<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Partner Portal
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • Baixar E-book grátis
  • Partner Portal
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • Baixar E-book grátis

Flipped Classroom: a nova abordagem de ensino nas escolas

Publicado em 28/mai/2013 16:06:00

Com o aumento do uso de dispositivos móveis, especialmente entre os jovens, as formas de aprender e ensinar vêm passando por alterações significativas.

Flipped Classroom

As tecnologias vêm evoluindo em um ritmo agitado nos últimos anos. Hoje, é difícil encontrar alguém que não tenha um celular ou outro dispositivo conectado à Internet. Isso modificou totalmente a forma de transmissão de conhecimento.

 

Em uma sala de aula, no modelo de ensino tradicional, os professores explicam cada tópico da matéria e depois passam uma tarefa para o aluno fazer em casa, com o intuito de reforçar o conteúdo aprendido em sala. Com o novo modelo, conhecido como Flipped Classroom, o aluno primeiro assiste as vídeo-aulas em casa e depois usa o tempo da aula para discussões e questionamentos com o professor. Este novo método deixa o processo de aprendizado mais rápido e efetivo.

 

Com o uso de tecnologias voltadas para a educação, a Flipped Classroom (ou Sala de Aula Invertida) aproveita melhor o tempo do aluno em sala de aula. Entretanto, estudar as aulas fora do ambiente escolar, de preferência antes das aulas, passa a ser uma necessidade fundamental para que o ensino seja completo. Os estudantes devem dedicar um tempo antes da aula presencial para aprender o conteúdo, para que o professor possa focar seus esforços em atividades de aprendizado mais aprofundadas, além de proporcionar uma assistência mais personalizada e exclusiva para cada um dos alunos. Este maior engajamento, em teoria, traz mais eficiência no ensino e um aprofundamento maior no conteúdo.

 

Outro ponto importante que impulsiona a relevância dessa nova estrutura de ensino é a reflexão gerada pelos professores sobre as novas formas de transmissão do conhecimento. Isso inspira mudanças nos estudantes, aumenta a motivação e melhora a qualidade da interação em sala de aula.

 

É claro que a Flipped Classroom não se resume apenas à vídeo-aulas gravadas. O professor que trabalha com esse modelo cria novas abordagens de conteúdo utilizando a Internet e novas formas de comunicação com os alunos. Canais de educação como TED Education, Edmodo, Coursera, entre outros, são bons exemplos.

 

Porém, é interessante observar que existem riscos e alguns pontos que devem ser trabalhados com os alunos que aprendem pelo método da Flipped Classroom. O acesso a tecnologias de qualidade e conexão rápida com a Internet são fundamentais para que esse tipo de ensino seja efetivo. Sem isso, os alunos podem se sentir desmotivados. Outro ponto é que nem todos os estudantes conseguem aprender com qualidade através do ensino virtual. É muito importante que o professor ajude a encontrar soluções para que todos aprendam da melhor forma possível, utilizando outras ferramentas tecnológicas.

Transformação digital e oportunidades para revendas de TI na educação

Categorias: Tecnologia na Educação