<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Como a tecnologia pode contribuir no combate ao coronavírus?

Os recursos tecnológicos disponíveis atualmente são excelentes ferramentas que podem ajudar os profissionais de saúde na detecção, cuidado e prevenção do COVID-19.

 

A tecnologia tem sido uma grande aliada das empresas e pessoas nesse momento de isolamento social. Seja pela possibilidade de utilizar a Nuvem para acessar dados corporativos e trabalhar via home office, ou por aplicativos de comunicação e de entregas para facilitar o dia a dia das pessoas.

No entanto, os benefícios não param por aí. Graças à Transformação Digital e as inovações disponíveis atualmente, diversos recursos tecnológicos também podem estar na linha de frente no combate ao coronavírus.

Algumas delas não estão presentes ainda em todos os países, mas elas estão se mostrando úteis em meio às precauções necessárias para conter o avanço da doença. 

Confira a seguir as principais tecnologias que estão contribuindo no combate ao coronavírus e entenda como elas estão agindo. Boa leitura!

Como a tecnologia pode contribuir no combate ao coronavírus?

Além de contribuir com o home office, a tecnologia está contribuindo diretamente no combate ao COVID-19. Confira a seguir quais tecnologias estão sendo adotadas e como elas estão agindo:

Telemedicina

Uma das formas que a tecnologia está contribuindo no combate ao coronavírus é por meio da telemedicina. Graças aos recursos da Cloud Computing e o acesso a internet, essa modalidade se tornou possível, permitindo que médicos consigam exercer suas funções a distância. 

A telemedicina tem sido essencial para o combate ao coronavírus, pois os profissionais da saúde conseguem realizar atendimentos pré-clínicos, consultas, monitoramento e diagnóstico de pacientes de forma online, evitando, assim, a aglomeração de pessoas nos centros de saúde. Desse modo o paciente precisa se deslocar de sua casa apenas quando é realmente necessário.

Compartilhamento de dados online

Outra forma que a tecnologia tem contribuído com a pandemia, é por meio da possibilidade de transferência e compartilhamento de dados nas plataformas de saúde entre os diversos especialistas da área.

Por meio da Nuvem, é possível que diferentes profissionais da saúde tenham acesso ágil e prática os dados atualizados dos pacientes, evitando que informações importantes sejam perdidas ou atrasem para chegar.

Webex for free

Análises de dados

Por meio do enorme fluxo de dados que é gerado diariamente pela sociedade, é possível utilizar soluções de análises de Big Data para identificar e monitorar as áreas com mais pessoas afetadas pela COVID-19.

Já foram desenvolvidos aplicativos que criam bases de dados a partir dessas informações geradas pelos pacientes e usuários. Desse modo é possível identificar as maiores áreas de contágio e outros parâmetros que podem ajudar na criação de estratégias mais precisas para prevenção da doença.

Robótica

Para lidar com a escassez de profissionais de saúde e os perigos de contágio com o contato com pessoas com a doença, é possível utilizar robôs para realizar algumas tarefas nos centros médicos, como levar comida, remédios e etc aos pacientes.

Há casos em alguns países que robôs são utilizados nos hospitais para recolher lençóis, lixos e realizar outras tarefas manuais nos quartos de pacientes em quarentena.

Impressão 3D

Na Itália, hospitais que não conseguiam atender às grandes demandas de pacientes em UTI que precisavam de respiradores receberam auxílio da impressão 3D. Em poucas horas foi possível criar protótipos prontos para serem testados.

Desse modo, não foi necessário encomendar novos equipamentos que levariam diversos dias para ficarem prontos e exigirem altos investimentos. Por meio da impressão 3D a situação foi resolvida rapidamente. Em questão de horas, os hospitais conseguiram repor seus estoque, ganhando em economia e tempo. 

Drones

Os drones são excelentes ferramentas para levar suprimentos médicos em locais de difícil acesso ou a lugares públicos sem que seja necessário aglomeração. Até mesmo no Brasil, já tivemos alguns casos em que essa tecnologia foi utilizada.

Essa prática foi adotada no Rio de Janeiro para que fosse possível passar informações em determinados locais públicos sobre os perigos da aglomeração.

Biometria Virtual

O reconhecimento facial é uma tecnologia já muito utilizada por algumas empresas por questões de segurança. No entanto também podem contribuir no combate ao coronavírus. 

Essa tecnologia, integrada a termômetros com infravermelho podem ser utilizadas na triagem de pacientes em hospitais e empresas. Desse modo é possível identificar pessoas infectadas para que sejam direcionadas para o local correto e recebam o tratamento certo.

Como você pôde ver, além de permitir que as pessoas trabalhem por meio do Home office, a tecnologia tem sido uma aliada importante dos profissionais de saúde no combate ao coronavírus. Graças à Transformação Digital e as inovações disponíveis hoje, os recursos tecnológicos podem contribuir com a minimização do contato com pessoas contaminadas, redução de aglomerações e de outras inúmeras formas.

 

Posts relacionados

O futuro da segurança de rede está na nuvem

A transformação digital exigirá um Serviço de Acesso Seguro ao Perímetro (SASE na sigla em inglês) entregue na nuvem, já que a infraestrutura tradicional não é mais suficiente. 

Inteligência de dados: o que é e como utilizar a favor dos negócios?

É cada vez mais fundamental saber exatamente como agir diante dos clientes e mercado competitivo. Entenda como esse processo pode contribuir com as empresas nessa tarefa.

Qual será o “Novo Normal” da indústria 4.0?

Entenda como a adoção da Indústria 4.0 no cenário pós-pandemia será mais do que um imperativo estratégico, será uma necessidade.

Escreva seu comentário