<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Monitoramento proativo de redes: como funciona?

  • Categoria:

    Redes

    | Tempo para ler: 3 min

Para garantir disponibilidade total no acesso dos usuários ao mesmo tempo em que confere segurança aos dados corporativos, é crucial investir nesse processo. Saiba como implementá-lo!

 

A rede corporativa é responsável por fornecer a disponibilidade dos dados e sistemas para o acesso dos usuários. Atualmente, para atender a todas as novas demandas das empresas com colaboradores hiperconectados, é necessário investir em softwares robustos e complexos.

As ferramentas utilizadas por essas organizações devem ser capazes de aperfeiçoar os trabalhos e serviços dentro do ambiente de trabalho e, por isso, tecnologias modernas e inovadoras passaram a fazer parte da rede corporativa.

Para lidar com essa nova realidade e conseguir garantir a segurança da rede sem que hajam interrupções ou problemas no acesso dos usuários, é necessário monitorar constantemente toda a infraestrutura.

O monitoramento de rede passou a ser fundamental para o bom funcionamento de todo o sistema corporativo, portanto ele deve acontecer de forma constante e proativa.

Quer entender melhor como funciona esse monitoramento proativo de rede? Confira o conteúdo a seguir. Boa leitura!

O que é e quais os benefícios do monitoramento proativo de redes?

O monitoramento proativo de redes consiste em um conjunto de metodologias, ferramentas e processos utilizados pela TI para acompanhar o desempenho da rede corporativa em tempo real.

Por meio de indicadores e apontamentos extraídos desse processo é possível atualizar seu status, identificar sua performance e tomar decisões rápidas para corrigir os problemas potenciais.

Ele deve se atentar a todas as demandas da organização, pois é importante que todos os serviços estejam funcionando corretamente e os dados corporativos apenas sejam acessados por pessoas autorizadas.

Baixar e-book grátis

Para isso, o monitoramento proativo de redes envolve uma série de medidas de segurança para verificar o funcionamento de cada serviço e garantir que todos eles estejam sempre disponíveis.

Ao colocar esse tipo de monitoramento em prática, a organização pode contar com diversos benefícios, tais como:

  • Redução de ocorrências de falhas técnicas e paradas nos sistemas;
  • Antecipação de soluções para atender às novas demandas antes que os sistemas fiquem sobrecarregados;
  • Aumento da segurança dos dados;
  • Previsões de quando os equipamentos precisarão de manutenção ou até mesmo de substituições;
  • Minimização de desastres;
  • Sistemas ativos para os clientes 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Como funciona o monitoramento proativo de redes?

Agora que você já conheceu os benefícios da adoção desse tipo de monitoramento nas redes corporativas, é necessário entender como ele funciona.

O primeiro passo para implementar um monitoramento proativo de redes é determinar quais serão os colaboradores envolvidos nesse processo e que tipo de ferramentas serão utilizadas. Cada membro da equipe terá uma responsabilidade e deverá saber como agir quando uma intervenção for necessária.

Enquanto isso, as ferramentas escolhidas devem levar em consideração quais são as demandas e necessidades da corporação. Há diversas opções no mercado, portanto a empresa deve pesquisar cuidadosamente para optar por aquela que melhor se adeque a sua realidade.

O monitoramento proativo de redes deve ser automatizado e, por isso, as ferramentas selecionadas precisam se integrar aos sistemas e ser utilizadas para diversos tipos de serviços e arquiteturas.

A partir disso, é possível colocar o monitoramento proativo em prática. As ferramentas adquiridas devem ser customizadas para o ambiente da organização e realizar testes automáticos frequentemente.

Assim, os administradores do processo podem extrair relatórios periódicos dessas ferramentas para acompanhar a situação da rede e identificar possíveis falhas e erros.

Logo, estratégias de melhorias e planos de ação podem ser criados para otimizar o funcionamento da rede e garantir sempre o bom funcionamento e segurança do sistema corporativo como um todo.

Posts relacionados

  • Redes | Tempo para ler: 5 min

4 pontos importantes sobre Wi-Fi 6 e 5G que toda empresa deve saber

O avanço tecnológico trouxe opções de internet bastante expressivas para o ambiente corporativo, suas vantagens são incomparáveis. 

  • Redes | Tempo para ler: 4 min

Por que o 5G precisa da tecnologia Edge Computing?

Exigências necessárias para viabilizar as capacidades avançadas de mobilidade, computação e armazenamento em redes sem fio 5G são atendidas pela Edge Computing.

  • Redes | Tempo para ler: 5 min

Conexão VPN e home office: 5 principais problemas e como resolvê-los

Esse tipo de rede pode garantir a proteção e privacidade dos dados e sistemas corporativos. No entanto, é fundamental saber quais são os seus possíveis erros para corrigi-los rapidamente.

Escreva seu comentário