<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora

7 sinais de alerta para um desastre de TI

Publicado em 12/nov/2018 5:00:00

Mudança brusca de rotina do departamento já é sinal de que há algo errado.

 

7 sinais de alerta para um desastre de TI

 

Uma casa não desaba de repente. Se ela caiu, com certeza deu sinais de que algo estava errado na sua estrutura. Tinha rachaduras, trincas nas paredes, poderia estar com portas e esquadrias emperradas ou piso estufado.


O mesmo acontece com os sistemas de TI. Antes que aconteça um desastre, as redes dão um sinal de que as coisas não andam bem. Por isso, é importante sempre realizar um check up e avaliar alguns pontos fundamentais.


Entre os sinais de alerta, podemos citar alguns:


1 – A média de reclamações dos usuários oscilou para cima e depois parou. Isso não demonstra que o problema foi resolvido, mas sim, que as pessoas perderam a esperança em insistir nos mesmos questionamentos ou encontraram uma solução paralela para resolver o problema e entregar o trabalho, o que pode ser ainda pior.


2 – Os erros são sempre os mesmos. A equipe de TI recebe um chamado e se organiza para resolver a questão. Depois de um tempo, a mesma reclamação e outra e outra. Sinal de ineficiência e de que a equipe precisa parar de fazer pequenos reparos pontuais e organizar melhor a arquitetura de TI.


3 – Envio de muitos códigos com pequenas mudanças pode sobrecarregar o sistema. Se isto acontece é sinal de que logo em breve o sistema pode ser derrubado. O ideal é o envio de pequenos blocos com relevância e poucas alterações.


4 – Da mesma forma como reclamações dos usuários, param de vir sugestões de melhoria. Pelo mesmo motivo: falta de esperança. Quando o ambiente deixou de ser colaborativo, indica que os parceiros não acreditam mais no seu departamento ou seus projetos. Sinal de alerta!


5 – O funcionamento do sistema não corresponde à demanda da empresa. Sinal de que há tecnologias obsoletas, que as máquinas estão lerdas demais ou que a arquitetura de TI não comporta mais a capacidade da demanda, estando sobrecarregada e precisando de ajustes urgentes.

 

 

Entre em contato

 


6 – Falhas de segurança começam a ser comuns quando o sistema está próximo a um colapso, em que as barreiras de proteção não são mais suficientes para barrar desde pequenos vírus a grandes ataques.


7 – Se a equipe de TI está sofrendo de fadiga, todos estão cansados e com muitas xícaras de café nas mesas são sinais de que há algo errado nos sistemas tecnológicos da empresa e é hora de parar, fazer um diagnóstico e reestruturar as ações.


Enfim, os sintomas podem ser diversificados, mas o importante é que se a rotina do departamento de TI mudou consideravelmente, significa que os usuários sabem que existe um problema, mas que talvez não saibam identificar.


Para se chegar ao ponto de desastre, a manutenção ficou muito tempo desassistida, assim como o monitoramento sistemático da rede e do comportamento das máquinas.


Em uma era em que as empresas têm se tornado cada vez mais dependentes de seus sistemas, com tantas operações realizadas por tecnologias, das mais básicas às mais complexas, qualquer imprevisto pode ser tido como um alerta para a equipe de TI.

Categorias: Gerenciamento