<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Cibersegurança para pequenas empresas
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Cibersegurança para pequenas empresas
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora

Blockchain: os 4 principais desafios que os CIOs enfrentam

Publicado em 4/jun/2019 5:00:00

O blockchain chegou para ficar, mas ainda há muitos desafios a serem superados.

 

Blockchain: os 4 principais desafios que os CIOs enfrentam

 

O blockchain chegou para ficar e a estimativa é de que essa tecnologia estará pronta para apoiar o movimento global de US$ 2 trilhões em bens e serviços anualmente até 2023, segundo pesquisa da Gartner. Mas, até lá, muitos desafios precisam ser superados.

Da ausência de mão de obra especializada à falta de padrões bem definidos, os obstáculos são muitos para a adoção dessa tecnologia e os CIOs precisam procurar formas de superá-los para não ficarem para trás.

No artigo a seguir, você confere os três principais desafios e como eles podem ser vencidos. Acompanhe!

 

1. Falta de mão de obra especializada

O blockchain ainda é uma tecnologia bastante nova e em evolução. Por isso, é muito difícil encontrar profissionais com as habilidades necessárias para trabalhar nesta área de forma eficiente.

Esse é um desafio ainda maior para as empresas brasileiras, pois a mão de obra tecnológica especializada em nosso país já é bastante escassa em praticamente todas as áreas.

O resultado é que, se uma empresa deseja contratar um profissional com as habilidades necessárias para trabalhar com blockchain, terá que pagar um salário elevado.

 

Baixar e-book grátis

Para contornar essa situação, muitas organizações têm procurado consultorias e fornecedores para assistência. Mas aí surge um outro problema: o lock-in, que pode ser ainda mais prejudicial no caso de uma tecnologia emergente como essa.


2. Falta de integração com sistemas legados

Sistemas legados são sistemas antigos que, pelo grau de criticidade e/ou alto custo para modernização, continuam ativos em muitas empresas, principalmente nas indústrias de pagamentos, bancos, companhias de seguros ou as que lidem com imóveis.

Atualmente, o blockchain sofre com a falta de integração com estes sistemas, dificultando a vida dessas empresas na adoção da tecnologia. Isso certamente se configura como um sério obstáculo para esses CIOs.

Com a evolução natural da tecnologia, é certo que este obstáculo deixará de existir e o blockchain poderá ser implementado em conjunto com os mais diferentes sistemas legados, nas mais diversas indústrias. Mas, até lá, as empresas que queiram usufruir dele terão que procurar formas de superar este desafio.


3. Falta de padrões

Padrões são algo importantíssimo para o uso e adoção em massa de tecnologias, até mesmo por conta do aspecto legal. Em algumas indústrias, como a de saúde, eles são indispensáveis.

Porém, o blockchain ainda possui pouquíssimos padrões estabelecidos, sofrendo com esse problema até mesmo no vocabulário usado para descrever a tecnologia em si, o que dificulta muito a vida de quem está pensando em adotá-la.

Isso porque, sem padrões estabelecidos, a adoção, a implementação e o desenvolvimento de novas tecnologias baseadas no blockchain se tornam extremamente difíceis.

Em indústrias amplamente reguladas, tudo fica ainda pior, já que, na maioria das jurisdições, não existe uma taxonomia codificada para várias situações envolvendo a tecnologia.

Para superar este desafio crítico, muitas empresas se juntaram com o intuito de acelerar o desenvolvimento dos padrões necessários para que o blockchain seja amplamente adotado, formando a Enterprise Ethereum Alliance (EEA) e algumas outras instituições.

Porém, tudo indica que ainda haverá alguns anos de desafios até que um set de padrões seja estabelecido e amplamente aceito.


4. Falta de compreensão sobre o que é Blockchain

A maioria das pessoas só conhece o blockchain por causa das criptomoedas, como a Bitcoin, e o interesse pela tecnologia muitas vezes se dá apenas pelas possibilidades de retorno em investimentos.

Isso acaba afetando a compreensão da tecnologia em si, que é muito maior e mais interessante do que as criptomoedas, exigindo um conhecimento básico de leis, de aspectos de segurança, de troca de valores, de arquitetura de processos comerciais e de governança descentralizada de protocolos.

Assim, vemos que o blockchain ainda tem muitos desafios a serem superados, mas é preciso lembrar que toda nova tecnologia começa dessa forma. Certamente o seu potencial disruptivo é enorme e todos estes obstáculos serão vencidos com o tempo.
 

Categorias: Blockchain