<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Cibersegurança para pequenas empresas
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Cibersegurança para pequenas empresas
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora

Por que a qualidade dos dados é a chave para uma transformação digital bem-sucedida?

Publicado em 16/abr/2019 5:00:00

Tanto a integração quanto a integridade de dados são fundamentais para duas importantes áreas numa empresa: inovação e segurança.

 

Por que a qualidade dos dados é a chave para uma transformação digital bem-sucedida?

 

Quer ter uma transformação digital bem-sucedida? Então uma das primeiras iniciativas a serem adotadas é “limpar” os seus dados.


Quem diz isso é Anil Chakravarthy, CEO da Informática, que fornece produtos que possibilitam às empresas uma visão mais ampla de seus clientes, fornecedores e ativos.


Chakravarthy tem muito a oferecer quando o quesito é transformação digital através da qualidade dos dados, pois possui um longo histórico no setor de segurança e de solução de problemas nesta área.


A solução para os seus problemas com a transformação digital

Para Chakravarthy, a informática hoje oferece gerenciamento corporativo de dados em nuvem. Isso significa que produtos e serviços das empresas em geral estão passando por uma importante e necessária transformação digital, e não há mais como negligenciar esta questão.


E, para que essa transformação seja feita de maneira adequada, uma base de dados com qualidade é essencial. No entanto, empresas têm enfrentado dificuldades em ser lideradas por dados.


Isso implica uma completa reformulação na estrutura da organização, a começar pelo CEO. As mudanças fazem com que o modelo de negócios dessas empresas mude também, começando a obedecer às informações em tempo real dadas por seus clientes.


Isso sem contar os novos processos que estão cada vez mais comuns no relacionamento das empresas com os clientes, o que inclui serviços bancários e autoatendimento em dispositivos móveis.


Não nos esqueçamos também de que, em termos de transformação digital, estamos presenciando a construção de novos aplicativos para suporte, o que dá a possibilidade de uma análise bem mais detalhada dos resultados de uma empresa, norteando ações futuras.

 

Baixar e-book grátis


Como ter uma melhor qualidade de dados?

Muito se questiona como as empresas conseguirão, nessa nova tecnologia que está à porta, padronizar dados que tenham serventia para elas.


Como bem explicou Chakravarthy, é preciso coletar informações de diversas fontes e que tenham um repertório de dados em comum.


O bom é que, de tecnologias mais antigas até algo mais recente, como a Internet das Coisas, a variedade de fontes é impressionante e pode ajudar uma empresa de maneira substancial a se firmar mais ainda no mercado.


No entanto, ainda existem problemas a serem solucionados com relação a essa coleta de dados, em especial, de ferramentas antigas. Isso porque essas fontes e bancos de dados foram feitos com a intenção de não serem tirados de seu suporte original para serem redirecionados.


Porém essas dificuldades tendem a ser resolvidas mais adiante, com o uso de metadados e produtos com qualidade dos dados que tenham regras pré-definidas.


Certamente outro grande desafio é conseguir usar os dados disponíveis para ter uma visão de 360 graus de seu negócio, principalmente para saber se a empresa está conseguindo atingir suas metas.


Vale sempre destacar a necessidade de pesquisar a segurança desses dados, em especial questionar de onde eles vêm, se são autorizados, etc. Aliás, este um aspecto que vem gerando debates políticos bem acalorados.

A expansão dos limites

Um dos grandes problemas para as empresas se adaptarem a essa nova realidade de qualidade dos dados é que antes tudo era mais limitado.


O investimento em segurança de rede e em infraestrutura era limitado a certos parâmetros, justamente porque as empresas tinham perímetros, data centers e quantidade de dados muito bem delimitados. Hoje em dia, tudo isso mudou, como bem lembra Chakravarthy.


Como esse “limite” não existe mais, a maioria das empresas está indo direto para a nuvem, com muitas organizações usando dezenas e dezenas de aplicativos em nuvem.


O primeiro passo para ter mais segurança nas informações é saber onde se encontram os dados confidenciais. Portanto, o “x” da questão está, em primeiro lugar, nos dados confidenciais de uma organização e em quem os manipula.


Transformação digital pelos CIOs

Com a transformação digital cada vez mais latente, possibilitando uma qualidade dos dados nunca antes vista, sem dúvida, os profissionais conhecidos como CIOs, principalmente aqueles que trabalham com TI, serão os principais executivos digitais dessa nova geração.


E, se o foco antes era em data centers e infraestrutura, hoje esses profissionais ajudarão em aspectos gerais de dados e como usá-los da melhor maneira possível. Há muito trabalho a ser feito daqui para a frente.

 

 

Categorias: Transformação Digital