<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora

Como usar a Inteligência Artificial nos negócios em 2019?

Publicado em 29/mar/2019 5:00:00

AI já é capaz de realizar muitas tarefas que antes eram apenas projeções.

 

Como usar a Inteligência Artificial nos negócios em 2019?

 

Reconhecer rostos, vozes, imagens, documentos, objetos, tatuagens, comportamentos maliciosos, desvios de padrões. Manipular imagens, editar vídeos, escrever notícias, livros, fake news e até mesmo desenhar mangás são atribuições que hoje já podem ser feitas pelas máquinas com Inteligência Artificial.


Agora, saber como usufruir dessa tecnologia em prol do negócio é grande ‘x’ da questão. Conhecer suas possibilidades e como podem ser convertidas em ganhos para as empresas é que vai definir o investimento das companhias em AI.


Para algumas áreas, porém, a utilização de Inteligência Artificial já está mais madura, tendo ferramentas desenvolvidas e já apontando resultados interessantes. Alguns desses segmentos são:


1 – Estatística: análise de dados há algum tempo deixou de ser feita de forma manual. Com a AI é possível filtrar, agrupar e analisar informações. Além disso, uma nova adoção da tecnologia é transformar palavras relevantes em números para ensinar as máquinas a separar, por exemplo, e-mails de spams ou classificar as pessoas com base em seus gostos pessoais.


2 – Atendimento virtual ao cliente: perguntas frequentes hoje já podem ser respondidas por chatbot, reconhecendo palavras-chaves ditas pelo humano. Mesmo que ainda haja um grande gap com tamanha a variedade de sotaques em um mesmo país, de palavras e formas de se dizer a mesma coisa, empresas estão desenvolvendo ferramentas que estão corrigindo estas questões para tornar a AI mais eficiente.


3 – Teste A/B: antes de colocar um portal definitivo no ar, programadores de webdesign testam uma versão, vêm como os usuários se comportam e depois colocam no ar a segunda versão. Fica definitiva a que mais tempo manteve o internauta conectado. Com Inteligência Artificial, a partir de muitos estudos de usabilidade que tem programado, a máquina por si só consegue prever qual dos portais será o preferido, eliminando este processo.


4 – Prevenção de fraudes: instituições financeiras utilizam AI para identificar comportamentos fora do padrão de seus clientes. Um acesso proveniente de outro país, muito fora do horário que costuma utilizar sistemas e caixas eletrônicos ou ainda operações que não costuma realizar, são emitidos alertas de segurança para um monitoramento mais de perto.


5 – Recomendações de produtos e serviços: a partir de uma compra online, mesmo que o usuário não esteja logado, a Inteligência Artificial consegue fazer recomendações de produtos complementares àqueles que foram clicados de início. O famoso ‘quem comprou este livro também se interessou por estes:’ segue um algoritmo por gênero e frequência de combinações anteriores.


Estes são alguns exemplos de como a Inteligência Artificial pode ser aplicada aos negócios este ano. Todos eles podem ter outros tipos de adaptações para usos em mercados segmentados.


Mercado acredita em consolidação da AI

Relatório de tendências tecnológicas para 2019 da Dimension Data, resumidamente aposta na consolidação do que o mercado tem chamado há alguns anos de Transformação Digital.


De acordo com Tech Trends 2019, as tecnologias revolucionárias como Inteligência Artificial, Machine Learning e Big Data estarão mais maduras e mostrarão ao mercado realmente suas aplicações práticas, seus benefícios e comprovações dos primeiros resultados.


Para os próximos anos, em médio prazo, a consultoria Gartner também aposta na evolução das novas tecnologias, que se tornarão mais acessíveis para ganhar mais escala, entrando novos players no mercado e usos mais palpáveis das inovações.


Algumas certezas com relação à Inteligência Artificial envolvem:


Pesquisas em sites realizadas por visual e voz: de acordo com o Gartner, empresas que estão preparando seus sites para esta possibilidade de busca, terão incremento de 30% em visitação e conversão.


Crescimento do mercado de chatbots: atendimento de clientes de ponta a ponta realizado por robôs, que serão programados para serem intuitivos, é uma das grandes apostas em call center. Por meio da leitura da voz do cliente, os robôs saberão distinguir se estão bravos, chateados ou satisfeitos e seguir uma abordagem diferente em cada atendimento.


Geração de empregos em consequência da AI: ao contrário do que pode parecer, a Inteligência Artificial não vai gerar desemprego em massa. Alguns cargos realmente serão automatizados e vão desaparecer, porém, outros serão criados e necessitarão do trabalho dos humanos. De acordo com especialistas, a mão de obra humana deverá ganhar mais especialização para saber trabalhar em conjunto com as máquinas inteligentes e ganhará nova relevância no mercado de trabalho.

 

Categorias: Inteligência Artificial