<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Cibersegurança para pequenas empresas
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Cibersegurança para pequenas empresas
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora

Disaster recovery como serviço: o que é e como funciona?

Publicado em 19/set/2019 5:00:00

Garantir total disponibilidade dos serviços corporativos é fundamental para manter os clientes satisfeitos. Saiba como essa solução na Nuvem pode ajudar.

 

Disaster recovery como serviço: o que é e como funciona?

 

Atualmente, a maioria das empresas é dependente da tecnologia para o bom funcionamento de suas operações. A TI tem se tornado parte importante das tomadas de decisões e estratégias corporativas. Por isso, um contratempo ou período de indisponibilidade pode prejudicar as suas atividades e, consequentemente, os negócios.

É por isso que contar com um plano de Disaster Recovery é indispensável para as corporações que querem manter seus empreendimentos ativos no mercado competitivo.

Por meio desse processo, é possível garantir a continuidade dos negócios, com o mínimo de prejuízos, mesmo após algum desastre acontecer. Ele auxilia as empresas a desenvolverem planos estratégicos para evitar que suas funções essenciais sejam interrompidas, elevando a capacidade de estabilizar as operações rapidamente.

É fato que o Disaster Recovery é primordial para qualquer empresa. No entanto, nem toda organização consegue desenvolver esse plano totalmente em sua infraestrutura de TI interna. É nesse momento que a estratégia de Recuperação de Desastres como Serviço se torna uma excelente alternativa.

Ficou interessado no assunto e gostaria de saber como essa solução pode ajudar seus clientes? Confira a resposta neste artigo!


O que é Disaster Recovery as a Service (DRaaS)?

Recuperação de Desastres como Serviço, em tradução direta, é uma solução na Nuvem que visa fornecer toda a proteção contra falhas que um plano de Disaster Recovery local de forma mais ágil e barata.

Por meio da computação em Nuvem, o DRaaS busca proporcionar uma maior segurança à infraestrutura de TI, criando mecanismos para backup de dados críticos e aplicações mais importantes para os negócios.

 

Entre em contato

A estratégia do DRaaS cria sistemas resilientes para garantir o uso de servidores, redes e dados mesmo durante o processo de recuperação do que foi prejudicado. Isso permite que a empresa consiga manter seus sistemas disponíveis, minimizando os impactos negativos.


Como o DRaaS funciona?

Para utilizar esse tipo de solução, a empresa precisará fechar parceria com um fornecedor do serviço. A sua contratação irá depender principalmente da quantidade de servidores e espaço exigido. Assim, o preço irá variar conforme as demandas e necessidades da corporação.

O pagamento do Disaster Recovery as a Service é feito por meio de uma assinatura, que pode ser mensal ou por outro período acordado. A organização pagará apenas por aquilo que utilizar, logo, não precisará se preocupar com grandes alterações.

Ao utilizar o DRaaS, o Data Center corporativo passa a contar com servidores auxiliares localizados em um centro de dados externo, onde estará armazenado o backup em tempo real das informações corporativas.

O uso de um plano de Disaster Recovery na Nuvem pode trazer uma série de benefícios para a organização, como redução de custos e desperdícios e aumento da produtividade e segurança das operações.

Saiba mais das vantagens do DRaaS a seguir:


1. Redução de riscos

Como o Disaster Recovery evita que a empresa passe por períodos de interrupções em suas atividades, os reparos na infraestrutura de TI e recuperação de dados pode ser realizada rapidamente.

Desse modo, os impactos e riscos são neutralizados e a equipe de TI não precisa se sobrecarregar com essas tarefas, podendo realizá-las com calma.


2. Alta disponibilidade da infraestrutura

Quando a organização passa por algum problema, o Disaster Recovery executa todas as operações da empresa, incluindo aplicações contidas no servidor principal, banco de dados, sistemas operacionais e configurações de rede até que o servidor principal se recupere.

Graças a isso, a organização não precisa se preocupar com períodos de indisponibilidade e pode contar com todos os seus recursos funcionando normalmente.


3. Rápida recuperação de dados

O DRaaS evita atrasos na reparação de servidores e recuperação de backups em situações de emergência. Assim, caso uma ameaça afete o sistema corporativo, a empresa não precisa se preocupar com o bloqueio de seus dados.


4. Garantia da continuidade dos negócios

Como os sistemas e processos não são interrompidos em momentos de desastres, nenhuma transação deixará de ser executada pelos funcionários ou clientes nas plataformas da empresa.

Dessa forma, nenhum desastre será capaz de interromper o bom desempenho da organização, garantindo a continuidade dos negócios.


5. Melhora a imagem diante dos clientes

Atualmente os clientes buscam por uma experiência exclusiva e ágil quando acessam a plataforma de uma empresa. Interrupções ou falhas em sua conexão pode atrapalhar a percepção deles da marca em questão.

Portanto, ao garantir a qualidade dos serviços, fornecendo aplicações sempre disponíveis, a organização melhorar sua imagem diante do mercado e de seus clientes.

Gostou desse artigo? Como você pôde perceber a utilização de uma solução de Disaster Recovery como Serviço pode trazer grandes vantagens para os negócios de uma corporação. Portanto, auxilie os clientes de seu canal de TI a apostarem nessa tecnologia.

Categorias: Segurança