<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Quais são os impactos de Edge Computing nas empresas?

Edge Computing otimiza o tempo de resposta do processamento de dados corporativos, aumenta a segurança e melhora o compliance, já é uma tecnologia essencial. 

 

A Cloud Computing gerou uma verdadeira revolução no ambiente corporativo, impactando inclusive o modelo de negócio de empresas em todo mundo. Escalabilidade, segurança, flexibilidade, baixo custo, praticidade e mobilidade são algumas das razões pelas quais a nuvem é uma tecnologia indispensável. 

Recentemente, outra tecnologia também vem ganhando cada vez mais visibilidade das organizações, Edge Computing. Já ouviu falar? 

Acompanhe o post e entenda quais são os impactos de Edge Computing nas empresas, e por que os seus clientes devem ficar de olha nela.

O que é Edge Computing?

Em uma tradução literal da língua inglesa, Edge Computing significa “computação na extremidade”. Em seu uso prático, trata-se de um sistema de processamento de dados rápido e eficiente. 

Edge Computing reúne uma rede de micro Data Centers para processar dados críticos de um sistema, diminuir o tráfego no repositório central e enviar apenas as informações mais importantes para o armazenamento em nuvem. Por isso, a denominação “edge” que remete a concentração desses dados nas margens da rede.

É uma tendência tecnológica do mercado que ultrapassa os problemas de conectividade, otimiza o tempo de resposta do processamento de dados, aumenta a segurança informacional e melhora o compliance.

Além disso, como essa tecnologia reduz a latência, ela passa a ser indispensável para a rotina corporativa. Afinal, a lentidão do navegador é um dos principais motivos de impaciência, irritabilidade e estresse no local de trabalho, e a indisponibilidade de dados pode acarretar sério problemas para os negócios. 

Resposta tardia, videoconferências ineficientes, download lento, compartilhamento de arquivos comprometido, dentre outros diversos problemas podem ser sanados com a Edge Computing.

Como funciona a Edge Computing?

A Edge Computing funciona da seguinte maneira:

  1. Todos os dados são compilados;
  2. As informações mais frequentes são armazenadas em outro local;
  3. Os registros armazenados por maior tempo são enviados para a nuvem.

A tecnologia da Edge Computing realiza a transmissão de dados de maneira ágil e efetiva para os equipamentos mais próximos. Para que assim, eles possam receber, interpretar e processá-los. 

New call-to-action

Esse processo impede que as informações sejam enviadas diretamente para a nuvem, tirando a concentração dos dados da rede, diminuindo o seu tráfego e tornando o local restrito para os mais importantes. Feito isso, o aglomerado é devolvido aos aparelhos de Internet of Things (IoT).

Quais são os impactos da Edge Computing nas empresas?

A Edge Computing é essencial no armazenamento, análise e envio de dados para o sistema em nuvem. Com ela, os seus clientes podem administrar a movimentação de informações essenciais em pontos de armazenamento mais estratégicos e próximos ao servidor, nas zonas periféricas da rede. 

Em outras palavras, essas disposições tornam todo fluxo mais veloz, eficiente e organizado, otimizando o gerenciamento desses valores. A Edge Computing oferece benefícios expressivos para a organização, confira algumas das mais importantes:

  • move o poder de processamento para perto da fonte;
  • armazena localmente a capacidade de processamento;
  • reduz a latência do servidor;
  • reduz a largura de banda da rede;
  • otimiza o tempo de resposta;
  • aumenta a velocidade de interação do processamento de informações;
  • permite a análise instantânea de dados;
  • facilita a tomada de decisões;
  • reduz os custos com soluções IoT (Internet Of Things/Internet das Coisas);
  • garante menor dependência da nuvem;
  • permite que as partes do pipeline de renderização com processamento intensivo sejam descarregadas na nuvem;
  • minimiza o fluxo de dados;
  • melhora o gerenciamento de dados; 
  • reforça a compliance;
  • melhora a integração entre os equipamentos (novos e antigos);
  • gera relatórios diários para selecionar as informações que serão armazenadas em longo prazo;
  • reduz o risco de exposição de dados confidenciais;
  • maior controle sobre a propagação de informações;
  • mantém o controle e a segurança da TI na empresa;
  • apresenta operações confiáveis.

No cenário empresarial, essa tecnologia é praticamente obrigatória, por melhorar a qualidade operacional, potencializar os modelos de negócios, impactar diretamente nos resultados organizacionais e assegurar um fluxo inteligente aos dados.

Portanto, existem diversos motivos para adotar a Edge Computing e ajudar a potencializar o processamento de dados dos seus clientes. Essa tecnologia não exige altos investimentos e entrega resultados bastante significativos para a gestão.

 

Posts relacionados

Cloud Computing e coronavírus: 6 princípios para uma migração segura

Devido ao aumento do home office causado pelo isolamento social, muitas empresas estão precisando aumentar a utilização da Computação em Nuvem. Veja como fazer uma migração de ativos segura. 

4 práticas recomendadas para ter sucesso com a Hybrid Cloud

Quando gerenciada corretamente a Hybrid Cloud pode oferecer o melhor dos dois mundos para o negócios dos seus clientes.

Como realizar uma migração para Nuvem com equipe remota?

Contar com todos os recursos e benefícios oferecidos pela Cloud Computing pode ser fundamental para garantir a continuidade dos negócios para muitas empresas.

Escreva seu comentário

Categorias