<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

6 desafios trazidos pela Inteligência das coisas para a TI

A inteligência das coisas já deixou de ser uma tendência para fazer parte da rotina da TI, mas trouxe desafios significativos que merecem atenção.



A evolução tecnológica é expressiva e irreversível, inovações surgem por minutos em todo mundo reforçando inteligência essenciais. Já é praticamente impossível não perceber seus efeitos nas rotinas pessoais e organizacionais. Assim foi com a inteligência das coisas, que veio para maximizar o potencial da IoT (Internet of Things).

A IoT tem transformado a forma como as organizações gerenciam os recursos de tecnologia da informação (TI) e da gestão de dados, tendo para isso o suporte da computação em nuvem, do big data e da inteligência artificial (IA). E mais recentemente, com a inteligência das coisas, a arquitetura e o pensamento tecnológicos das empresas vêm se reinventando.

Contudo, algumas dificuldades também fizeram parte desse processo de desenvolvimento tecnológico. Para que o setor de TI absorva o impacto dessas intervenções e estruture mudanças eficientes, é preciso entender esses desafios trazidos pela Inteligência das coisas para a TI.

O que é inteligência das coisas?

Grosso modo, inteligência das coisas é a soma da IA com a IoT. Trata-se do emprego de algoritmos de IA em operações automatizadas da extensão de rede com o propósito de coletar, analisar e gerar informações relevantes, que facilitem a tomada de decisões estratégicas.

Os dados gerados podem estimular a produtividade, integrar sistemas, impulsionar a rentabilidade, promover a economia, e ainda, melhorar o atendimento aos clientes da empresa. Tudo isso, sem necessitar de intervenção humana.

Em outras palavras, os equipamentos tecnológicos evoluem a ponto de definir caminhos táticos com autonomia, tendo como base os conhecimentos adquiridos por meio de machine learning ou aprendizados pré-programados.

A inteligência das coisas oferece vantagem competitiva significativa porque faz uso inteligente dos dados gerados pela IoT; ela é vista como uma evolução direta dessa tecnologia.

Webex for free

Qual a relação da inteligência das coisas com a TI?

Assim como dissemos, a IoT tem influenciado a forma com que as empresas gerenciam seus setores de TI. E não seria diferente com as inteligência das coisas.

Por meio da análise de dados, ela complementa as operações da TI indicando uma ampla gama de novos hardwares, softwares, soluções de conectividade e serviços que podem ajudar o setor a otimizar os processos da organização.

Quais os desafios trazidos pela Inteligência das coisas para a TI?

Antes de adotar as estratégias mais interessantes para a demanda do negócio, é preciso preparar o setor de TI da empresa para receber tais inovações.

Esse cuidado é indispensável para evitar ou diminuir a taxa de erros e, consequentemente, proteger o desenvolvimento e segurança de dados da organização.

A IoT e intensificação nos processos de conectividade, digitalização e virtualização de serviços que ela promove exigem uma série de tecnologias para assegurar suas funcionalidades, tais como sensores, mecanismos de comunicação, análise e armazenamento de informações, dentre outros.

Os processos de ampla produção de dados e a necessidade de processá-los e analisá-los em tempo real faz com que a IoT cause, ainda, uma aumento na carga de trabalhos do setor de TI, criando alguns desafios. Confira a seguir os 6 desafios trazidos pela Inteligência das coisas para a TI.

1) Orçamento excedido para implementação ou manutenção de tecnologias novas;
2) Baixa integração entre as equipes de tecnologia e gestão;
3) Pouca experiência técnica e baixo conhecimento da estrutura organizacional;
4) Qualidade questionável do uso do Big Data (coleta, armazenamento, filtragem e análise);
5) Necessidade de um servidores de alta potência para assegurar a segurança dos dados;
6) Excessivo tempo gasto para conclusão do processo.

Como superar os 6 desafios trazidos pela IoT?

A maioria dessas dificuldades pode ser resolvida com um planejamento estratégico. Algumas ações podem ser tomadas para superar essas adversidades e garantir que a Inteligência das coisas potencialize o papel da TI na empresa. Veja a seguir.

  • os data centers devem ser capazes de sustentar grandes volumes de dados e aplicações;
  • os dispositivos devem ser reforçados com as melhores práticas de segurança do mercado;
  • a interconectividade dos dispositivos deve ser automatizada;
  • a equipe operacional deve ser altamente capacitada;
  • a empresa deve ser preparada para uma nova cultura tecnológica.

Com a inteligência das coisas, espera-se um desempenho muito melhor dos dispositivos de TI, que realizam correções e buscam melhorias continuamente, agilizando processos e garantindo resultados. Mesmo que existam desafios, empresas que visam a evolução devem implementar essa tecnologia.

Posts relacionados

Wi-fi 6: quais as vantagens desse novo padrão de rede sem fio?

O novo WI-FI 6 chega ao mercado com uma proposta de trazer mais velocidade e eficiência em grandes volumes de tráfegos como o resultado do número crescente de dispositivos conectados à internet pela mesma rede. Conheça as vantagens do novo padrão de rede sem fio:

4 projetos de Internet das Coisas para as empresas ficarem de olho

A IoT tem revolucionado a forma como vivemos e fazemos negócios. Entenda como as empresas podem utilizar essa tendência a seu favor.

 

5 pontos para considerar na segurança da Internet das Coisas

Para usufruir de todo o potencial dessa tecnologia sem se tornar alvo de cibercriminosos, as empresas precisam tomar algumas medidas para proteger suas informações.

 

Escreva seu comentário

Categorias