<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

5 mitos sobre uma conexão VPN

  • Categoria:

    Segurança

    | Tempo para ler: 4 min

  • Categoria:

    Redes

    | Tempo para ler: 4 min

Muitas empresas ainda possuem receio de utilizar esse tipo de conexão. Por isso, desvendamos os principais questionamentos que envolvem o assunto. Não perca!

 

5 mitos sobre uma conexão VPN

 

Para reforçar a segurança de suas informações, muitas empresas investem na utilização de VPNs (Virtual Private Network) para que seus usuários possam acessar a rede corporativa.

Por meio dela, é possível contar com diversos benefícios práticos para o ambiente corporativo, como o aumento da segurança, economia, produtividade e mobilidade dos usuários conectados.

A VPN garante que o envio das informações seja realizado com total segurança, o que pode otimizar a comunicação da organização. No entanto, ainda existem muitas empresas que desconhecem a necessidade de se utilizar uma rede privada virtual.

É por isso que preparamos este artigo - para ajudar seu canal de TI a desvendar os principais mitos sobre esse tipo de conexão e, assim, auxiliar os clientes nessa implementação.


O que é Rede Privada Virtual?

A VPN é uma tecnologia que fornece um acesso seguro à internet. Ela permite que os usuários utilizem a rede de forma anônima e criptografada, impedindo que a conexão seja monitorada e rastreada até sua fonte.

Esse tipo de rede é utilizada para garantir a privacidade na navegação e tem sido aproveitada por muitas empresas, principalmente para aquelas que precisam se conectar a centro de dados distantes.

Por meio da VPN, os funcionários podem criptografar a comunicação com redes públicas não confiáveis. Ao utilizarem suas credenciais, as máquinas conectadas a cada ponta do processo de enviar e receber dados verificam a autenticidade e permitem o acesso.

No entanto, ainda que possa oferecer muitos benefícios, a VPN não é totalmente compreendida e, em consequência disso, muitos mitos surgem sobre o assunto. Confira os principais a seguir.

 

Entre em contato


5 mitos sobre uma conexão VPN


1. As VPNs são utilizadas apenas para atividades ilícitas

Por garantirem a privacidade da conexão, muitas vezes, as redes privadas são classificadas como suspeitas, utilizadas apenas por pessoas que realizam atividades proibidas.

No entanto, não é bem assim. As empresas podem aproveitar essa tecnologia para criar redes de alta segurança para permitir o acesso exclusivo a dados altamente sensíveis.


2. Elas atrapalham a velocidade da conexão

Outro mito envolvendo o assunto é de que a VPN deixa a conexão da empresa lenta. Na verdade, isso não é uma regra e irá depender do serviço utilizado.

Quando a empresa usa um serviço gratuito, não é possível garantir a qualidade da conexão, pois o fornecedor da tecnologia pode reservar parte da banda para favorecer aqueles clientes pagantes.

Dessa forma, para não sofrer com contratempos, o ideal é que a organização escolha uma rede privada virtual que ofereça várias opções de servidores.


3. Todas os serviços são iguais

Um dos mais disseminados é o mito de que todas as VPNs são iguais e por isso, a empresa não precisa se preocupar em escolher uma opção para seus negócios. Entretanto isso é uma grande armadilha.

Uma rede privada virtual é um tipo de serviço que depende de capacidade técnica, investimentos tecnológicos e infraestrutura. Desse modo, cada fornecedor terá suas especificidades.


4. Uma VPN mantém o usuário totalmente anônimo

Muitas pessoas acreditam nesse mito e, por isso, associam a VPN ao uso de pessoas mal intencionadas. Entretanto, também não é verdade.

Esse tipo de rede consegue potencializar a capacidade de segurança e anonimato, mas depende da combinação de outras ferramentas tecnológicas e de profissionais de TI altamente capacitados para realizar o processo.

Dessa forma, além de utilizar a VPN, as empresas precisam contar com outras soluções de segurança para proteger suas informações.


5. O usuário pode fazer qualquer coisa online ao usar uma VPN

Ainda que os dados acessados por uma conexão privada estejam criptografados e, assim, mais seguros contra ameaças, não quer dizer que o usuário está totalmente seguro.

Caso os colaboradores acessem sites inseguros ou cliquem em links contaminados, mesmo por meio de uma VPN, estarão colocando em riscos os seus dados e dispositivos, abrindo brechas para os ciberataques.

Como você pôde perceber, a rede privada virtual pode trazer muitos benefícios para as empresas que querem reforçar a proteção de suas informações. No entanto, elas não trabalham sozinhas. Por isso, cabe a organização conhecer a fundo essa tecnologia e aliá-la a um conjunto de estratégias e políticas de segurança.

Posts relacionados

Segurança da informação: quais princípios as empresas precisam conhecer?

Para garantir uma efetiva proteção de dados, as empresas precisam conhecer os 3 pilares que sustentam a segurança da informação.

Sequestro de dados: quais os prejuízos para os negócios e como se proteger?

Esse ciberataque está fazendo cada vez mais vítimas e causando muitos danos para os negócios. Por isso é necessário seguir boas práticas para defender as informações corporativas.

5 mitos sobre segurança de rede de pequenas e médias empresas

Contar com uma infraestrutura de rede eficiente é indispensável para se manter no mercado e competir com as grandes corporações. Por isso conhecer os mitos que envolvem o assunto é indispensável.

Escreva seu comentário