso inteligente e seguro da tecnologia, a importância das medidas individuais, dentre outros, é essencial para zelar pela segurança de dados da organização.

2) Conte com o suporte de profissionais eficientes

Como estamos lidando com uma situação bastante significativa, o suporte de profissionais de TI capacitados é indispensável.

Essa assistência especializada permitirá verificar e ajustar questões como a utilização de tecnologias VPN pelos funcionários, oferta de suporte técnico remoto, monitoramento instantâneo de conexões, acesso aos recursos de rede, sistemas de comunicação integrada, etc.

3) Faça avaliações de diagnóstico cibernético

Contando com o suporte de especialistas em TI, realize o monitoramento, detecção e correção de problemas cibernéticos. Sistema de email, rede, aplicativos de software e todos os pontos de extremidade do sistema de informações devem ser considerados.

O emprego de softwares avançados em gerenciamento de eventos de informações de segurança (SIEM), recursos de de inteligência artificial (IA), automação e visualização de dados pode facilitar o processo.

4) Garanta a resiliência do sistema de informações

Assim como dissemos, os gestores devem revisar e testar o Plano de Continuidade de Negócios (PCN) e os Planos de Recuperação de Desastres (DRP) existente na empresa. 

Se possível, realize essa análise ao lado da equipe de TI para assegurar que a demanda seja apropriadamente cumprida. Caso a empresa não tenha esses planos criados, é fundamental implementá-los o quanto antes.

Diante desse cenário instável, preparar a cibersegurança de sua empresa para a pandemia é essencial. A equipe de TI deve se atentar aos diversos recursos disponíveis no mercado e estruturar sistemas de segurança adequados e eficientes. 

 

Posts relacionados

Quais as principais dúvidas das empresas sobre segurança de endpoint?

Esse processo é responsável por proteger os dispositivos dos usuários conectados aos sistemas corporativos. Saber tudo sobre o assunto é crucial para a segurança da informação.

Gestão de vulnerabilidades: o que é e como colocar em prática?

Ataques virtuais e preocupações com cibersegurança trazem à tona termos como a gestão de vulnerabilidades e segurança de dados.

Compliance em TI: o que é e qual o seu papel nas empresas?

Práticas de segurança podem otimizar os resultados da TI e a proteção de dados organizacional.  

Escreva seu comentário