<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

5 erros para se evitar na reestruturação da TI

Para ter sucesso na Transformação Digital de seus negócios, as empresas precisam considerar alguns pontos na modernização de suas estruturas tecnológicas.

 

A importância da TI para as empresas se alterou graças à Transformação Digital e o avanço da tecnologia. Esse setor, antes visto apenas como suporte técnico, passou a ter extrema relevância estratégica, sendo fundamental para as tomadas de decisões de negócios.

Com isso, a forma de trabalhar de toda a TI começou a mudar e, ainda está passando por evoluções constantes e rápidas. Conforme a empresa caminha rumo à inovação de seus negócios, a TI precisa encontrar o caminho correto para as novas operações.

As novas demandas tecnológicas da empresa acarretam em novos gastos, necessidades e aquisições neste setor, exigindo que os CIOs invistam na reestruturação de toda a TI corporativa.

De acordo com pesquisa realizada pelo Gartner em 2019, o desenvolvimento estrutural corporativo ficou em terceiro lugar na lista de prioridades entre as empresas participantes, logo após o crescimento e a tecnologia.

Devido a essa realidade a reestruturação da TI tornou-se uma grande prioridade para as empresas e, deve ser executada rapidamente. No entanto, essa tarefa representa um grande desafio para as organizações e diversos erros podem acontecer durante o processo.

Para que seus clientes não passem por contratempos, listamos os principais erros na reestruturação da TI que devem ser evitados por todas as organizações. Não perca!

5 erros na reestruturação da TI que devem ser evitados

A Transformação Digital nas empresas é um processo irreversível no atual cenário tecnológico. Por isso, as corporações precisam ficar atentas à inovação e à necessidade de reestruturação de sua TI.

Afinal, uma TI obsoleta pode inviabilizar os investimentos realizados em inovação, limitando a modernização da organização e o desenvolvimento de seus negócios, o que pode trazer resultados catastróficos.

Por isso é fundamental que as empresas não cometam nenhuma falha em seus processos de reestruturação de TI. A seguir, destacamos os principais erros que a serem evitados:

Conheça o K•NOW!

1. Subestimar a mudanças culturais

O processo de reestruturação da TI não envolve apenas questões técnicas. Quando uma organização visa tornar-se digital, as mudanças devem ser feitas em todos os âmbitos de seu negócio.

É necessário levar em conta a forma como os colaboradores irão reagir diante das mudanças e prepará-los para recebê-las e aplicá-las em seu dia a dia. Apenas envolvendo todos no processo, será possível reestruturar a TI corretamente.

2. Não definir objetivos

Muitas empresas iniciam a reestruturação da TI apenas para acompanhar as mudanças do mercado e as novas exigências dos clientes. No entanto, realizam esse processo sem nenhum planejamento, focando apenas nos benefícios gerais.

Em vez disso, é necessário identificar quais as reais vantagens dessa reestruturação e como ela pode melhorar os resultados da organização diretamente. Quando projetam uma nova estrutura, as empresas devem colocar o valor e a necessidade de seu negócio em primeiro lugar.

3. Ignorar a integração de setores

Um grande erro cometido pelas empresas na reestruturação da TI é acreditar que esse processo afeta apenas o setor de tecnologia. No entanto, a modernização dos sistemas e a adoção de tecnologias inovadoras impactam a organização como um todo.

Por isso é necessário adotar uma abordagem holística, que preveja como a reestruturação da TI afetará o desenvolvimento das tarefas dos demais setores. A empresa precisa considerar o impacto das mudanças em todo o seu ecossistema.

4. Negligenciar os investimentos em TI

As empresas estão acostumadas a gastarem apenas o necessário em seu departamento de TI. Direcionando verba somente para substituição de sistemas e reparos. No entanto, os modelos convencionais de investimentos nessa área não se encaixam mais na realidade atual.

O setor de TI assumiu papel de destaque nas organizações e por isso, exigem novos recursos, sistemas e tendências. Por isso, é necessário direcionar novos orçamentos para reestruturar o setor.

5. Não criar novas métricas

Devido aos desafios da reestruturação da TI, muitas organizações iniciam suas iniciativas para adotar a Transformação Digital como foco absoluto do setor e acabam se esquecendo que novas métricas devem ser definidos.

Desse modo, cometem o erro de não considerar como devem passar a medir o valor e desempenho desse setor diante de seus negócios. Em vez disso, continuam a julgar a performance conforme os indicadores utilizados anteriormente, não conseguindo perceber os novos resultados.

Portanto, ao passar pela reestruturação da TI, as empresas precisam estabelecer e avaliar novas métricas de acordo com os novos objetivos da organização.

A reestruturação da TI exige muito planejamento e cuidado para que as empresas consigam obter os melhores resultados na modernização de seus negócios. Por isso, é crucial não cometer nenhum desses erros no processo.

Posts relacionados

Como a TI pode ajudar na produtividade do Home Office?

Por meio das soluções tecnológicas certas, as empresas podem manter a eficiência e agilidade em seus processos mesmo trabalhando de forma remota.

3 novas regras para alinhar TI e negócios com sucesso

Entrar em sincronia com os objetivos organizacionais nunca foi tão necessário para o sucesso de um negócio.

Como a TI deverá se posicionar diante do mercado pós-pandemia?

Organizações que souberem administrar as mudança impostas, acelerando a transformação digital estarão mais preparadas para o mundo pós-COVID 19.

Escreva seu comentário