<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Serviços Gerenciados Cisco Meraki
  • Baixar agora
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Serviços Gerenciados Cisco Meraki
  • Baixar agora

Como decidir se uma tecnologia é adequada para o seu negócio?

Publicado em 24/mai/2018 5:00:00

A vontade de investir em novas tecnologias, como forma de se diferenciar, tem que estar justificada em um planejamento que avalie várias situações e responda a algumas perguntas importantes para o seu negócio.

 

Como decidir se uma tecnologia é adequada para o seu negócio?

 

 

Em algum momento, você leu ou ouviu que precisa investir em tecnologia para ter relevância e se manter no mercado com agressividade e competitividade. O que está absolutamente correto.

Já existem pesquisas indicando que com investimento em novas tecnologias, empresas pequenas conseguem, inclusive, competir em pé de igualdade com as grandes e tradicionais corporações. Ainda assim, é preciso avaliar quando adotar as novas tecnologias e se perguntar qual diferencial ela irá agregar ao empreendimento.
Profissionais de TI trabalham continuamente para disponibilizar inovações que melhorem a produção nos negócios e facilitem a gestão da empresa. Nos últimos dois anos, mesmo em período de crise no Brasil, o investimento em novas tecnologias cresceu. Esta foi a artilharia da guerra iniciada pela indústria para a retomada do crescimento, ganho da produtividade e redução de custos.

Com a oferta crescente de empresas fornecedoras de software para automatização, gestão e outras várias tecnologias disponíveis, investir fica cada vez mais acessível para empresas de todo porte.
Ainda assim, o número de pequenos empreendimentos que automatizaram os processos está em 40%. Percentual que indica grandes oportunidades de negócios. No entanto, antes de decidir pela adoção de determinada solução, é preciso entender a adequação do sistema à necessidade do negócio.

Uma empresa de comércio de produtos precisa de um sistema adequado para gerenciar o estoque corretamente, diminuindo erros e retrabalho, por exemplo. Já um empreendimento de prestação de serviços precisa investir em outras tecnologias, como Inteligência Artificial, que agilize e qualifique o atendimento ao cliente. Os exemplos são básicos, mas reforçam a argumentação de que nem toda tecnologia serve a qualquer tipo de negócio.

Dados comparativos demonstram que enquanto um estagiário erra 20% das vezes e gasta 15 minutos em determinada tarefa, um sistema a executa em poucos segundos, com 98% de acerto.

 

 

A Cisco e a Internet de todas as coisas

 


Planejar antes de investir

 

Planejar qualquer investimento é fundamental. Dentro do projeto, deve haver a resposta para as perguntas: determinada tecnologia pode ajudar a minha empresa? De que forma? Qual retorno o investimento trará ao meu negócio?

Mesmo com respostas positivas para as perguntas levantadas, pode ser que investir seja necessário, mas em um momento futuro, depois de melhor estruturar a equipe e a empresa para a tecnologia. Ou ainda aguardar por uma consolidação no mercado que interfira no fluxo de vendas ou prestação de serviços que são auxiliados por certo sistema ou software.

A tecnologia está no mercado para atender tanto a pequena quanto a grande empresa. No entanto, vale à pena para os negócios de menor porte avaliar se ela foi testada o suficiente a ponto de eliminar ou diminuir a incidência de bugs que iriam demandar uma estrutura interna mais robusta, com profissionais de TI próprios para administrar as intercorrências. Assim, pode ser interessante a adoção tardia da tecnologia.

Mas quão tardia deve ser esta adoção? De novo, o planejamento é a ferramenta adequada para chegar à tal conclusão. Entender a hora certa para sua empresa investir em alguma solução tecnológica dá segurança sobre a decisão, de forma que adiar não atrapalhe a permanência da empresa no mercado de atuação.

Contudo esperar demais pode ser perigoso. No Brasil, segundo pesquisa, 14 setores industriais estão tão atrasados tecnologicamente que correm o risco de ficar de fora da Indústria 4.0, tamanho o investimento que será necessário para recuperar o tempo perdido.

Algumas das razões mais comuns para postergar a adoção de uma nova tecnologia são: esperar a queda do preço praticado, aguardar o amadurecimento do sistema e ter a oportunidade adequada dentro do seu negócio que justifique o uso e o investimento da tecnologia.

No entanto, nenhuma evolução tecnológica justifica a permanência no mercado de empresas pouco relevantes para a sociedade atual, assim é preciso entender que o que sua empresa entrega aos clientes, cada vez mais exigentes e menos fiéis à marca, é de valor, seja produto ou serviço.

E há outras ações indicadas. Saber inovar sem medo, usar dados que o oriente a entender melhor a mudança comportamental do cliente para que possa se antecipar às suas necessidades e ainda estruturar e treinar a equipe para uso das novas tecnologias.

 

 

Categorias: Inovação