<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora

Por que o varejo deve priorizar a cibersegurança na era móvel?

Publicado em 28/dez/2018 5:00:00

Entenda como a cibersegurança está atrelada ao varejo.

 

Por que o varejo deve priorizar a cibersegurança na era móvel?

 

Todos os anos, o mundo abraça pequenas mudanças a fim de facilitar cada vez mais a vida de muitos. A internet foi uma dessas melhorias que virou febre, assim como aplicativos como o whatsapp e o facebook, os quais ganharam uma dimensão não apenas social, mas também comercial.


Isso significa que eles passaram a colaborar para o aumento das vendas no varejo, já que são mais um meio de divulgação de produtos e serviços.


A partir desse contato mais estreito com a tecnologia, são cada vez mais populares os e-commerces. Afinal, abrir a sua loja virtual requer basicamente um computador, um estoque considerável e um bom contato com os correios.

 

Os varejistas agora não estão apenas em lojas físicas, mas também online e, cada vez mais, precisam lidar com informações confidenciais de clientes para realizar transações. Mas como protegê-las? Siga lendo e encontrará muitos motivos pelos quais o varejo deve priorizar a cibersegurança nesta era móvel.


O que é cibersegurança?

Sabemos que a internet é desafiadora. É difícil vender quando sua loja está localizada no meio de um mar de informações e precisa disputar com as demais usando alguns termos de busca ou anúncios.


Mas, à medida em que clientes a visitam e decidem comprar seus produtos, por meio de formulários, eles preenchem informações pessoais como nome completo, CPF e número de cartão de crédito.


Sem o devido cuidado, essas informações podem vazar para hackers. No varejo, isso acaba sendo muito perigoso para não se importar ou simplesmente deixar acontecer.


Por definição, o varejo trabalha com pequenas quantidades. Se o cliente notar que seu cartão foi clonado ou estiver recebendo cobranças aleatórias após a compra em sua loja, ele não voltará a comprar.


E sabe o pior que é pior? Diferente do boca a boca da loja física, em que os comentários ficam no município ou no bairro, a internet é muito mais poderosa. Sua loja virtual pode perder credibilidade em todo o Brasil ou no mundo. Quem compra online, sempre pede indicação.


Além disso, também não é incomum que hackeiem seu site, o coloquem fora do ar ou lucrem com ele no seu lugar, enquanto você perde credibilidade por não enviar o produto.


Isto é a cibersegurança: a necessidade de proteger as informações do seu cliente e as suas a fim de evitar perdas desnecessárias em qualquer área como, no caso, o varejo.

 

Entre em contato

 

O Varejo e a Cibersegurança

Quando falamos de cibersegurança no varejo, é comum nos referirmos aos e-commerces que precisam tomar pelo menos quatro medidas de segurança satisfatórias para se tornarem confiáveis. São elas:


  • Alterar senhas-padrão;
    Criptografar dados enviados por redes públicas;
    Restringir o acesso com necessidade de reconhecimento (os famosos códigos ou perguntas sobre ser um robô); e
    Testar regularmente o sistema de segurança.


Infelizmente, a maioria das lojas virtuais não faz isso e mal possuem um desses itens funcionando corretamente. Assim, é cada vez mais frequente que percam credibilidade todos os dias pela falta de cibersegurança.

 

Pensando nisso, fornecedores de serviços de pagamento, como o Mercado Pago ou o PagSeguro, lucram com soluções mais simples, mas advertem: é necessário sempre revisar a suscetibilidade à violação de dados e adotar medidas que garantam que as soluções implementadas sejam seguras.


Cibersegurança é importante apenas para quem tem e-commerce?

Até aqui nós partimos de um preceito de que todos os leitores possuíssem lojas virtuais. Mas, será mesmo que a cibersegurança só é necessária para este público?


A resposta é mais transparente do que a própria água: claro que não. No varejo, lidamos com “brigas” com os fornecedores o tempo inteiro, principalmente quando compramos estoque em grandes quantidades, certo?

 

Vamos dizer que seu fornecedor seja uma loja física e não uma online. Você escolheria qualquer uma para mandar seus dados sem saber se é confiável ou se os produtos chegam no tempo certo? Claro que não!


O varejo e a cibersegurança estão atrelados de uma forma ou de outra.
Você precisa entender que, antes mesmo de fechar um negócio, é imprescindível saber se um fornecedor é confiável ou não.

Portanto, a cibersegurança é um assunto com o qual todo o varejo precisa se preocupar, independentemente de a sua loja ser física ou virtual. Isso porque este aspecto pode ser determinante para o sucesso do negócio.

Categorias: Segurança