<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

5 erros em virtualização que as empresas devem evitar

Essa tendência pode trazer inúmeras vantagens para os negócios quando implementada corretamente. Portanto, é essencial evitar as armadilhas no processo.

 

A virtualização é uma tendência muito importante para as empresas atualmente. A capacidade que ela oferece para o trabalho remoto, seja armazenando arquivos, processando dados ou rodando sistemas, tem feito com que cada vez mais empreendimentos apostem nessa tecnologia.

O problema é que, muitas vezes, a implementação da virtualização acontece de forma não planejada e sem os conhecimentos necessários por parte da empresa. Isso faz com que muitos erros sejam cometidos.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo com os principais erros em virtualizações que as empresas devem evitar para auxiliá-lo nessa missão. Essa tecnologia, quando bem implementada é capaz de oferecer versatilidade e economia para os negócios. Portanto, é crucial saber tudo sobre o assunto. Boa leitura!

O que é virtualização?

Antes de conhecer os principais erros cometidos em virtualização para evitá-los, é fundamental que as empresas entendam o significado dessa tendência. Virtualização é um termo baseado no conceito “virtual” e indica algo abstrato capaz de simular as características de algo real. 

Em outras palavras, virtualização é a tecnologia que cria versões virtuais de sistemas, plataformas e dispositivos físicos. Ela permite que essas diversas aplicações sejam processadas em uma mesma máquina sem qualquer perda de desempenho, produtividade ou eficiência. 

Portanto, é possível utilizar diversos computadores e seus recursos dentro de uma mesma máquina e cada uma delas irá funcionar isoladamente e de forma semelhante a uma física, com seu próprio sistema operacional, aplicações, conexão de rede, capacidade de memória, armazenamento, etc. Assim, a organização pode gerenciá-las isoladamente.

Por meio dela, as empresas podem aumentar a agilidade e flexibilidade de TI, além de contar com diversos benefícios, tais como: 

  • Redução de custos operacionais; 
  • Redução do tempo de inatividade; 
  • Aumento da produtividade, eficiência, agilidade e capacidade de resposta; 
  • Maior facilidade no gerenciamento; 
  • Maior disponibilidade.

5 erros em virtualização que empresas devem evitar

Como você pôde ver, a virtualização traz muitos benefícios para o dia a dia dos negócios, principalmente com o crescimento do trabalho remoto. No entanto, muitas organizações cometem erros ao investir pela primeira vez nessa tecnologia.

Conheça 10 formas eficazes de impulsionar suas vendas.

Para que isso não aconteça com a empresa de seus clientes, preparamos a seguir uma lista com os principais erros em virtualização que devem ser evitados. Confira:

  1. Virtualizar hardwares antigos

Um grande erro cometido pelas empresas é realizar a virtualização em servidores muito antigos. Ainda que seja possível executar essa tarefa, os resultados não serão tão positivos quanto se a empresa optar por processadores mais recentes com recursos que podem melhorar o desempenho dessa tendência.

  1. Utilizar a virtualização em situações erradas

Muitas empresas, ao conhecer os benefícios dessa tecnologia, saem virtualizando tudo de forma desordenada. E, muitas vezes, o erro está em construir ambientes de virtualização desnecessários ou incompatíveis.

Isso acaba gerando uma complexidade que as empresas não estão preparadas para lidar, exigindo muito mais recursos e pessoal especializado. Desse modo, é fundamental analisar cuidadosamente o que deve ou não passar por esse processo.

  1. Não apostar em redundância

Devido a falta de orçamentos e recursos, algumas organizações apostam em subir diversas máquinas virtuais em um mesmo servidor físico sem redundância. O problema é que elas se esquecem de que esse servidor pode falhar e será difícil recuperar o ambiente. 

Logo, é importante ressaltar a falta de planejamento e investimento na infraestrutura pode causar prejuízos e impedir que a empresa aproveite os benefícios da virtualização. A saída para a empresa é investir na readequação do ambiente e fazer a compra de redundâncias necessárias. Fazer antes uma análise de risco pode ajudar na melhor decisão a tomar.

  1. Esquecer-se do monitoramento

Utilizar ferramentas de gerenciamento que não entendem o ambiente virtual pode levar a diagnósticos incorretos. Portanto, ter os plugins corretos e capacidade de análise do ambiente virtual é fundamental para não cometer erros.

  1. Não otimizar sistemas virtuais

Devido ao fato de sistemas virtuais compartilharem de um conjunto de recursos em comum, e esses recursos não serem necessários a todos os sistemas ao mesmo tempo, há uma oportunidade de diminuir o tamanho desses sistemas virtuais para um tamanho menor que o de servidor físico dedicado. 

Entretanto, a tendência na TI é de simplesmente pegar esses sistemas do jeito que foram desenhados para o ambiente original do servidor físico e reimplementá-lo inalterado no ambiente virtual. 

Como resultado, esses sistemas consomem muito mais recursos do que o necessário e você perde no quesito economia, que originalmente era um benefício da virtualização.

 

Posts relacionados

Desktop Virtual e home office: como o VDI pode impulsionar a produtividade?

Impulsionar a produtividade remota com VDI pode ser a solução em eficiência e flexibilidade que os seus clientes precisam.

Escreva seu comentário