<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

6 dicas para desenvolver uma estratégia digital para TI durante a crise

A pandemia do novo coronavírus acelera “na marra” a transformação digital de organizações em todo mundo, a adaptação é indispensável.

A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) exigiu mudanças tecnológicas emergenciais, encurtando as possibilidades de inovação em empresas de todo planeta. Profissionais de TI sentiram na pele a necessidade dessa aceleração, atuando de forma épica para adaptar planejamentos de anos em alguns poucos meses.

Evidentemente, nem toda empresa estava apta para atender a essa demanda, seja pela escassez tecnológica, falta de mão de obra especializada ou ainda a ausência de uma cultura organizacional que estimule esse avanço tecnológico. 

Diante da crise, para proteger a sobrevivência e a segurança de dados de qualquer organização, o desenvolvimento de uma estratégia digital para TI deve ser uma prioridade.  Acompanhe o post, conheça  6 dicas para desenvolvê-la com qualidade e ajudar o negócio de seus clientes.

6 dicas para impulsionar a estratégia digital

Uso de dispositivos móveis, cloud computing, softwares de automação gerencial, IoT (Internet of Things), sistemas de análise avançados e outras tecnologias emergentes são alguns exemplos de recursos utilizados por CIOs (Chief Information Officer) para impulsionar a estratégia digital durante a pandemia.

Seja para otimizar o fluxo operacional, melhorar a qualidade analítica de dados, assegurar proteção virtual, mapear a produtividade, criar bots de digitalização, facilitar o acesso remoto, ou qualquer que seja a necessidade e demanda do negócio, o aporte da TI é fundamental.

Para ajudar a sua revenda a estruturar uma oferta inteligente de serviços e acelerar a transformação digital de seus clientes, preparamos algumas dicas especiais. Confira a seguir! 

Explore nosso conteúdo sobre o Novo Normal Cisco.

1) Adote uma comunicação transparente

Principalmente durante crises, em que as instabilidade e a insegurança gerencial são bastante expressivas, é importante manter uma comunicação objetiva e mais íntima entre as lideranças, a equipe de TI e os colaboradores gerais. 

A situação da quarenta, por exemplo, cobra que interações sejam feitas com mais frequência para assegurar que a equipe esteja alinhada, comprometida, satisfeita e segura. 

Por isso, organizar reuniões semanais por videoconferência, ligação telefônica ou outra ferramenta equivalente para esclarecer dúvidas, manter projetos em sintonia e conhecer as necessidades dos colaboradores é essencial. Ferramentas inteligentes que atendam a essa necessidade podem ser oferecidas pelo TI.

2) Simplifique o gerenciamento de crises

Outra dica para impulsionar a estratégia digital durante a crise do novo coronavírus é a simplificação do gerenciamento de crises.

Assim como dissemos, nem toda empresa estava pronta para lidar com mudanças tão bruscas e instantâneas, por isso o impacto da quarentena foi bastante severo. Contudo, se elas possuíssem um plano de gerenciamento de crises, mesmo que fosse um material menos robusto, certamente, as medidas emergenciais teriam minimizar esse impacto. 

Por isso, mesmo que a atual crise ainda seja uma realidade, a equipe de TI deve estruturar planos simples e estratégicos para proteger a segurança de dados.

3) Mude ou adapte a cultura organizacional

Para impulsionar a estratégia digital com eficiência, é preciso que toda força de trabalho compreenda essa necessidade e seja capaz de operá-la. Em outras palavras, a transformação digital deve ser um valor compartilhado pela cultura organizacional da empresa.

Uma forma de adaptar a cultura com velocidade e eficácia é seguindo o modelo usado por startups, cujas equipes de trabalho são multifuncionais, a programação é feita em pares, pesquisas etnográficas são realizadas frequentemente, e assim por diante. 

A equipe de TI pode ajudar e otimizar esse processo de transformação digital, ampliando a capacidade de produção da empresa.

4) Mapeie os comportamentos dos colaboradores

Mudar a cultura organizacional é um desafio que vai além da implementação de ferramentas digitais e tecnologias de automação de processos. A principal questão a ser trabalhada é o comportamento humano, já que uma ideia só se torna uma realidade se for devidamente praticada.

Por isso, o TI deve mapear o comportamento dos colaboradores e estruturar as mudanças tecnológicas de forma que elas estejam de acordo com suas rotina, crenças e hábitos. Ou seja, implantar soluções compatíveis com a demanda real da empresa. 

Além disso, a criação e propagação de ruídos deve ser evitada ao máximo, pois pode impactar negativamente essa operação digital. 

5) Mantenha o foco nos seus clientes

Outra das 6 dicas para impulsionar a estratégia digital é dar atenção aos clientes. Os hábitos de consumo estão mudando durante a quarentena, a demanda por tecnologias vem aumentando e a aquisição de produtos e serviços on-line já é uma preferência no mercado. 

Seja para negócios B2B ou B2C, efetivar negócios de forma virtual é uma forma da sua revenda evoluir e operar com agilidade para atender as expectativas de seu público-alvo.

6) Não esqueça da equipe

Esta dica merece destaque especial: não esqueça da própria equipe de TI! É indispensável entender também o que está ou não funcionando dentro do próprio departamento. 

Ter um cultura de feedbacks ativa pode ser uma solução interessante para avaliar a escolha das tecnologias empregadas. Assim, sua revenda é capaz de revisar a estratégia de inovação sem comprometer orçamentos e resultados.

A TI será o braço direito nesse processo de impulsionamento digital. Adotando essas 6 dicas, a tomada de decisões sobre mudanças de cultura, processos e adoção de tecnologias será facilitada e os resultados, certamente serão mais promissores.

 

Posts relacionados

O futuro da segurança de rede está na nuvem

A transformação digital exigirá um Serviço de Acesso Seguro ao Perímetro (SASE na sigla em inglês) entregue na nuvem, já que a infraestrutura tradicional não é mais suficiente. 

Inteligência de dados: o que é e como utilizar a favor dos negócios?

É cada vez mais fundamental saber exatamente como agir diante dos clientes e mercado competitivo. Entenda como esse processo pode contribuir com as empresas nessa tarefa.

Qual será o “Novo Normal” da indústria 4.0?

Entenda como a adoção da Indústria 4.0 no cenário pós-pandemia será mais do que um imperativo estratégico, será uma necessidade.

Escreva seu comentário