<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora

5  medidas para proteger corretamente as novas tecnologias

Publicado em 14/jun/2019 5:00:00

Às vezes temos a impressão de que as novas tecnologias não necessitam de medidas de segurança. Um engano, pois a cada momento surgem novos golpes virtuais. 

 

5  medidas para proteger corretamente as novas tecnologias

 

Da mesma maneira que as novas tecnologias trazem diferentes potencialidades para os seus programadores e usuários, é também necessário propor medidas de segurança adequadas para suas funcionalidades.


Isso porque na última década, observou-se o aumento do número de casos de crimes virtuais, já que o acesso à internet se expandiu, ocasionando também um crescimento no número de hackers.


Em contrapartida, a preocupação com a segurança de sistemas de informação precisam ser pauta prioritária para empresas, buscando saber o que existe de mais moderno para se proteger no mundo virtual. Para isso, selecionamos 5 dicas de segurança para estas novas tecnologias.


1- Segurança digital: número 1 em planejamentos

É muito importante que a segurança digital seja colocada como prioridade nos planejamentos de uma empresa. A ala executiva tem de entender que proporcionar um ambiente seguro é condição essencial para que toda organização funcione.


Para que os colaboradores possam trabalhar de forma adequada e apresentar soluções de qualidade para os clientes, assim como para que os usuários finais recebam de um produto seguro, as novas tecnologias precisam ser sempre vistas como potenciais vítimas de crimes cibernéticos.


Todo o funcionamento de um empreendimento depende do quão seguro e estável é seu ambiente de trabalho.

 

Entre em contato


2 - Conhecer e proteger antes de usar: ações internas

O primeiro ponto é que as novas tecnologias devem passar pelas medidas de segurança como qualquer outra ferramenta.


Além disso, a proteção digital precisa ser algo conhecido e compartilhado por todos. Mesmo que o profissional de TI seja responsável por esta área, todos os colaboradores precisam seguir as recomendações para que não haja falhas.
Assim é importante seguir as medidas de segurança da empresa e evitar golpes e invasões.

 

3 – Aplicação da inteligência artificial

Por mais que haja programadores experientes e que saibam de seus trabalhos como ninguém, é interessante aplicar a inteligência artificial, pois ela elimina a probabilidade de ocorrerem erros humanos.


Estes assistentes operacionais não deixam que qualquer investida no sistema passe despercebida e torne públicas informações importantes. E tudo isso de forma simples e com bom custo-benefício. Com certeza, a automatização é uma das medidas de segurança mais recomendadas.


4 - Investimento contínuo

Provavelmente, a melhor medida de segurança é a prevenção. Vivemos em um tempo no qual a tecnologia avança de forma acelerada, exigindo também que os profissionais busquem, na mesma velocidade, estratégias para mantê-la segura.


O que se demanda é que os responsáveis pelo sistema de informação não esperem que haja riscos de ataques ou que se preocupem em fazer atualizações apenas a cada ano.


É preciso saber o que está acontecendo no momento, fazendo pesquisas sobre o assunto e mantendo o diálogo com os pares para trocar informações sobre as vulnerabilidades de novas tecnologias e possíveis soluções.


Assim, a recomendação é de que as empresas ajam sempre de forma antecipada. Como um velho ditado aconselha, é melhor prevenir do que remediar.


5 - Lidando com adversidades

Ao pensarmos na proteção de novas tecnologias, é importante que saibamos que a sua segurança, por mais que atenta, sempre terá seus desafios e adversidades.


A automatização tem os seus benefícios, como a redução de possibilidades de erros, já que as máquinas são mais precisas que o ser humano.


Entretanto, ela demanda infraestrutura para a sua aplicação, o que significa investimentos na área de segurança e um quadro de funcionários qualificado para organizá-la e fazer sua manutenção.


Por isso, para que se alcance um nível elevado de segurança corporativa, os profissionais da área precisam ter conhecimento técnico sobre este assunto como também uma postura firme no meio administrativo.


Isso porque esta área geralmente não é prioridade no orçamento da empresa.
As adversidades virão de outros fatores, como a negociação de recursos financeiros, principalmente em momentos de crise econômica.

Como se vê, as novas tecnologias trazem novos desafios para a área de proteção digital. Para que elas funcionem, é necessário que os profissionais da envolvidos demonstrem aos gestores que esta área é um fator de risco para o empreendimento e precisa receber a devida atenção.


Investir em medidas de segurança é evitar gastar recursos financeiros na compensação de problemas que poderiam ter sido evitados, tornando-se referência no universo corporativo.


Categorias: Segurança