<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora

6 erros mais prejudiciais na migração para Cloud Computing

Publicado em 14/mai/2019 5:00:00

A Nuvem traz diversos benefícios para as empresas, mas alguns erros na implantação e planejamento podem causar problemas. Saiba como evitá-los.

 

6 erros mais prejudiciais na migração para Cloud Computing

 

Os benefícios da Cloud Computing tornaram-se essenciais para as empresas que buscam seguir as transformações do mercado, cada dia mais digital. Ela permite a otimização de processos e a unificação do acesso aos dados corporativos e a ferramentas de trabalho.

Aquelas corporações que já começaram a migrar seus ativos para a Nuvem, podem contar com a redução de custos com servidores físicos, backups e outros dispositivos, como os HD externos.

Ainda é possível aumentar a produtividade de toda a equipe, oferecendo maior mobilidade e acessibilidade aos funcionários, além de automatizar processos e melhorar a segurança das informações.

E as vantagens não param por aí, você pode conferir como essa tecnologia pode agregar valor à sua empresa em outros artigos aqui na Canal Comstor, como em “Principais benefícios de Cloud Computing”.

Devido a tantos benefícios proporcionados pela Nuvem, diversas empresas passaram a realizar o movimento para um ambiente virtual. No entanto, muitas delas fazem isso, sem o preparo necessário para esse tipo de implementação.

Para ter sucesso na migração para a Nuvem, é preciso estar consciente de que existem algumas vulnerabilidades no processo. Por isso, sua empresa deve realizar um planejamento inicial eficiente.

Caso não haja um plano, a implementação pode dar errado e acabar prejudicando os seus negócios. Mas afinal, como evitar esses erros?

 

Baixar e-book grátis



Para ajudar sua empresa com essa resposta, separamos os 6 erros mais prejudiciais de Cloud Computing para que você aprenda a evitá-los. Acompanhe:

 

Os 6 erros mais prejudiciais de Cloud Computing

 

1. Não realizar planejamento

Como já citamos anteriormente, o planejamento é a etapa inicial de um projeto de migração para Nuvem. Logo, quando uma empresa inicia o processo sem ele, as chances de erro são grandes.

Para realizar um bom planejamento, é necessário considerar alguns fatores, como:

  • determinar o espaço de armazenamento necessário;
    quais softwares e dados que serão transferidos para Nuvem;
    criar planos de recuperação e backups;
    definir estratégias de continuidade para os acessos;
    decidir qual equipe será responsável pela gestão.


Portanto, primeiramente, é preciso investir em pesquisas e análises para desenvolver, junto à equipe de TI, a melhor estratégia de migração que se adeque às necessidades de sua empresa.

 

2. Não conhecer as necessidades de seu negócio

Um dos principais erros de Cloud computing é seguir um padrão para realizar a migração, ao invés de conhecer a real necessidade de seu negócio.

Esse processo é único para cada tipo de organização, portanto é preciso escolher qual a solução que melhor atenderá às demandas de serviço de sua empresa.

 

3. Não ter um SLA (Acordo de Nível de Serviço)

O SLA é o contrato de serviço que contém todas as especificações do que é oferecido pelo provedor da Nuvem a empresa contratante. Ele deve ser assinado por ambas as partes.

É por meio dele que sua organização poderá planejar os resultados esperados, determinar o tempo gasto com a execução das atividades, definir quem serão os responsáveis, entre outros aspectos importantes do processo.

Por isso, para evitar falhas na Nuvem, as empresas devem negociar alguns itens com o provedor dos serviços Cloud, como disponibilidade, práticas de segurança, desempenho, escalabilidade e outros. Assim, poderão definir SLAs de acordo com suas atuais necessidades.

 

4. Não investir em segurança

A segurança oferecida pelo ambiente na Nuvem aos dados corporativos é muito superior aos tradicionais servidores mantidos no local. No entanto, o assunto não deve ser deixado apenas por conta dos fornecedores da Cloud.

Basta um único descuido cometido pela empresa para que cibercriminosos explorem suas vulnerabilidades e comprometam dados e sistemas importantes.

Portanto, a equipe de TI responsável pela migração deve estudar calmamente quais funcionalidades de segurança são necessárias para a empresa e ter certeza de que o provedor contratado pode fornecer essas soluções.


5. Não considerar todas as opções de Nuvem

Há diferentes modelos de Cloud Computing no mercado que podem ser implementados pelas empresas. Cada um deles possui especificações e benefícios únicos. Portanto, a empresa pode analisar detalhadamente qual é aquele que melhor se encaixa em seu negócio.

Há, basicamente três tipos de serviço: o público, privado e o híbrido. O modelo público é quando a empresa compartilha o mesmo ambiente do provedor com outras organizações. Já o privado é a solução implementada por uma única empresa, visando o uso interno. Finalmente, o híbrido é aquele que mescla os outros dois modelos.

Antes de contratar uma opção considerando apenas as questões financeiras, é necessário que a empresa avalie qual deles realmente conseguirá atender suas exigências.


6. Não elaborar um plano de recuperação de desastres

Além de tomar todas as medidas de segurança necessárias, a empresa ainda continua suscetível a ciberataques. Portanto, é essencial criar um plano de recuperação de desastres para evitar que riscos inesperados comprometam o sistema da organização.

Ao definir um plano de recuperação, a empresa passa a contar com uma série de medidas de segurança e políticas de backup que, ao serem seguidas, conseguem minimizar a perda de dados e reduzir ao máximo o tempo de inatividade. Assim, é possível restabelecer os serviços essenciais do negócio rapidamente após alguma falha.

Como você viu, migrar dados e sistemas importantes para a empresa para a Nuvem pode trazer muitos benefícios para os negócios, mas, quando esse processo é feito incorretamente pode acarretar em erros prejudiciais. Portanto, utilize as dicas listadas nesse conteúdo para evitar que isso aconteça em sua empresa. 

Categorias: Cloud Computing