<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=633097343493783&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
canal-comstor-logo
O blog dos negócios de TI.
Comstor Americas
  • Partner Portal
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • Baixar E-book grátis
  • Serviços Gerenciados Cisco Meraki
  • Partner Portal
  • 14 dicas de marketing para revendas de TI
  • Baixar agora
  • Baixar E-book grátis
  • Serviços Gerenciados Cisco Meraki

Realidade Virtual melhora a experiência do consumidor

Publicado em 8/fev/2018 5:00:00

Entenda como o uso da Realidade Virtual em ações de marketing e no atendimento pode se tornar um diferencial de mercado por meio da otimização da experiência vivenciada pelos consumidores.

 

Realidade Virtual melhora a experiência do consumidor

O conceito de marketing sensorial, que utiliza o estímulo dos cinco sentidos humanos como forma de despertar o desejo de compra e manter os consumidores mais tempo dentro das lojas, tem sido muito utilizado por empresas de diferentes segmentos. Sua capacidade em aumentar as vendas e engajar clientes é amplamente conhecida.

 

Uma loja física que venda roupas, por exemplo, pode ter um ambiente totalmente personalizado para que o cliente faça uma imersão na personalidade da marca: som ambiente com playlist específica, que tenha um gênero musical e volume adequados à proposta do estabelecimento e ao estilo do público-alvo, a aromatização do local com um perfume específico e a iluminação correta.

 

Em tempos de virtualização de de maior contato entre consumidores e marcas por meio de plataformas digitais, no entanto, não basta que o marketing sensorial e imersivo se restrinja ao ambiente físico. É preciso imaginar com tecnologia. Este é um dos objetivos das campanhas de marketing que utilizam a Realidade Virtual (RV) em suas ações.

 

Imagine agora que a Realidade Virtual pode ser somada a este esforço e o cliente possa conhecer o processo industrial de produção das roupas da loja, através de um tour virtual pela fábrica.

 

Entre os muitos benefícios da RV está seu poder imersivo, em que o usuário pode ser transportado para qualquer parte do mundo através de óculos e fones de RV capazes de demonstrarem parte da sensação de estar fisicamente em um local, com áudios e vídeos em 360 graus.

A Cisco e a Internet de todas as coisas

Outro ganho é com relação à gamificação, realizando simulações de ações do cotidiano para que pessoas possam aprender como se portar em diferentes situações e conseguir acelerar o aprendizado para o desenvolvimento de soluções. A empresa brasileira de máquinas agrícolas Jacto, por exemplo, utiliza Realidade Virtual para capacitar soldadores.

 

Os funcionários em treinamento utilizam óculos de RV e nas mãos, bastões conectados ao software que simulam as ferramentas de solda. Através de exercícios virtuais, treinam as habilidades finas de solda, melhorando posteriormente a qualidade na entrega dos produtos. Outro ganho com essa implementação foi a diminuição de desperdício de material para treinamento.

 

Já a marca IKEA, empresa sueca especialista na venda de móveis domésticos, utiliza a RV para que seus clientes possam testar o designer de cozinhas, trocando os objetos, incluindo cores, alterando dimensões das peças, para terem uma noção mais perto do real do que é possível ser feito com os produtos da marca.

 

A Realidade Virtual pode aprimorar, também, as experiências dos consumidores, mesmo que adquirindo produtos por e-commerce. A gigante chinesa Alibaba, por exemplo, criou uma loja virtual que replica uma loja física. Dessa forma, o usuário pode navegar pelos corredores com visão 360 graus, olhando os objetos e, por meio de fones, acompanhando as dicas de uma auxiliar de compras.

 

O mundo corporativo é outro que pode se beneficiar desta tecnologia, uma vez que o ambiente de trabalho fica mais conveniente. É possível diminuir custos e tempo com deslocamento de viagens, por exemplo, utilizando a Realidade Virtual para estar mais próximo de um cliente ou fornecedor para alinhar decisões e conferir o desenvolvimento de processos.

 

No setor da educação, a RV é revolucionária. Imagine aprender sobre o funcionamento de um coração, por exemplo, estando dentro dele, podendo olhar seu comportamento em 360 graus. Essa é uma possibilidade real hoje.

 

Mercado que se quadriplica

 

De acordo com um levantamento da consultoria IDC, o mercado de Realidade Virtual vai quadruplicar em 4 anos, sendo previsto crescimento de mais de 100% ao ano até 2021, alcançando cerca de US$ 215 bilhões em negociações em torno de toda a cadeia produtiva.

 

Os setores que tem maior demanda e são responsáveis por puxar a maior parte desse crescimento são o varejista, de manufaturas e os consumidores finais. Entretanto, outros segmentos ganham destaque, como laboratórios de campo, terapia e reabilitação física, além de manutenção de infraestrutura pública.

 

 

Categorias: Realidade Virtual