<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Quais os principais desafios da hiperconvergência?

Quando bem implementada a HCI pode fornecer muitas vantagens para as empresas. No entanto, sua adoção exige alguns cuidados.



A hiperconvergência está cada vez mais popular entre os gestores das empresas, pois essa tecnologia tem sido vista como uma verdadeira evolução na virtualização, capaz de permitir a otimização dos recursos do Data Center corporativo.

Conhecida pela sigla HCI (Hyper-converged Infrastructure), ela combina armazenamento, processamento, rede e virtualização em um único sistema integrado e é capaz de virtualizar todos os elementos de um Data Center tradicional.

Devido a isso ela passou a ser fundamental para aquelas organizações que utilizam parte de seus aplicativos críticos na Nuvem e buscam otimizar cada vez mais suas infraestruturas de TI.

Ao adotar essa tecnologia, as empresas passam a contar com um sistema abrangente, ágil e simples, em que todas as suas aplicações são compatíveis e funcionam com eficiência.

No entanto, a implementação da Hiperconvergência exige alguns cuidados e muitos empreendimentos passam por algumas dificuldades nesse processo. Pensando em ajudar seus clientes nessa tarefa, trouxemos no conteúdo a seguir, os principais desafios da HCI que devem ser superados. Acompanhe!

O que é Hiperconvergência e quais as vantagens?

Hiperconvergência é uma estrutura de TI que integra armazenamento, computação e rede em um único sistema. Seu objetivo é reduzir a complexidade do Data Center e, ao mesmo tempo, aumentar a escalabilidade.

Para que isso seja possível, essa tecnologia utiliza uma abordagem de construção em blocos, permitindo a expansão da estrutura ao adicionar recursos conforme as novas demandas.

Por meio da HCI é possível utilizar os recursos de TI com maior eficiência do que anteriormente era feito em Data Centers tradicionais, os quais exigem substituições e atualizações de hardware frequentemente.

Saiba mais sobre SD-WAN

De forma resumida, a hiperconvergência funciona unindo a tecnologia de armazenamento definido por software, que transforma servidores convencionais em storages com o hipervisor, que é o software responsável pela virtualização dos recursos computacionais e funções de rede.

A partir disso, é construída uma infraestrutura mais flexível, barata e simples de gerenciar, em que vários nós podem ser adicionados, formando um cluster, para entregar um “pool” de recursos que permite o armazenamento e o processamento de dados e sistemas de forma compartilhada.

A hiperconvergência pode proporcionar muitos benefícios para os negócios, entre eles destacamos:

  • Aumento da segurança de dados e sistemas;
  • Maior economia para o negócio;
  • Ganhos com a automação;
  • Melhor desempenho dos sistemas e equipe;
  • Gestão unificada;
  • Eficiência de dados;
  • Alta disponibilidade;
  • Centralização das Máquinas Virtuais (VMs).

Leia mais em:
9 benefícios da hiperconvergência para as empresas
5 motivos para utilizar uma solução hiperconvergente

Quais os principais desafios da Hiperconvergência?

Embora apresente muitas vantagens para o dia a dia corporativo, a implementação dessa tecnologia não é uma tarefa simples. O departamento de TI deve estar pronto para diversas mudanças e considerar alguns fatores para encontrar a solução adequada.
Gastos e investimentos
Um dos principais desafios a ser levado em conta está relacionado à escalabilidade da solução e aos custos de licenças associados. É preciso identificar os impactos de médio e longo prazo no ciclo de vida da solução e seus investimentos.

Processos de gestão e operações

Outro ponto que a empresa deverá enfrentar nessa implementação é a preparação de sua infraestrutura física para receber a hiperconvergência. É necessário ter espaço em racks para os novos nós. A nova estrutura também deve estar no local antes que a plataforma antiga possa ser removida.

Além disso, é necessário uma gestão eficiente para preparar o conjunto de VMs existentes para a migração. Organizá-las facilita o processo, pois a instalação de HCI envolve a movimentação das VMs de uma plataforma para outra.

Portanto, a TI precisa examinar as máquinas virtuais existentes, definir quais serão mantidas e verificar cada armazenamento de dados e arquivos de disco que não estejam registrados. Isso é essencial para que todas as VMs estejam acessíveis nos novos ambientes.

Segurança da infraestrutura

A equipe de TI deverá ainda revisar seus métodos de proteção, pois a maioria dos produtos HCI possuem tecnologias de backup e replicação. Por causa disso, os processos de cópia de dados existentes podem ser reduzidos ou retirados quando as ferramentas HCI estiverem no lugar.

Cultura organizacional

Para que essa adoção seja bem-sucedida, outro desafio importante a ser considerado está relacionado a mudanças na cultura organizacional. A empresa poderá se deparar com uma resistência por parte de seus colaboradores.

Esse problema deve ser resolvido por meio da adoção de uma cultura organizacional focada em inovação e transformação. Para isso, é necessário realizar reuniões, treinamentos e incentivar as equipes a adotarem a nova estratégia de infraestrutura de TI.

A infraestrutura hiperconvergente representa uma grande mudança para a TI e demais setores de uma empresa, no entanto, ela oferece muitas vantagens em relação a infraestruturas tradicionais. Por isso, precisa ser vista como uma verdadeira transformação do modelo de negócio.

Posts relacionados

Como a hiperconvergência está impactando empresas?

Contar com uma infraestrutura robusta, ágil e automatizada é essencial para se destacar no mercado competitivo atual.

Escreva seu comentário

Categorias