<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

CANAL SYNNEX COMSTOR
O blog dos negócios de TI.

Qual será o “Novo Normal” da indústria 4.0?

Entenda como a adoção da Indústria 4.0 no cenário pós-pandemia será mais do que um imperativo estratégico, será uma necessidade.

 

A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) instaurou uma crise econômica que já impacta a realidade de organizações em todo mundo. Sem consciência da proporção do problema, seu real impacto ou duração, as empresa precisam se reinventar para enfrentar essa situação incerta e transformadora.

Uma das grandes soluções para atenuar a crise e estruturar o “novo normal” no cenário corporativo é abraçar a indústria 4.0. Isso porque a indústria representa hoje menos de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) do país, que ocupa a 69º posição no índice Global de Inovação. 

Em outras palavras, o Brasil possui um mar de possibilidades para se desenvolver e conquistar mercados cada vez maiores. E a quarta revolução industrial é a grande porta de entrada.

Para facilitar esse entendimento, continue acompanhando este post. Separamos as principais informações de como será o “novo normal” da indústria 4.0. Boa leitura!

O que é a indústria 4.0?

Antes de entender como será o “novo normal” da indústria 4.0, vamos explorar as definições básica dessa revolução.

A indústria 4.0 é a revolução que propõe a transformação digital, ou seja, emprega tecnologias como a Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial (IA), robótica, simulação, segurança cibernética, manufatura aditiva, realidade aumentada, machine learning, computação na nuvem, virtualização, interfaces digitais, Big Data, ciência de dados, tecnologias integradas, dentre muitas outras.

Contudo, é um erro acreditar que a quarta revolução industrial se trata da criação de uma era tecnológica, se trata da estruturação de um novo modelo de negócio. É, justamente, por isso que ela é mais do que um imperativo estratégico no cenário mercadológico atual, é uma necessidade para assegurar a sua sobrevivência competitiva das organizações e limitar os seus danos.

Explore nosso conteúdo sobre o Novo Normal Cisco.

Certamente, a maior parte desses recursos tecnológicos será mantido como componente essencial para o “novo normal” no pós-pandemia, por isso as empresas precisam adotá-los como uma solução permanente considerando a inovação de seus modelos empresariais.

Quais são os objetivos da indústria 4.0?

Grosso modo, a quarta revolução industrial pode contribuir para:

  • ajudar o maior número de empresas a sobreviverem à crise atual;
  • encurtar a fase de recuperação oferecendo soluções estratégicas;
  • ajudar no processo de retomada do negócios a normalidade o mais rápido possível;
  • fornecer uma estrutura tecnológica para que as empresas desenvolvam negócios mais resilientes a médio e longo prazo.

Desta forma, as empresas podem se apoiar nos recursos mais inteligentes do mercado atual para sobreviver a crise e preservar a saúde da sua marca no mercado.

Como será o “novo normal” da indústria 4.0?

Assim como dissemos, a indústria 4.0 é um modelo de negócio que se pauta na oferta de tecnologias revolucionárias. Mais do que implementar soluções que otimizem o funcionamento de processos essenciais para o sucesso de um negócio, a quarta revolução industrial leva a organização para o cenário digital.

Com a situação de quarentena obrigatória imposta pela pandemia do COVID-19, a busca por elucidações digitais foi indispensável para manter as empresas ativas e assegurar o giro da economia, dentro do possível.

A transformação digital no cenário corporativo foi acelerada, traçando algumas das principais características do “novo normal”. Com ela, estruturada de forma apropriada e inteligente, as indústrias puderam atualizar suas políticas operacionais e amadurecer processos descritivos, analíticos, preditivos e automatizados.

Tudo isso empregando tecnologias que aumentam o nível de eficiência de suas atividades, otimizam sua capacidade analítica, melhora a confiabilidade operacional, automatiza processos, dão velocidade ao fluxo de trabalho, facilitam a tomada de decisões, potencializam a segurança de dados, melhoram a navegabilidade na rede, atualizam a infraestrutura de TI, reduzem custos, e assim por diante.

Portanto, o “novo normal” da indústria 4.0 projeta um cenário comercial criado especialmente para o ambiente digital. Os recursos tecnológicos oferecidos reforçam essa estrutura moderna e elevam o mercado a um novo patamar competitivo. As empresas que sobreviverem à crise, certamente, terão a transformação digital como pilar fundamental do seu novo modelo de negócio.

Posts relacionados

O futuro da segurança de rede está na nuvem

A transformação digital exigirá um Serviço de Acesso Seguro ao Perímetro (SASE na sigla em inglês) entregue na nuvem, já que a infraestrutura tradicional não é mais suficiente. 

Inteligência de dados: o que é e como utilizar a favor dos negócios?

É cada vez mais fundamental saber exatamente como agir diante dos clientes e mercado competitivo. Entenda como esse processo pode contribuir com as empresas nessa tarefa.

Como reavaliar as estratégias de negócios e tornar o varejo digital?

Os primeiros impactos da crise do coronavírus já transformaram todo ambiente comercial, levando o varejo para o cenário digital.

Escreva seu comentário