<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Partner Portal
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • Baixar E-book grátis
  • Partner Portal
  • 7 benefícios da videoconferência: colaboração e comunicação a favor de bons negócios
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • Baixar E-book grátis

Investimentos brasileiros em TI: um panorama de 2014 e 2015

Publicado em 25/ago/2015 5:00:00

Os números chegaram a US$ 60 bilhões em 2014 e provavelmente crescerão 7,5% em 2015.

Investimentos brasileiros em TI: um panorama de 2014 e 2015

2014 foi um ano diferente para a área de TI brasileira: os investimentos somaram cerca de US$ 60 bilhões, um pequeno declínio em relação aos anos anteriores, mas se comparado a 2013, apresentou um aumento de 6,7%. Segundo dados do levantamento anual da Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes), realizado pela consultoria IDC na América Latina, o Brasil é o país que realiza mais investimentos no setor, representando 46% de participação total. Na região, os investimentos totais no setor somaram US$ 128 bilhões.

 

A Abes mantém otimismo para 2015: apesar do cenário econômico instável deste ano, no qual vários outros setores já previram retrações, a área de TI tem uma expectativa positiva para o 2º semestre. Para Jorge Sukarie, presidente da entidade, o setor vai demonstrar um crescimento nos investimentos de cerca de 7% a 7,5%.  

 

A pesquisa apresentou dados posicionando a indústria brasileira em 7º lugar no ranking mundial. O país se destaca em comparação às outras nações: a soma dos investimentos de todos eles em 2014 foi de US$ 2,09 trilhões. O Brasil representa 3% de todo o mercado mundial, os Estados Unidos aparecem na liderança com US$ 679 bilhões em investimentos no setor, seguidos pela China, que superou o Japão, com US$ 201 bilhões.

 

14 dicas de marketing para revendas de TI


Mercado regional

No que se refere à participação no total de investimentos em TI, incluindo software, hardware e serviços, as regiões Centro-Oeste (10,9%), Nordeste (10,1%) e Norte (3,7%) foram as regiões com menos investimento no setor. Já a região Sudeste foi a mais participativa: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo representam 60,67% dos investimentos do país. A região Sul apareceu na segunda posição com 14,53%. Esses investimentos representaram cerca de 2,6% do PIB brasileiro. Do valor total, US$ 13,8 bilhões vieram do mercado de serviços e US$ 11,4 bilhões do segmento de software, somando 40% do mercado, deixando a maior fatia para hardware.

 

Em comparação com 2014, o segmento de software apresentou um salto expressivo de 12,8% e o de serviços se expandiu na taxa de 7,3%. Se analisados juntos, os setores demonstraram uma expansão de 9,7% acima dos demais setores da economia.

 

Os dados da pesquisa também apontaram outra informação interessante: o mercado brasileiro de Software e Serviços é liderado por micro e pequenos empresas, com participação de 45,62% e 49,02%, respectivamente. Já os empreendimentos de médio porte têm representação de 4,33% e os grandes de apenas 1,03%.

 

Tendências do mercado

O estudo, além de todos os dados, também apresentou informações sobre as tendências do mercado de TI brasileiro: a receita total com Serviços de Telecom, incluindo soluções móveis e custos de profissionais para redes corporativas, alcançará US$ 104 bilhões, em 2015, com o uso de dispositivos móveis chegando a ⅓ dos colaboradores de empresas de médio e grande porte.

 

Ainda em 2015, as vendas de computadores, tablets e smartphones somadas representarão cerca de 45% dos investimentos em TI no Brasil. Segundo a pesquisa da IDC, a previsão é de que o mercado de segurança digital seja ampliado com base nos avanços da Computação em Nuvem no país, atingindo um patamar de investimentos de US$ 117 milhões. Junto a esse panorama, a infraestrutura e serviços para Cloud terão crescimento superior a 50% do mercado de Cloud Pública no Brasil.

 

Por último, a Internet of Everything também vai ganhar mais visibilidade: a previsão é de mais de 130 milhões de objetos conectados no Brasil e quase metade da América Latina conectada. Além disso, o desenvolvimento das tecnologias de “Application Development” e “Deployment” seguirá acelerado em 2015, chegando a US$ 1.344 milhões. Já Business Intelligence e Analytics devem atingir US$ 788 milhões, em 2015.


O mercado nos próximos anos

Para os criadores da pesquisa, o crescimento mundial de TI vai ser de apenas 3,43% em 2016. O presidente da Abes afirma que “Haverá uma retração, mas o Brasil continuará entre os dez maiores, apesar dos desafios. Acredito que vamos ter, nos próximos 3 a 5 anos, uma evolução tecnológica ainda mais rápida do que nos últimos anos”. Para ele, o cenário continua animador, mesmo com a situação financeira atual. “O Brasil continua sendo uma das maiores potências do mundo. Estamos em um momento difícil, mas logo isso ficará para trás”, assinala.

 

Já para Luciano Ramos, coordenador de Pesquisa de Software na IDC, o país vai continuar avançando de uma forma relativamente saudável. “A IDC acredita que o setor de TI vai crescer com base na terceira plataforma, que reúne Cloud, mobilidade, Big Data e social. Mesmo com o PIB negativo, as empresas têm compreendido que a tecnologia de software é geradora de diferencial competitivo e traz mudanças substanciais nos modelos de negócios.”

  

Fontes:

http://itforum365.com.br/noticias/detalhe/116695/brasil-investe-us-60-bi-em-ti-em-2014-e-segue-na-setima-posicao-em-ranking-mundial

http://corporate.canaltech.com.br/noticia/mercado/brasil-e-o-7o-no-mundo-em-investimentos-em-ti-com-us-60-bilhoes-em-2014-40965/

http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=39538&sid=5

Categorias: Cloud Computing, Mercado de TI, Big Data, Segurança, Mobilidade, Inovação, Collaboration