<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Partner Portal
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • Baixar E-book grátis
  • Partner Portal
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • Baixar E-book grátis

9 ferramentas de manutenção essenciais para qualquer profissional de TI

Publicado em 3/mar/2017 5:00:00

Para manutenção e reparos de equipamentos com eficiência e segurança.

9 ferramentas de manutenção essenciais para qualquer profissional de TI

Todo profissional, além de técnica e experiência, deve contar com o apoio de boas ferramentas para execução de seu negócio. Na área de consertos e reparos de equipamentos de informática (PCs, smartphones ou tablets) não é diferente. As ferramentas adequadas permitem realizar o trabalho de forma mais rápida, eficiente e com segurança.

De alicates e chaves dos mais diversos tipos até modernos multímetros ou reparadores de cabos, a lista desses materiais vem recheando a maleta dos profissionais que atuam na técnica de manutenção em TI. Algumas delas são bem conhecidas e você, inclusive, pode tê-las em casa. Confira algumas dessas opções:

 

1- Chaves de fenda e chaves “Philips”

Estas são as ferramentas mais usuais para manutenção, uma vez que computadores e outros equipamentos possuem muitos parafusos, elas são fundamentais para qualquer reparo, pois é com elas que os dispositivos serão abertos.

 

Há muitas opções em chaves. As de fenda são conhecidas dos reparos domésticos e, como o nome indica, são as chaves para parafusos comuns, com uma fenda. As chaves com ponta cruzada ou “Phillips” são as utilizadas para abrir os parafusos com essa característica, de cruz ou estrela. A maioria dos computadores e outros aparelhos, como smartphones, possui parafusos Philips.

 

Assim como existem parafusos de vários tamanhos, também existem chaves de vários tamanhos. Outra dica importante e que facilita o trabalho é adquirir chaves com a ponta imantada. O imã na ponta evita que os parafusos caiam no chão ou mesmo dentro dos equipamentos que você está abrindo.

 

Por fim, as chaves podem ainda ter característica de isolamento contra correntes elétricas. Adquirir chaves isoladas é também uma boa dica e pode salvar vidas, já que algumas marcas projetaram essas ferramentas com certificação para 1000 volts. É bom lembrar que o mercado possui kits bastante completos de chaves. Basta escolher um que se encaixe no seu bolso e suas necessidades.

 

2- Alicates

Assim como as chaves de fenda, alicates de diferentes tamanhos e pontas são aliados comuns em consertos. Em algumas situações, as chaves mal utilizadas podem danificar ou mesmo estragar parafusos. Essa é uma indicação bastante usual dos alicates.

 

Entre outras tarefas, com essa ferramenta pode-se pressionar objetos, pinçar parafusos ou até mesmo cortar fios. Prefira os alicates com as pontas mais finas e sempre tenha em mente que você está manuseando peças sensíveis. Portanto, cuidado na pressão e tensão que faz sobre os componentes.

 

3- Detector de voltagem

Choques elétricos são um perigo realmente sério e é sempre bom ter uma ferramenta para certificar-se de que a energia foi interrompida antes de realizar um reparo ou manutenção. Essa ferramenta é sensivelmente importante para checar a voltagem em cabos ou soquetes que estão sendo manipulados durante a operação.

 

4- Sugru

Essa é uma ferramenta bastante moderna e que pode ser usada em muitos casos, sendo os reparos de cabos e componentes ressecados os mais usuais. O sugru é uma massa de modelar que conserta praticamente qualquer coisa. Depois de manuseada da forma como você quiser, ela vira uma borracha flexível e resistente. É muito indicada para reparar cabos desgastados, plástico danificado ou peças de borracha. Também é uma ótima opção para resistência ao calor e para permitir um pouco de impermeabilização.

 

5- Multímetro

É um equipamento utilizado para a medição de grandezas elétricas, incorporando diversos instrumentos de medição, como o voltímetro, o amperímetro, o ohmímetro, e pode chegar a conter, em alguns modelos, também um capacímetro, frequencímetro, termômetro, entre outros. A sua função básica é medição de tensão contínua, tensão alternada, resistência elétrica e corrente contínua. Uma função bastante comum também em multímetros digitais é o teste de continuidade com alerta sonoro.

 

Algumas marcas são famosas, como a Fluke*, devido ao seu grau de precisão, mas, assim como as outras ferramentas indicadas, existem uma série de marcas no mercado. Ainda nessa categoria, já existe também multímetros digitais com interface USB que pode ser usado para testar a energia que sai de uma porta USB, capacidade que tem uma bateria portátil ou mesmo o quanto de potência um dispositivo está puxando quando está em carga.

 

Cloud Computing: o futuro chegou ao mercado de TI

 

6- Câmera térmica

Uma câmera térmica é um equipamento que captura a luz infravermelha e a converte para faixa visível ao olho humano, permitindo que se possa ver o calor gerado por objetos.

 

Embora tenha vários usos, como a visão noturna, os técnicos em eletrônica podem utilizar esse tipo de equipamento para identificar painéis defeituosos ou componentes eletrônicos que podem estar com superaquecimento. É, portanto, uma ótima ferramenta para detecção de acúmulo de calor em PCs, embora ainda tenha um custo bastante elevado em termos de ferramentas.

 

7- Pulseira antiestática

Essa ferramenta é usada para que a carga elétrica normalmente acumulada em nosso organismo seja  descarregada. Seu uso é bastante recomendável ao se manusear componentes eletrônicos, como placas-mãe, placas de vídeo, processadores, pente de memória RAM, já que a carga presente em nosso corpo pode descarregar justamente no componente que está sendo manuseado, causando grandes chances de queimá-lo, por exemplo.

 

8- Fita elétrica líquida

Uma substituta da fita isolante é a fita elétrica líquida. O produto é mais fácil de aplicar que a fita isolante tradicional e garante mais segurança e melhor acabamento estético às instalações elétricas. Pode ser aplicado com pincel ou por imersão, moldando-se às superfícies. Isso garante o isolamento e impermeabiliza os componentes elétricos.

 

9- Pinças

Muitas vezes, o processo de consertar e reparar equipamentos como computadores pode ser comparado a um procedimento cirúrgico. Por isso, o uso de pinças e coletores são ferramentas bastantes usadas, facilitando o trabalho no quesito de alcance ou colocação de peças em locais que exigem precisão.

 

Muitas são as opções em equipamentos e os fabricantes têm se esmerado para fornecer soluções de reparos bastante completas. Se você quiser investir nesse segmento, pode inclusive procurar por kits exclusivos para manutenção, com peças selecionadas para executar a maioria das funções de reparo.

 

 

Fontes:

http://www.zdnet.com/pictures/repair-tools-for-it-pros/7/

https://www.tecmundo.com.br/manutencao-de-pcs/2113-manutencao-de-pcs-saiba-quais-sao-as-ferramentas-indispensaveis-para-montar-computadores.htm

http://hardware.rbtech.info/ferramentas-essenciais-para-um-tecnico-em-hardware/

https://www.tecmundo.com.br/invencao/45216-sugru-a-massa-que-conserta-qualquer-coisa.htm

http://exame.abril.com.br/negocios/dino/multimetro-digital-aprenda-o-que-e-e-para-que-serve-esta-ferramenta-dino89084034131/

https://www.tecmundo.com.br/produtos/76371-veja-funciona-camera-termica-video.htm

http://forum.techtudo.com.br/perguntas/13189/o-que-e-pulseira-anti-estatica

 

Categorias: Mercado de TI, Profissionais de TI