<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Autenticação Multifator: o que é e como melhora a segurança digital?

Oferecer uma proteção redobrada aos dados corporativos é uma tarefa cada vez mais essencial para as empresas. Saiba como o MFA pode ajudar!

 

A segurança da informação se tornou tema central para as organizações. No entanto manter todos os dados corporativos protegidos é um desafio cada vez maior para as empresas devido o aumento acelerado do volume de dados e dispositivos conectados a suas redes.

Para solucionar essa questão, diversas novas tecnologias têm surgido no mercado com o objetivo de manter as ciberameaças afastadas e possibilitar uma melhor gestão dos dados corporativos.

Uma delas é a autenticação multifator, que consiste em uma solução de segurança que confirma a autenticidade do usuário que tenta acessar um determinado serviço na web.

Também conhecida como autenticação de dois fatores ou MFA, essa tecnologia é uma das primeiras linhas de defesa digitais utilizadas pelas empresas atualmente e é capaz de proteger informações sensíveis de forma rentável e sem comprometer a usabilidade e conveniência dos usuários.

Seus clientes já utilizam a autenticação multifator para proteger as informações corporativas? Confira a seguir como essa tecnologia pode melhorar a segurança digital das empresas. Boa leitura!

O que é autenticação multifator (MFA)?

A autenticação multifator é uma ação de segurança que exige do usuário, além da inserção de uma tradicional senha, a indicação de um elemento individual que possa legitimar sua identidade.

Para a segurança digital, a autenticação é o procedimento que confirma a legitimidade do usuário que realiza a requisição de um serviço. Ela é fundamental para que haja um maior controle sobre o que é acessado.

Baixar agora

A MFA é baseada na apresentação de uma identidade junto com uma ou mais credenciais de confirmação e verificação. Por meio desse processo, é possível que a empresa identifique quem são os verdadeiros usuários e impeça que pessoas não autorizadas acessem seus aplicativos e contatos.

Para que a autenticação multifator libere o acesso ao solicitante, ela envia um código ou senha para o email ou dispositivo móvel do cliente, garantindo assim a confiabilidade de que quem está realizando o acesso é realmente alguém com permissão.

Há diferentes tipos de sistemas MFA, mas os métodos geralmente incluem a senha do usuário, juntamente com o fator adicional de:

  • Mensagens de texto;
  • Soft Tokens baseados em software;
  • Aplicativos do autenticador, os quais dependem de algoritmos criptográficos para senhas de uso único baseadas em tempo (TOTP);
  • Verificação de login;
  • Tokens de Hardware.

Como a MFA melhora a segurança digital?

A autenticação Multifator exige a utilização de um código de segurança único que pode ser inserido em um curto período de tempo pelo usuário, caso contrário o acesso aos dados e aplicações é impedido.

Ela é oferece uma proteção redobrada se comparada a apenas utilizar uma senha de acesso. Muitos vazamentos capazes de comprometer os sistemas e dados corporativos podem ser evitados com o uso da autenticação multifator, pois ainda que o cibercriminoso descubra a senha utilizada, não conseguirá acessar os conteúdos corporativos sem possuir o código ou token de legitimação.

Há inúmeros benefícios do MFA que são capazes de melhorar a segurança digital das empresas, tais como:

  • O código numérico é diferente a cada vez, portanto, uma violação de senha não é suficiente para um invasor;
  • O fator de autenticação está vinculado a um número de telefone do usuário, que não pode ser alterado por malwares;
  • Aumento da agilidade na utilização;
  • Aumento da segurança na autenticação de usuários.

Nos dias atuais, principalmente em grandes corporações, é de extrema importância que o setor de TI fique por dentro de todas as camadas de proteção que estão disponíveis no mercado. Afinal, os dados corporativos são os bens mais valiosos para os negócios.

Portanto, cada vez mais, os profissionais de TI têm se apropriado da autenticação multifator para proteger os dados corporativos. Mesmo que seja uma tecnologia ainda em evolução, a MFA é uma excelente ferramenta para evitar roubos e invasões, melhorando, assim, a segurança digital das empresas.



Posts relacionados

Data Loss Prevention: por que as empresas precisam de solução DLP?

Com cada vez mais usuários trabalhando remotamente, é necessário que as organizações tenham um controle maior sobre o acesso a dados sigilosos. Veja como o DLP pode ajudar! 

Recuperação de desastres: como funciona e por que oferecer aos clientes?

Entenda a importância desse processo para a continuidade dos negócios e saiba como ajudar os clientes de sua revenda de TI a realizá-lo!

Auditoria de governança de TI: qual a importância e como fazer?

Garantir a qualidade e segurança das atividades corporativas é fundamental para que as empresas sejam competitivas no mercado. Veja como esse processo pode ajudar!

Escreva seu comentário