<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora

Como o Blockchain pode ajudar o segmento healthcare?

Publicado em 23/jan/2019 5:00:00

Tecnologia é a grande aposta das empresas de consultoria especializadas; até 2030, ela deve render algo em torno de US$ 3,1 trilhões.

 

Como o Blockchain pode ajudar o segmento healthcare?

 

Atrelados ao Blockchain estão aspectos como revolução de serviços, em especial financeiros, e questões relativas às vantagens que ainda irá oferecer à população e empresas. No entanto, já é possível afirmar, diante da trajetória que a tecnologia vem traçando, que apresenta perspectivas bastante positivas para setores como o da saúde.


Uma pesquisa recente demonstrou que há cerca de dois anos era ainda pequeno o número de empresários dessa cadeia que investia na promessa tecnológica, apenas 16%. Porém, de acordo com o levantamento, o salto será significativo até 2020: algo como 56% dos entrevistados afirmaram que pretendem adotar o sistema que promete descentralizar o registro e armazenamento de transações e informações.


Quando foi criado anos atrás, o Blockchain prometia criar lastros da moeda virtual Bitcoin para aumentar a segurança nas negociações e eliminar intermediários, tais como o sistema bancário. Agora, é uma aposta de instituições médicas, clínicas, seguradoras e de outros negócios relacionados ao segmento pela contribuição que podem trazer nos tratamentos e acompanhamentos de pacientes.


A segurança por trás das informações arquivadas nas cadeias de dados do sistema é um dos pontos fortes que justificam a capacidade de aproveitamento da tecnologia na vertical da saúde. Uma vez que um histórico é incluído no sistema, ele jamais poderá ser excluído ou modificado. Toda alteração que for necessária será incluída em um outro bloco, com referência ao seu quadro inicial.

 

Baixar e-book grátis


Uma outra vantagem que a tecnologia apresenta para o segmento é que não existe um único dono da informação, ela é compartilhada e multiplicada ao longo do processo por vários usuários e a pessoa de quem ela trata pode estipular alguns critérios vinculados com a forma de acesso, dentre outras particularidades que podem ser estabelecidas.


O uso da tecnologia também pode servir a frentes diferentes. Em um evento realizado em São Francisco, nos Estados Unidos, especulou-se a possibilidade de o Blockchain ajudaria a desenvolver, inclusive, pesquisas médicas.


Um dos especialistas que se apresentou durante o encontro afirmou que a partir do sistema seria possível identificar mais facilmente grupos de pessoas com diagnósticos similares para investigações, partindo de seus históricos, e ainda que elas poderiam ser de alguma maneira beneficiadas por compartilhar os dados.


Com o Blockchain, o segmento de saúde também se beneficiaria com a escalabilidade do sistema e a agilidade que traria para o tratamento. Isso porque os dados estariam acessíveis de forma descentralizada, como é a proposta do sistema, e a partir de qualquer computador, uma vez que não usa a memória física de um único servidor.


Essa característica ponto a ponto ainda favorece que nenhum histórico sobre a vida do paciente se perca, e ainda assim é possível respeitar a privacidade dele. Além disso, nenhum histórico médico se perderia com a passagem dos anos, o que ainda é comum no cenário atual.


Desafios para o desenvolvimento da tecnologia

Nos próximos anos, alguns desafios ainda estarão se impondo ao franco desenvolvimento da tecnologia, não só no Brasil. Para 2019, um deles é justamente migrar mais fortemente para o campo dos negócios, uma vez que atingiu a maturidade necessária para ser explorado (se for interessante para a natureza das atividades e o setor do empreendimento).


Outras dificuldades estão em criar um ambiente colaborativo e uma mudança de mentalidade importante para a tecnologia decolar e ajudar a dirimir problemas de várias esferas.


Depois da internet, o Blockchain é uma das tecnologias mais disruptivas do século XXI. De acordo com a estimativa feita pela empresa de consultoria líder do segmento de tecnologia elencou o sistema entre os dez de maior potencial de 2018 e outros estudos estimam que as empresas ligadas ao Blockchain poderão faturar mais de US$ 176 bilhões em 2025 e superará os US$ 3,1 trilhões até 2030.

Categorias: Blockchain, Healthcare