<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Como o Business Intelligence pode otimizar a governança de dados?

Business Intelligence consiste em um conjunto de ferramentas e boas práticas que permitem o acesso e a análise de informações para melhorar e otimizar decisões corporativas.

 

No mundo digital, que é centrado na experiência dos clientes, muitos empresários e gerentes são bombardeados com sobrecarga de informações. Por isso, estão buscando urgentemente maneiras de obter maior controle, entendimento e inteligência dos dados de sua organização.

Uma das melhores soluções para esse problema é a adoção de uma estratégia de Business Intelligence (BI). No entanto, muitas empresas demoram a fazê-la por falta de conhecimento do que exatamente envolve essa tecnologia, por onde começar e a demora para os primeiros resultados.

Apesar disso, uma coisa é certa: Business Intelligence deve ser parte integrante de sua operação.

Business Intelligence são os aplicativos, infraestrutura e ferramentas e melhores práticas que permitem o acesso e a análise de informações para melhorar e otimizar decisões e desempenho. Portanto, é uma excelente ferramenta para aprimorar a governança de dados.

BI e automação para melhorar produtividade

O Business Intelligence tem o potencial para liberar gargalos de ineficiência, refinar os processos de negócios existentes, automatizar tarefas rotineiras e trazer novos níveis de organização e priorização ao trabalho de todos.

Os ganhos de eficiência e produtividade podem ser consideráveis, incluindo atendimento mais ágil ao cliente, melhor uso do tempo dos vendedores e a medição mais próxima dos ciclos de desenvolvimento de produtos e campanhas de marketing. O elemento de eficiência também é evidente em um nível mais sênior, graças a relatórios e painéis automatizados.

Ajuste a precisão e a conformidade dos dados

A retenção de dados em silos separados não só torna quase impossível obter a visão de 360 ​​graus de seus clientes, como também coloca em risco a questão muito prática da precisão e consistência dos dados, que terão um impacto negativo em todas as áreas da empresa.

É realmente vital abordar a integridade subjacente dos seus dados em qualquer projeto de BI - mas também vemos a melhoria da governança como um forte fator motivador por trás de tais investimentos.

Por exemplo, a centralização de dados ajuda a melhorar a transparência e a expor imprecisões e lacunas que levarão a desperdícios de gastos com marketing, sem mencionar possíveis danos à marca causados ​​pelo envio de comunicações insensíveis ou não direcionadas.

Além disso, os regulamentos de proteção de informações em todo o mundo estão gradualmente reforçando as regras de captura, armazenamento e uso de dados pessoais.

As novas leis incluem requisitos para manter os dados precisos e atualizados, para demonstrar os fundamentos do processamento e formular uma política de privacidade clara para maior transparência.

BI e Governança de dados

As organizações relatam que estão obtendo retornos inovadores de investimentos em Business Intelligence (BI). No entanto, muitas delas temem que possam estar deixando muito desempenho potencial gerado por BI para trás, e suas principais preocupações são: taxas de adoção abaixo do ideal, silos remanescentes e segurança.

Para alcançar um desempenho inovador ao aproveitar as informações de dados, as empresas precisam prestar mais atenção à sua governança, a qual deve ser mais forte para ajudar a garantir não apenas resultados consistentes, mas também confiáveis e otimizados.

Esse processo requer um equilíbrio realmente bom - governar até o ponto em que a consistência é garantida, mas a flexibilidade permanece. Não existe uma fórmula perfeita, mas encontrar o equilíbrio correto com a cultura da organização é um componente crítico para aproveitar ao máximo as oportunidades de BI.

Principais resultados BI x Governança

Quatro em cada cinco organizações (81%) relatam que estão experimentando benefícios muito significativos (45%) ou significativos (36%) dos negócios de seus programas de BI. Essas descobertas são consistentes entre setores e regiões geográficas, segundo pesquisa do Gartner.

Porém, por mais eficaz que seja o BI, uma série de questões continua a afetar todo o seu potencial, incluindo dados inconsistentes, várias versões da verdade e adoção limitada em toda a empresa. O pensamento comum é: tudo pode ser tratado por meio de uma melhor governança.

Como resultado, menos da metade dos participantes da pesquisa (48%) considera que sua abordagem atual está aproveitando ao máximo as oportunidades de melhoria de negócios oferecidas pelo BI.

Em termos de benefícios do BI até o momento, em três de quatro casos, os entrevistados dizem estar realizando uma mistura de vantagens tangíveis e intangíveis - nos dois casos, substanciais. Isso inclui métricas aprimoradas dos clientes, tempo de colocação no mercado acelerado, mix de produtos e serviços mais fortes, valorização e reconhecimento aprimorados da marca e maior lucratividade.

Os executivos reconhecem a importância da governança e dizem que a governança de dados é vital ou importante para suas operações de BI. 65% dizem que a governança é um meio útil para capacitar os usuários finais a descobrir novas ideias.



Posts relacionados

5 motivos para migrar o sistema de Business Intelligence para Nuvem

Maior agilidade, mobilidade e flexibilidade são alguns dos benefícios de se utilizar essa tecnologia na Nuvem. Confira a seguir as razões para realizar essa migração!

Como implementar Business Intelligence nos negócios?

Essa tendência pode ser um grande diferencial para as empresas que querem tomar decisões mais precisas diante de seus clientes. 

 

5 vantagens de utilizar Data Science nos negócios

Para se destacar no mercado competitivo atual, as empresas precisam investir em tendências tecnológicas capazes de gerar insights úteis para as tomadas de decisões.

 

Escreva seu comentário