<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Next Generation Firewall: saiba o que é e porque toda empresa precisa de um

A rede corporativa está cada vez mais complexa e vulnerável, por isso as empresas precisam investir em tecnologias robustas e modernas para garantir a proteção de seus dados.



Graças aos avanços da tecnologia nas empresas e a crescente utilização de dispositivos móveis gerando conectados às redes corporativas, novas demandas de conexão e segurança estão surgindo.

Além do aumento das brechas nos sistemas corporativos devido a essa nova realidade, o número de vulnerabilidades cresce cada vez mais. Todos os dias novas ameaças mais inteligentes e complexas surgem tentando invadir redes empresariais e sequestrar dados.

Devido a isso, as preocupações com segurança da informação aumentaram, exigindo que as corporações utilizem ferramentas mais eficientes e robustas para conseguir deter o cibercrime.

Neste contexto, surgiu o Next Generation Firewall, que é uma solução indispensável para organizações que querem contar com uma defesa moderna e assertiva, capaz de lidar com até mesmo as ciberameaças mais inteligentes.

Você conhece essa ferramenta? Continue a leitura deste post e entenda a importância do Next Generation Firewall para o sucesso dos negócios digitais. Boa leitura!

O que é Next Generation Firewall?

O Next Generation Firewall (NGFW), ou Firewall de próxima geração em português, é um dispositivo de segurança de rede que fornece recursos além de um firewall tradicional e estável, permitindo que empresas bloqueiem ameaças modernas, como malware avançado e ataques na camada de aplicativos.

Essa tecnologia representa uma opção avançada e altamente especializada para lidar com ambientes mais complexos. Ele se destaca pelo profundo controle de aplicações, sendo capaz de acessar todas as camadas do tráfego.

O NGFW faz parte da terceira geração da tecnologia de firewall implementada em hardwares ou softwares. Ele detecta e bloqueia ataques sofisticados e aplica políticas de segurança nos níveis de aplicativos, portas e protocolos.

Diferentemente dos modelos tradicionais, que apenas fornecem uma inspeção do tráfego de entrada e saída da rede, o de próxima geração recursos adicionais, como reconhecimento e controle de aplicativos, prevenção integrada de intrusões e inteligência de ameaças fornecidas pela nuvem.

Graças a esses recursos, o NGFW fornece um contexto adicional ao processo de tomada de decisões, sendo capaz de entender os detalhes do tráfego de aplicativos da Web e medidas para bloquear vulnerabilidades.

Desse modo, ele permite ou bloqueia o tráfego com base no estado, porta e protocolo, além de filtrar o tráfego com base nas regras definidas pelo administrador de rede.

O Next Generation Firewall apresenta funções avançadas, incluindo:

  • Sistemas integrados de prevenção de intrusões (IPS);
  • Conscientização de identidade - controle de usuário e grupo;
  • Recursos de firewall padrão, como inspeção com estado;
  • Prevenção de intrusão integrada
  • Reconhecimento e controle de aplicativos para bloquear ameaças;
  • Fontes de inteligência sobre ameaças;
  • Técnicas para lidar com as ameaças à segurança em evolução.

Por que toda empresa precisa de um NGFW?

Os inúmeros recursos fornecidos por um firewall de última geração se combinam para proporcionar benefícios exclusivos para as redes corporativas. Eles são capazes de bloquear malwares antes mesmo que eles entrem na rede, algo que não era possível anteriormente.

Além disso, eles são mais potentes que os modelos anteriores, conseguindo lidar com ameaças persistentes avançadas, pois podem ser integrados aos serviços de inteligência de ameaças.

Conheça o K•NOW!

Confira a seguir outros motivos pelos quais toda empresa precisa ter um Next Generation Firewall:

Maior visibilidade no tráfego e na camada de aplicativos

Ao utilizar um firewall tradicional, a empresa não consegue ter visibilidade sobre o que está acontecendo de dentro para fora em sua rede. Ao utilizar o Next Generation Firewall essa realidade é diferente.

A organização consegue ver qual usuário visita sites mal-intencionados, quem fez upload ou download de código malicioso e qual é o nome do código e de qual país. Isso é muito útil e útil para detectar o que está acontecendo. Desse modo é possível ter políticas de segurança e controles mais bem-definidos e contar com uma maior visibilidade do ambiente.

Detecção e Mitigação de Ameaças

O NGFW pode ser utilizado como a primeira linha de defesa das empresas contra ameaças recebidas e exfiltração maliciosa de dados. Por meio dele, é possível parar novas ameaças muito rapidamente por meio da implantação de inteligência de ameaças em todos os IPSs.

Multifuncionalidade

Além de todas as funcionalidades dos firewalls tradicionais, os de próxima geração incluem sistemas integrados de detecção de intrusões e sistemas de proteção contra intrusões.

Desse modo, eles são capazes de detectar ataques com base na análise comportamental do tráfego, assinaturas de ameaças ou atividades anômalas. Essa funcionalidade ajuda a realizar uma inspeção mais profunda e a melhorar a filtragem de conteúdo de pacotes do tráfego da rede até a camada do aplicativo.

Consciência do aplicativo

Ainda que, normalmente, os modelos tradicionais consigam controlar o acesso a aplicativos e monitorar ameaças específicas, o aumento da complexidade da conectividade de rede torna extremamente difícil para que eles consigam identificar a porta de destino.

Enquanto isso, o Next Generation Firewall oferece consciência de aplicativo, sendo capaz de monitorar o tráfego das camadas 2 a 7 e são inteligentes o suficiente para determinar exatamente o que está sendo enviado ou recebido. Se o conteúdo estiver dentro da política, ele será enviado mais adiante ou bloqueado.

Como você pôde perceber, o Next Generation Firewall é indispensável para manter a segurança dos fluxos de dados corporativos em empresas digitais que querem se destacar dos concorrentes no mercado. Por meio dele, a TI consegue ter um maior controle das aplicações e serviços utilizados pelos usuários, aumentando, assim, a segurança da rede.

Posts relacionados

Como funciona a governança de TI na Nuvem?

Os serviços de TI para o Cloud podem melhorar o desempenho, agilidade e escalabilidade de aplicações internas.

Como colocar a compliance digital em prática?

Aprender a desenvolver esse processo no ambiente interno, é crucial para que as empresas mantenham a segurança e eficiência de seus processos.

O que é descriptografia?

Em situações que a criptografia é utilizada por cibercriminosos para bloquear as informações corporativas, conhecer este processo é crucial para recuperá-las.

Escreva seu comentário

Categorias