<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Partner Portal
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • Baixar E-book grátis
  • Partner Portal
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • Baixar E-book grátis

A Revolução dos Apps: muito espaço para crescer

Publicado em 28/set/2015 5:00:00

O principal objetivo é facilitar a vida das pessoas, por isso, é um amplo mercado para se explorar.

O avanço rápido das inovações em tecnologia já não assusta mais os usuários, que estão acostumados com a grande quantidade de novidades que surgem a cada dia e tentam acompanhá-las.

Para os profissionais da área a tecnologia é um mercado muito promissor, afinal a revolução dos aplicativos é uma realidade que atesta que há, e muito, mercado para crescer. Se por um lado a criação de apps está em expansão, por outro, eles despertam nas pessoas a necessidade de consumir serviços cada vez mais fáceis que possam facilitar suas vidas. Hoje, há um app para quase todas as necessidades e desejos e para todas as áreas. É um mercado inovador e com grande fluxo de dinheiro.

Empresas que investem na criação de aplicativos têm gastado muito dinheiro nos últimos cinco anos em tecnologias, a fim de proteger seus servidores e assim oferecer aos usuários um produto inovador. Com um vasto espaço para crescer a empresa que se especializar em apps muito provavelmente terá mercado garantido. Afinal, smartphones e tablets já fazem parte da rotina da maioria das pessoas e das empresas.

 

Poder de transformação

Os aplicativos estão fazendo uma verdadeira revolução na vida dos usuários móveis. Eles já são considerados elementos essenciais no dia a dia das pessoas. Com um amplo mercado a ser explorado com os aplicativos é possível transformar o celular em um GPS; em uma câmera fotográfica com editor de imagem; em um gravador MP3; em um controlador de corridas ou até mesmo em um despertador para que a pessoa beba água conforme a programação feita.

Além disso, com os aplicativos é possível localizar lojas, realizar serviços bancários, pesquisar preços e fazer compras, ter conexão com as mídias sociais, podendo ser usado até como maquina de cartão de crédito e débito.

Mas é preciso muito cuidado na hora de planejar o que fazer e a que público atender, afinal, a mobilidade tem um amplo público a conquistar e que precisa ser mantido. Na hora de criar um app é preciso ter em mente uma estratégia bem definida que embase os investimentos. Caso contrário, poderá ser um tiro no pé.

Como em qualquer outro negócio, antes de criar o aplicativo é preciso definir claramente quais serão os objetivos que o negócio irá atender, qual será sua utilidade. É preciso também definir uma meta e verificar se ela está clara e se é mensurável. Criar um aplicativo aleatoriamente é desperdiçar tempo e investimento, afinal, um app “perdido” em uma loja como a PlayStore é dinheiro jogado fora. A base para dar certo é criar uma estratégia que considere os aplicativos como diferenciadores, que realmente irão agregar valor para a empresa e seus clientes.

Graças ao avanço tecnológico, as empresas têm inúmeras oportunidades para conseguir manter o cliente e os aplicativos podem ser considerados bons meios para a relação comercial. Isso porque, à medida que a mobilidade vai ocupando espaço na vida das pessoas, vão surgindo oportunidades para as empresas.

As que têm gestão com visão inovadora já começam a criar soluções que melhoram a experiência de compra, na qual o preço não é o mais importante para o cliente. Assim, o empresário passa a usar a mobilidade a seu favor quando pensa em embutir seus apps no dia a dia dos clientes, criando relacionamentos mais contextuais, coisa impossível no desktop.

Profissionais da área começam a compreender que projetos que têm o computador tradicional como foco de interação com cliente não serão mais de muita valia no mundo da mobilidade. As pessoas passam mais tempo fora de casa e com isso, o smartphone ou tablet vão se tornando um acessório cada vez mais indispensável no dia a dia.

Isso porque as pessoas querem facilidade e praticidade na palma da mão e espaço para todos os mercados dos mais variados produtos existentes.

 

O impacto financeiro da Consumerização de TI  

 

Fontes:

http://www.infoworld.com/article/2977614/mobile-apps/mobile-app-revolution-has-barely-begun.html
http://www.tecmundo.com.br/previsoes/5085-tudo-o-que-voce-pode-esperar-da-tecnologia-ate-2030.htm
http://www.tiespecialistas.com.br/2013/05/a-revolucao-dos-apps/

Categorias: Mobilidade, Inovação, Internet Móvel