<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

O que é Machine Reasoning?

Entenda o significado desse termo variado da Inteligência Artificial e descubra como ele poderá contribuir para a evolução do aprendizado de máquinas.

 

Inteligência Artificial, Machine Learning, Deep Learning, automação de processo robótico (RPA), processamento de linguagem natural (PNL), assistentes inteligentes, chatbots, enfim, inúmeras são as tecnologias hoje capazes de auxiliar os seres humanos em suas limitações no dia a dia.

Essas tecnologias são capazes de resolver problemas complexos rapidamente a partir dos inúmeros dados disponíveis atualmente. Por meio delas, é possível programar máquinas para que analisem, aprendam e executem tarefas a partir de informações existentes.

É nesse contexto que o termo Machine Reasoning (MR), ou em português raciocínio de máquina, surgiu e tem sido muito estudado por profissionais de Tecnologia da Informação.

Machine Reasoning é um segmento derivado da Inteligência Artificial que consiste em permitir que as máquinas consigam fazer conexões entre fatos, observações e outros conteúdos disponíveis.

Junto ao Machine Learning, ele visa aprimorar o aprendizado de máquina para aproximá-lo cada vez mais ao do ser humano, entendendo a essência das informações analisadas para que seja possível processar e interpretar dados fora de contexto.

Você já ouviu falar dessa tecnologia? Ficou interessado? Continue a leitura do conteúdo a seguir e descubra tudo sobre Machine Reasoning. Não perca!

Machine Reasoning e a evolução da tecnologia

A tecnologia tem evoluído rapidamente durante os últimos anos. Situações que anteriormente considerávamos coisa de filme de ficção científica, como robôs fazendo tarefas humanas, atualmente são comuns em nosso dia a dia, principalmente nos ambientes corporativos.

Para lidar com as novas demandas da sociedade digital atual e com o enorme fluxo de dados gerado por ela, as empresas precisam investir em tecnologias inovadoras e disruptivas.

Devido a isso, desenvolver estratégias analíticas tornou-se cada vez mais determinante para que as empresas consigam extrair insights dessas grandes massas de dados e compreender melhor seus clientes e seus mercados, e, assim, conseguir tomar decisões mais assertivas em seus negócios.

No entanto, com o volume cada vez maior de dados disponíveis, ser capaz de processar, analisar e interpretar essas informações passou a ser uma tarefa demorada e complexa.

É nesse contexto que tecnologias como a Inteligência Artificial e o Machine Learning passaram a ser grandes aliadas das corporações. Com o intuito de superar a capacidade humana, essas tendências têm possibilitado que máquinas sejam capazes de compreender, apreender e executar tarefas a partir dos dados que recebem. E o conceito MR promete aprimorar ainda mais esse processo. Entenda melhor a seguir:

New call-to-action

Afinal o que é Machine Reasoning?

O Machine Reasoning é um termo recente derivado do ramo da Inteligência Artificial que tem sido muito estudado por profissionais de TI. Ele utiliza linguagens semânticas que codificam formalmente conceitos, relacionamentos e regras para se aproximar do conhecimento humano.

O conhecimento adquirido pelas máquinas pode ser utilizado para calcular inferências (novos fatos) a partir de fatos declarados usando regras e lógica simbólica. Desse modo, o MR pode ser utilizado para resolver problemas em um domínio especializado que normalmente requer um especialista humano.

Essa tecnologia tem evoluído significativamente nos últimos anos, impulsionada pelos avanços das tecnologias semânticas e dos dados vinculados. O raciocínio de máquina pode nos ajudar a superar algumas das deficiências apresentadas pelo Machine Learning, que utilizam algoritmo determinísticos, ou seja, resolvem problemas predeterminados com resultados esperados.

Enquanto isso, o raciocínio de máquina é capaz de gerar conclusões a partir do conhecimento disponível, utilizando técnicas lógicas como a dedução e a indução. Ele utiliza os conteúdos existentes para responder a novas perguntas.

Essa tecnologia baseada em AI visa oferecer sistemas de raciocínio sofisticado às máquinas, contando com algumas características importantes para capacitar seus sistemas a:

  • Aprender por conta própria;
  • Encontrar soluções por conta própria;
  • Descobrir o mundo por conta própria;
  • Entender o mundo com base em conceitos.

Não há dúvidas de que essa tecnologia ainda está em desenvolvimento e levará um tempo para fazer parte do dia a dia das organizações. No entanto, o ramo de TI tem evoluído rapidamente e, por isso, é crucial que as empresas acompanhem essa modernização para se prepararem para as inovações que surgirão no mercado.

Posts relacionados

Big Data e Indústria 4.0: como esses conceitos se relacionam?


Entenda como a relação desses dois conceitos é extremamente importante para que uma empresa se mantenha no mercado atualmente.

Sustentação da infraestrutura de TI: o que é e como fazer?

Conheça esse processo fundamental para manter a saúde dos ambientes tecnológicos das empresas.

6 passos para consolidar a Transformação Digital em sua empresa

Esse processo modifica a forma como as empresas produzem e se relacionam diante do mercado. Veja o que é necessário para se adaptar de uma vez por todas.

Escreva seu comentário