<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Westcon-Comstor lança o BlueSky Solutions Marketplace
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora
  • Nextmove Security 2019
  • Baixar E-book
  • Acesse agora
  • Partner Portal
  • Baixar agora
  • Baixar agora

Qual a relação entre automação na Nuvem e DevOps as a Service?

Publicado em 22/jun/2018 5:00:00

Os benefícios dessa metodologia podem ser aprimorados com a automação virtual, permitindo entregas contínuas, escaláveis e econômicas. 

 

Qual a relação entre automação na Nuvem e DevOps as a Service?

 

O DevOps as a Service consiste na estratégia de alinhamento das equipes de desenvolvimento e operação por meio da virtualização e automação de recursos oferecidos pelo ambiente na Nuvem. Essa metodologia tem permitido que as empresas criem uma cultura de colaboração, contando com maior agilidade e eficiência para suas entregas.

Por meio dos benefícios do DevOps as a Service, as empresas são capazes de realizar o efetivo alinhamento de suas equipes, além de contar com os inúmeros recursos da Cloud, como a contratação de serviços de infraestrutura, plataforma e softwares para atender a todas às suas necessidades.

A metodologia depende da automação em Nuvem para realizar a integração que propõe e transformar o antigo padrão de colaboração. Dessa forma, ao contar com ferramentas virtuais, o DevOps as a Service permite o compartilhamento de responsabilidades e conhecimento entre as equipes por meio da automação de rotinas.

Ao adotar esse modelo em uma plataforma virtual, é possível migrar todo o ciclo de vida de uma aplicação para a Nuvem, o que permite que a organização realize entregas contínuas na Cloud. Assim, é possível contar com uma abordagem mais flexível, que possibilita o desenvolvimento de produtos e serviços mais aprimorados.

 

Baixar e-book grátis



Confira a seguir como a automação em Nuvem pode ser uma grande viabilizadora para o DevOps as a Service:

 

1. Compilação de códigos

Para se obter uma qualidade avançada no desenvolvimento de produtos e serviços é necessário executar projetos de testes. Por meio do DevOps as a Service, é possível utilizar um serviço gerenciado para a compilação de códigos. 


No módulo de desenvolvimento em Nuvem, é possível ainda contar com criptografia para se acessar a plataforma virtual, garantindo um reforço na segurança do processo.

Além disso, é oferecido escalabilidade para expandir recursos conforme as demandas da empresa, sendo possível implantar versões de compilação diferentes para realizar comparações de testes no ambiente de produção.

 

2. Biblioteca de modelos e plugins

É possível ter maior produtividade e qualidade dos códigos por meio da personalização dos modelos e controle dos processos. Para isso, são disponibilizadas extensas bibliotecas de plugins pré-construídos. 


Assim, é possível ajustar os parâmetros necessários e customizar os códigos de acordo com as necessidades da empresa.


3. Deploy automático

Por meio de padrões predeterminados, o módulo de deploy realiza a entrega de pacotes construídos de forma automática. Dessa forma, a sincronização de compilações é facilitada, permitindo que as atualizações ocorram simultaneamente.

É por meio dessa função que o modelo de entrega contínua e escalável na Nuvem se torna possível, estável e econômico.


4. Monitoramento do ambiente

A automação em Nuvem permite a essa modalidade o uso de ferramentas integradas de monitoramento do ambiente de TI.

Assim, é possível controlar fatores, como o desempenho e capacidade a partir de SLAs estabelecidos no contrato. Isso garante que a continuidade dos serviços seja sempre bem-sucedida e atenda às necessidades da empresa.


5. Automação de infraestrutura

O DevOps na Nuvem cria recursos personalizados de infraestrutura para suportar as necessidades das equipes de desenvolvimento e operação das empresas. A automação permite a redução das chances de alguma inadequação de equipamentos aconteça.

Isso é fundamental, pois as necessidades dos negócios estão em constante mudança e novos desafios surgem a todo momento. Por isso, a empresa precisa estar preparada para lidar com essas novas demandas.

Quando a gestão da infraestrutura passa a ser automatizada, os processos se tornam mais confiáveis e as chances de erros diminuem. Por isso, para aquelas empresas que buscam por otimização e integração de seus times de desenvolvimento e produção, o DevOps as a Service é uma ótima opção.

 

Categorias: Cloud Computing, Automação, DevOps