<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora

5 passos para calcular o ROI de uma migração para Nuvem

Publicado em 12/set/2019 5:00:00

Demonstrar aos gestores de uma organização os benefícios da Cloud computing para os negócios nem sempre é uma tarefa fácil. Porém não é impossível.

 

5 passos para calcular o ROI de uma migração para Nuvem

 

 

As empresas estão migrando suas infraestruturas de TI para Cloud Computing de forma acelerada em busca de ambientes mais eficientes e produtivo para aumentarem sua capacidade e atuarem de forma mais competitiva no mercado.

Nesse contexto, os investimentos nessa tecnologia são cada vez maiores. No entanto, muitas organizações ainda se perguntam: será mesmo que esse é um tipo de investimento que pode trazer vantagens reais para os negócios?

Isso acontece, pois muitos empresários ainda não conseguem enxergar o retorno financeiro proporcionado pela migração para a Nuvem. A melhor forma para resolver essa questão é calculando o ROI (Retorno sobre o Investimento) desse processo.

Seu canal de TI consegue calcular o ROI de uma migração para Nuvem? Confira a seguir como fazer isso e auxilie seus clientes. Boa leitura!


Como calcular o ROI de uma migração para Nuvem?

O ROI é um processo utilizado para medir o desempenho e eficiência de um investimento realizado pelas empresas. Para realizar esse cálculo, é importante levar em consideração as necessidades e especificidades de cada negócio. No entanto, é possível seguir alguns passos para colocá-lo em prática. Confira:


1. Defina o período para medir o ROI

Antes de iniciar o cálculo, a companhia deve determinar o período de tempo que será considerado para a medição. Dessa forma, é possível chegar a números bem realistas e ter uma visão tangível dos benefícios ao longo do tempo.

 

Baixar e-book grátis


2. Avalie a infraestrutura

Em seguida, é necessário fazer um levantamento dos ativos existentes e determinar os custos de movê-los para a Nuvem. É nesse momento que a empresa deve identificar quais recursos realmente são importantes e que itens são subutilizados e não precisam ser migrados.

Dessa forma, é necessário que a empresa crie um perfil de seus requisitos de desempenho, capacidade e disponibilidade com base nos dados do monitoramento da infraestrutura de TI.


3. Faça um levantamento do investimento inicial

Ao identificar o que deve ser migrado, é possível projetar todo o investimento inicial. Para isso, é preciso considerar o tempo da análise determinado no item 1 para medir os custos dos equipamentos e do capital.

Para fazer uma estimativa mais precisa possível, é preciso considerar os custos com:

  • - A solução: qual o tipo de serviço será contratado e os recursos adquiridos, como de armazenamento, processamento, licenciamento de software, entre outros.
    - Utilização: os valores que serão pagos nas mensalidades do contrato. Normalmente os serviços em nuvem são cobrados por tempo e volume de recursos utilizados.
    - Migração: considerar todos os gastos com profissionais especializados, fornecedores, compra de servidores, instalações e outros.


4. Levante os ganhos obtidos com a migração

Outro passo importante para se calcular o ROI é analisar os benefícios, tangíveis e intangíveis, que a Cloud computing trouxe para os negócios.

Essa etapa é muito importante e trabalhosa, portanto a TI deve cruzar todos os dados das soluções utilizadas. É importante, inclusive, considerar as vantagens fornecidas aos demais setores, como o de marketing, vendas, financeiro, entre outros.


5. Calcule o ROI e pese os resultados

Finalmente, chegou o momento de iniciar o cálculo. Para isso, é preciso subtrair o investimento inicial do ganho obtido com o investimento. O resultado encontrado deve ser dividido pelo custo do investimento.

Há uma fórmula simples para realizar o cálculo: ROI = (Ganho obtido - Investimento inicial) / investimento inicial.

A partir do resultado, a TI deve analisar os valores para medir a migração para Nuvem trouxe ganhos significativos para os negócios.

É importante lembrar que esse cálculo é conhecido como ROI simples. Para que a organização possa fazer uma análise mais apurada de sua migração para a Nuvem, é necessário contar com o auxílio de profissionais com conhecimentos especializados.

No entanto, com esse cálculo simples que pode ser inserido na rotina da organização, é possível mostrar aos gestores da organização como a Cloud computing pode trazer benefícios financeiros significativos para os negócios.

Categorias: Cloud Computing