<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora

Proteção de dados: quais são os principais desafios para as empresas?

Publicado em 10/jun/2019 5:00:00

A quantidade de conteúdos coletados no mundo não para de crescer. Mas, juntamente com isso, aumenta também a dificuldade para os manter protegidos.

 

Proteção de dados: quais são os principais desafios para as empresas?

Complexidade de configuração e operação dos sistemas de proteção

Um dos principais desafios enfrentados pelas empresas na proteção de dados é a complexidade de configuração e de operação dos sistemas e/ou hardwares disponíveis no mercado.

Junto a ele, está o obstáculo de lidar com o custo crescente do armazenamento e da gestão de backup devido ao rápido aumento da quantidade de dados a serem armazenados.

Estes dois pontos se tornam empecilhos para a adoção de soluções de proteção de dados. Afinal, são vários sistemas de software e hardwares de diferentes fornecedores que precisam ser implementados, sendo necessário, em grande parte das vezes, criar times inteiros para lidar com as informações e operar os sistemas de cópia de segurança.

No Brasil, onde a mão de obra tecnológica especializada ainda é bastante escassa, as coisas ficam ainda piores e os desafios para a proteção se tornam mais difíceis de serem superados.

Quanto ao custo de lidar com essas informações, o dificuldade pode ser ainda maior. Conforme o mundo caminha a passos largos para o digital, a quantidade de conteúdos a serem armazenados está crescendo muito e de forma rápida, de modo que os custos para armazenar, gerenciar e, principalmente, proteger tudo isso, só tende a crescer cada vez mais.

 

Entre em contato


Falta de soluções de proteção de dados para novas tecnologias

A falta de soluções que se adequem às novas tecnologias também está entre os principais desafios.

O surgimento de novas e disruptivas tecnologias como a Inteligência Artificial, o Machine Learning e a Internet das Coisas (IoT) trouxe enormes obstáculos para a segurança das informações, sendo o principal deles a quantidade de conteúdos que essas novas tecnologias coletam.

Para se ter uma ideia, a IoT gera cerca de 5 quintilhões de bytes todos os dias, segundo artigo da Cisco. E este número só tende a crescer ainda mais, já que a previsão é de que até o próximo ano tenhamos 30 bilhões de dispositivos conectados.

Assim, encontrar soluções de segurança para lidar com tudo isso de forma eficiente em relação ao custo é realmente uma grande dificuldade.


Garantir conformidade com regulamentos

Por fim, trouxemos a dificuldade em garantir conformidade com os regulamentos de proteção de dados como sendo o terceiro maior desafio para protegê-los no mundo.

O Regulamento Geral Sobre a Proteção de Dados (GDRP, na sigla em inglês), que entrou em vigor no ano passado na Europa e afetou todo o mundo, é um dos maiores exemplos deste obstáculo.

No Brasil, o regulamento em questão é a Lei de Proteção de Dados, que foi aprovada ano passado pelo congresso e deve vigorar a partir de fevereiro do próximo ano. Entre os seus principais pontos, ela exigirá que as empresas informem aos usuários qual a finalidade da coleta das informações. Isso deve dificultar coisas hoje comuns, como um pedido de inscrição ao fim de uma compra online, por exemplo.

A necessidade de regulamentação, juntamente com os dois principais desafios citados até aqui, mostra como a proteção de dados ainda precisa evoluir para se adequar à nova realidade imposta pelo avanço da tecnologia. 

Categorias: Segurança