<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Quais são as melhores práticas dos sistemas de monitoramento de rede?

  • Categoria:

    Redes

    | Tempo para ler: 2 min

Centralização de análises e automatização são algumas das possibilidades.

 

Quais são as melhores práticas dos sistemas de monitoramento de rede?

 

Monitoramento sistemático da rede de computadores é um processo fundamental realizado pelo departamento de TI ou fornecedores de serviços do tipo terceirizado.


É uma das ações que precisam ser realizadas com o maior grau de detalhamento possível para avaliar inúmeros fatores, como erros, gaps, cibersegurança e mau uso do sistema.


É a partir desta análise que os especialistas em tecnologia conseguem definir os próximos investimentos, avaliar os desempenhos do negócio e ainda evitar invasões e boicotes, colocando qualquer companhia em risco. Pelo monitoramento, é possível avaliar como o sistema está se comportando durante o uso.


Antes de colocar o monitoramento em prática, entretanto, é preciso fazer um dimensionamento correto do sistema para saber se os recursos estão adequados para a demanda da empresa. Se a rede fica sobrecarregada, a qualidade do acesso aos serviços será afetada, assim como a confiabilidade do sistema.


Melhores práticas

São muitas as possibilidades de se realizar esse monitoramento, mas ultimamente, equipes de especialistas estão sugerindo melhores práticas.


Entre elas está a utilização do armazenamento de dados centralizado, separando as funções de coleta das funções de análise para que possam ser mais ágeis. A inserção deste novo equipamento na rede significa uma mudança também nos processos, em que será preciso pensar em novas maneiras de analisar os dados já existentes no sistema.

 

Cisco Meraki: redes empresariais 100% gerenciadas por Nuvem


Outra prática interessante é fazer o monitoramento de rede de forma automatizada, uma vez que permite que os responsáveis pela TI sejam informados sobre falhas em tempo real, diminuindo o tempo de solução dos casos. Neste processo, o custo de manutenção cai, pois evita que a rede opere no limite da sua capacidade e desgaste seus componentes.


Ter programas de monitoramento com interface simples é outra prática. Existem ferramentas que apresentam gráficos de desempenho que avalia o estado de elementos de rede e programas bem como largura de banda utilizada e uso de CPU, assim como outras que analisam protocolos de rede locais e o tráfego de rede.


A escolha dessas ferramentas deve seguir a demanda de cada negócio e quais são os pontos de maior interesse do monitoramento. Não existe uma combinação padrão que possa se encaixar à necessidade de negócios distintos.


Em resumo, as organizações ainda enfrentam um desafio muito grande para preparar a infraestrutura de suas redes para suportar toda a demanda e todo o potencial das novas tecnologias que estão sendo utilizadas na Transformação Digital.


Se o monitoramento não for eficiente, dificilmente uma empresa conseguirá participar das mudanças da era digital sem sofrer com ciberataques ou grandes períodos de sobrecarga, com lentidão em todo o sistema.


Além de todos os investimentos que devem ser realizados em infraestrutura, novas tecnologias, segurança, o monitoramento é uma ação que jamais poderá sair do radar das empresas que querem se manter competitivas em seus mercados.

Posts relacionados

  • Redes | Tempo para ler: 4 min

Arquitetura de rede digital: como garantir a continuidade dos negócios remotamente?

Implementar tecnologias inovadoras é essencial para lidar com situações inesperadas. Aprimorar as funções de rede deve ser o primeiro passo dessa estratégia. 

  • Redes | Tempo para ler: 5 min

Guia completo sobre VPN: o que as empresas precisam saber antes de utilizar?

Em tempos de Home Office saber como aliar uma rede virtual privada às estratégias de segurança de uma organização pode ser um verdadeiro diferencial competitivo. 

  • Redes | Tempo para ler: 4 min

Como a tecnologia 5G irá afetar a Cloud Computing?

Ao aliar essas duas tecnologias, as empresas poderão otimizar suas análises de dados e qualidade de seus serviços realizados no ambiente de trabalho.

Escreva seu comentário

Categorias