<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Como o COVID-19 acelerou a mudança para Hybrid Cloud?

A repercussão da pandemia tornou a agilidade e a flexibilidade dos negócios as principais necessidades do processo de transformação digital.

 

Diante dos impactos trazidos pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19), as empresas perceberam que a adoção de soluções pontuais não seria mais suficiente para adaptar o negócio às condições instáveis do mercado e assegurar a sua estabilidade comercial.

Se elas já não investiam na transformação digital, agora com esse cenário, seus CIOs passam a acelerar a mudança para a arquitetura na cloud, principalmente na híbrida.

Para entender melhor essa migração fundamental, continue acompanhando o post. Separamos todas as informações de como o COVID-19 acelerou a mudança para a Hybrid Cloud.

Acesse o report grátis do Gartner

Como o COVID-19 impacta a vida da TI?

A pandemia do novo coronavírus impôs o distanciamento social como medida preventiva obrigatória para evitar uma disseminação descontrolada da doença. Com isso, uma quarentena foi iniciada em todo mundo.

Na tentativa de manter o negócio ativo nesta paralisação e consequente crise econômica, organizações em todo mundo adotaram o trabalho remoto como política alternativa de trabalho.

As operações que tradicionalmente eram realizadas pessoalmente passaram a ser resolvidas virtualmente. Ou seja, as reuniões passaram a ser feitas por videoconferências, a comunicação interna e externa agora é feita por meio de plataformas digitais, o gerenciamento passou a ser feito por softwares inteligentes, a compra e venda é realizada com varejo digital, e assim por diante.

Em outras palavras, o coronavírus vem criando um “novo normal” em que o cenário digital é o primeiro plano de ação, forçando a TI a adaptar às pressas todo cenário corporativo.

Além de considerar toda capacidade tecnológica, demanda e a nova estrutura empresarial, a TI ainda precisa adequar todas essas mudanças ao orçamento do negócio e alinhá-lo ao planejamento estratégico.

Como o COVID-19 acelerou a mudança para a nuvem híbrida?

O “novo normal” que a pandemia do novo coronavírus vem construído exigirá cada vez mais empresas digitais, flexíveis e ágeis para lidar com um mercado virtual, exigente e em constante transformação.

Diante desse cenário, fica evidente que a adoção de tecnologias para acelerar a transformação digital é uma necessidade de sobrevivência e/ou minimização dos impactos negativos.

Soluções que otimizem a infraestrutura na nuvem são as tecnologias mais buscadas atualmente. Segundo dados do IDC (International Data Corporation), até 2022, mais de 90% das organizações em todo o mundo contarão com algum tipo de solução de cloud híbrida em seus negócios.

Hybrid Cloud, grosso modo, é um ambiente que associa computação em nuvens públicas e computação em nuvens privadas, permitindo que os dados e aplicativos sejam compartilhados entre elas.

Mais do que isso, ela permite que a organização usufrua do melhor de cada tipo de cloud associada. Ou seja, a segurança e customização da nuvem privada e a possibilidade de redução de custos da nuvem pública. Tudo isso em um único ambiente comum.

Portanto, os gerentes de TI estão buscando o modelo híbrido porque ele oferece os recursos necessários para adaptar, escalar e mudar o negócio com a rapidez e praticidade que as novas condições do mercado exigem.

Qual a importância da Hybrid Cloud para a continuidade dos negócios?

Como vimos, o interesse das empresas pelas soluções na cloud híbrida foi intensificada pela pandemia. Isso porque, agilidade e flexibilidade são características fundamentais.

Veja a seguir alguns dos motivos que fazem desse modelo de utilização da Computação em Nuvem uma necessidade para a continuidade dos negócios:

1) Flexibilidade

Diferentemente das soluções privadas, restringidas pela infraestrutura ou pela natureza da hospedagem, a nuvem híbrida aproveita os recursos de uma nuvem pública para expandir rapidamente seus recursos. Ou seja, melhor capacidade de resposta e gerenciamento otimizado.

2) Controle de dados críticos

Uma infraestrutura híbrida oferece a possibilidade de sustentar uma carga de trabalho expressiva, com fortes requisitos de segurança ou conformidade em uma nuvem privada. E assim, respeitar a Lei Geral de Proteção de Dados.

3)Escalabilidade

Hybrid Cloud garante também que a empresa esteja sempre preparada para lidar com o aumento de qualquer demanda de computação, oferecendo a infraestrutura necessária para dar continuidade aos negócios em qualquer situação.

A pandemia do novo coronavírus vem fazendo com que os gestores prestem mais atenção às necessidades e oportunidades da TI. Além de encontrar o equilíbrio entre a nuvem e a rede, permitindo que o negócio se adeque ao “novo normal”, ela ainda estrutura um plano estratégico para otimizar o alcance das metas gerais da organização.



Posts relacionados

Cloud Computing e coronavírus: 6 princípios para uma migração segura

Devido ao aumento do home office causado pelo isolamento social, muitas empresas estão precisando aumentar a utilização da Computação em Nuvem. Veja como fazer uma migração de ativos segura. 

Quais são os impactos de Edge Computing nas empresas?

Edge Computing otimiza o tempo de resposta do processamento de dados corporativos, aumenta a segurança e melhora o compliance, já é uma tecnologia essencial. 

4 práticas recomendadas para ter sucesso com a Hybrid Cloud

Quando gerenciada corretamente a Hybrid Cloud pode oferecer o melhor dos dois mundos para o negócios dos seus clientes.

Escreva seu comentário